Connect with us

Saúde

Saiba tudo sobre a  toxina botulínica, conhecida como Botox

Publicado

em

O especialista Dr. Rogério Marques explica por que algumas pessoas perdem a expressão facial e como evitar isto.

Você já deve ter ouvido falar muito sobre o Botox, que na verdade é um nome comercial de toxina botulínica. Além dela, existe o Dysport, Botulift, Botulin, Xeomin entre outras, que também são marcas da substância.

Segundo o dentista Rogério Marques, a toxina botulínica é uma neurotoxina, que atua causando uma interrupção do estímulo de contração motora, de forma temporária, minimizando a ação muscular, consequentemente, reduzindo as rugas de expressão.

A substância tem a durabilidade média de 3 a 6 meses, podendo, após este período, fazer uma reaplicação.

Muitas pessoas tem medo de fazer o procedimento e perder as expressões faciais, mas é possível mantê-las, desde que haja um planejamento correto.

“Essa alteração na expressão facial depende da forma com que o produto é aplicado. Conforme a quantidade de toxina e a distribuição dos pontos de aplicação, poderá haverá um excesso de paralisia e perda completa de algumas expressões. Um bom resultado de tratamento, busca um equilíbrio entre a formação de rugas e a manutenção de expressões”, explica o dentista.

De acordo com Rogério, o valor médio do procedimento custa de 1000 a 1500 reais. O procedimento costuma levar vinte minutos entre aplicação e orientações.

A toxina botulínica um fármaco bem seguro e com poucas contra-indicações.

“Somente sendo contra-indicado a gestantes e alérgicos a algum componente do produto. Além disso, alguns antibióticos podem causar interação com o produto. Nestas casos é necessário terminar o tratamento para poder aplicar a toxina”, esclarece.

Os cuidados após a aplicação são: evitar exposição ao sol, não se deitar de 2 a 3 horas e evitar exercícios físicos por 12h. Além desses cuidados, o profissional orienta não passar nenhum produto na face no dia do procedimento.

Continue Lendo
Patrocinado
Clique para comentar

Deixe seu Comentário!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Notícias

Pharma Acácia faz aniversário de 6 anos com visão inovadora e diferenciada na manipulação

Publicado

em

A Pharma Acácia está completando seis anos de existência e trás uma grande novidade para seus clientes. A farmácia de manipulação situaada no bairro do Tatuapé, na capital paulista, trabalha om manipulação de fórmulas alopáticas e homeopáticas, para todas especialidades médicas, utilizando matérias-primas nacionais e importadas dos melhores laboratórios com procedência garantida e eficácia comprovada.

Devido ao anivesário da Pharma Acácia, uma nova linha difrenciada exclusiva para atender os pacientes e os médicos, onde temos um conceito diferenciado com uma visão inovadora para os médicos que possuem parceria.

A farmácia de manipulação acredita que seus produtos diferenciados e seu ótimo atendimento são os pontos fortes para quem deseja comprar na Pharma Acácia, onde o maior compromisso da farmácia é com os clientes.

A Pharma Acácia possui laboratórios modernos e profissionais capacitados, tudo para lhe atender com precisão e na medida em que você precisa, onde o rigor da qualificação dos fornecedores em conformidade com a legislação resulta em tranquilidade para o médico que prescreve o medicamento e para o paciente que vai utilizá-lo.

Para entrar em contato com a Pharma Acácia, basta seguir os contatos abaixo e saber mais sobre a

Localização: Rua Itapura, 722 – Tatuapé – São Paulo
Fone: (11) 98626-6633
Instagram: @pharma.acacia
Site: https://pharmaacacia.com.br/

Continue Lendo

Saúde

Nutra Slim por Carol Costa mantém sucesso e é recorde de vendas na quarentena

Publicado

em

O produto 100% natural , o NUTRASLIM por Carol Costa continua sendo top ranking em vendas, batendo recordes nesta pandemia. Onde a procura e demanda do produto foi enorme, principalmente pelo fato do confinamento de seus clientes antigos e novos feitos durante esse período. O que representou aumento em 93% as vendas e procura.

Nesse período de pandemia, a ansiedade gerou na grande maioria a compulsão alimentar, o produto que contém o controle de compulsão alimentar, inibidor de apetite, sensação de bem estar e com ervas que controla a ansiedade. É neste ponto que a nutrição funcional pode ajudar no emagrecimento e com as vitaminas certas é possível acelerar os processos metabólicos e reduzir os quadros que impedem que você perca medidas. Essa que sempre foi a proposta da Carol Costa, um suplemento alimentar que oferecesse ao corpo os nutrientes mais adequados em cada momento do dia, visando acelerar o metabolismo, estimular os processos fisiológicos e ainda atuar sob determinadas enzimas ligadas às gorduras corporais. A modelo que esta semana mostrou com belas fotos em suas redes sociais, manteve a suas belas curvas e formas graças ao produto e também ao tratamento de implante hormonal feito com o Dr. CLÁUDIO AMBRÓSIO.

