Vale a Pena Participar de leilões na Crise? Leiloeiro responde

0
207
Fotos de: Pixabay / MF Press Global
O Brasil passa por um período de crise na economia, onde as apostas e investimentos foram adiados para um momento mais seguro e vantajoso. Mas será que tem o momento certo para investir?
Para mostrar algumas possibilidades de investimento mesmo em tempos de recessão, o Leiloeiro Antonio Sato revela que os leilões podem ser uma boa alternativa.  Por ser um mercado atualmente em grande crescente, devido as vantagens oferecidas, essa modalidade de investimento está chamando atenção cada vez mais. Mas será que é realmente um bom negócio?
O leiloeiro revela: “Todos nós nos assustamos com a crise. Mas o leilão conseguiu trazer algo inesperado consigo,  que é a possibilidade de investimentos abaixo do valor de mercado, fazendo com que o cliente possa investir um valor seguro para ele, pois estará gastando menos que o esperado”.
Com a grande quantidade de inadimplentes que cresce ainda mais em tempos de crise, os leilões ficaram em evidência. Assim a quantidade de bens levados à leilão também. Antonio Sato conta que apesar do cenário econômico desfavorável, esta é uma grande oportunidade: “participar de leilões na crise é uma forma de comprar em baixa e estudar o momento certo para vender em alta. É lucrar até 120% em cima da venda de um imóvel por exemplo. Não se assuste com períodos de crise, pesquise novas possibilidades, faça sua estratégia, dê o seu lance e economize! Assim você faz um negócio seguro e fácil, sem gastar muito”.
Como participar dos leilões?
Para participar dos leilões, Sato diz que costuma dar algumas dicas essenciais: “Verifique a credibilidade do site que você está, se ele realmente é um site seguro. Depois, estude o bem de seu interesse e procure saber ao máximo sobre ele, suas condições, formas de pagamento, se for possível, visite-o! Muitos leilões permitem a visita antes do encerramento. Para dar o seu lance é preciso se cadastrar no site e aceitar as condições de venda, caso o leilão ocorra da forma online, se for presencial, leve os documentos necessários para um lance efetivo. O importante é saber todas as informações, para não ser surpreendido com taxas, pagamentos e outros fatores que não esperava”, conclui.

Deixe seu Comentário! Comentários de leitores ou artigos assinados são de responsabilidade de seus autores e não expressam a opinião do G10News