Nesse meio tempo a modelo e empreendedora lançou a linha 2, NUTRA POWER SLIM. No mesmo segmento, com ação mais voltada para aqueles que possuem problemas de intestino preso. A fórmula da linha 2, “Nutra Power”, consiste em novas ervas de composições que ajudam a reduzir a fome, solta aquele intestino preso e ainda auxilia na queima de gorduras. Indicados para aquelas pessoas que não tem o hábito de praticar atividades fisícas ou que trabalham o dia inteiro e não tem tempo. Ele é um potente emagrecedor que inibe a fome e faz com que a digestão fique mais lenta. Assim o estômago ficará cheio por mais tempo e dando saciedade ao usuário. O que também é ideal para aquelas pessoas que possuem péssimo hábito de comer em grandes quantidades e repetir várias vezes as refeições.

O “Nutra Power” pode ser adquirido através dos seguintes contatos:

Telefone: 11 977108410

Continue Lendo

RS

Número de transplantes se mantém estável durante a pandemia

Publicado

em

Por

Webconferência Internacional com Hospital Lei Shenshan de Wuhan reuniu equipes da China e do Brasil - Foto: Divulgação/SES

A Central Estadual de Transplantes do Rio Grande do Sul manteve o seu principal indicador no processo de órgãos transplantados desde o início da pandemia da Covid-19. O Estado registrou 63 transplantes, de março a junho de 2020. Um a menos do que os 64 transplantes realizados no mesmo período em 2019.

Segundo a coordenadora da Central de Transplantes, Sandra Lúcia Coccaro de Souza, a manutenção das taxas se deve às ações de planejamento que foram implementadas. Ela citou o intercâmbio de experiências com outras instituições. Destacou a webconferência com o corpo clínico de médicos chineses do Hospital de Leishenshan da cidade de Wuhan, capital da província de Hubei, na China, onde ocorreu o foco inicial da epidemia. “Em abril deste ano, participamos de uma reunião virtual com os médicos chineses que estavam vivenciando a pandemia pelo novo coronavírus. Eles relataram informações sobre as manifestações da doença e agudização rápida do quadro, podendo levar à morte”, relatou.

Disse também que a troca de experiências com a equipe do hospital de Wuhan qualificou o trabalho da Central de Transplantes no enfrentamento das dificuldades trazidas pela pandemia da Covid-19, como a disseminação viral do doador para o receptor em lista de espera e a preocupação com a proteção dos trabalhadores da área da saúde.

Ela afirmou ainda, que os pareceres de infectologistas e intensivistas foram determinantes para uma boa preparação das equipes de captação e de transplantes. Na oportunidade também foi abordada a importância de cuidados como o isolamento dos pacientes e das equipes das Unidades de Tratamento Intensivo (UTI) e da utilização dos Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) pelos profissionais da saúde. Essa webconferência foi realizada com representantes da Associação Brasileira de Transplantes de Órgãos (ABTO) e do Sistema Nacional de Transplantes (SNT).

Além da webconferência com os médicos chineses do Hospital de Leishenshan de Wuhan, a Central Estadual de Transplantes organizou, desde o início da pandemia de coronavírus, diversas webconferências com temas ligados à área.

Participaram médicos reguladores, representantes de Organizações de Procura de Órgãos (OPOs), de Comissões Intra Hospitalares de Doação de Órgãos e Tecidos (CIHDOTT), de Câmaras Técnicas de Órgãos e Tecidos, equipes de captação de órgãos e equipes de Hospitais Transplantadores de Múltiplos Órgãos.

Foram realizadas as seguintes webconferências:

– Organização Nacional de Transplantes da Espanha

– Sistema Nacional de Transplantes do Ministério da Saúde e Associação Brasileira de Transplantes de Órgãos (ABTO)

– Câmaras técnicas de transplantes de Pulmão, de Rim e de Fígado

– Organização de Procura de Órgãos (OPO)/Central Estadual de Transplantes (CET/RS)

– Departamento de Regulação Estadual/RS (DRE)

– Organização de Procura de Órgãos(OPO) e área cirúrgica da Central de Transplantes/RS

– Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ/CNPq/CET RS) – Projeto de Pesquisa

POR NEUSA JERUSALÉM

Continue Lendo

Newsletters

Receba as Notícias do Site direto em seu email! Cadastre-se gratuitamente:
Patrocinado
Patrocinado

Mais lidas da semana