Connect with us

Geral

Saiba tudo sobre a  toxina botulínica, conhecida como Botox

Publicado

em

O especialista Dr. Rogério Marques explica por que algumas pessoas perdem a expressão facial e como evitar isto.

Você já deve ter ouvido falar muito sobre o Botox, que na verdade é um nome comercial de toxina botulínica. Além dela, existe o Dysport, Botulift, Botulin, Xeomin entre outras, que também são marcas da substância.

Segundo o dentista Rogério Marques, a toxina botulínica é uma neurotoxina, que atua causando uma interrupção do estímulo de contração motora, de forma temporária, minimizando a ação muscular, consequentemente, reduzindo as rugas de expressão.

A substância tem a durabilidade média de 3 a 6 meses, podendo, após este período, fazer uma reaplicação.

Muitas pessoas tem medo de fazer o procedimento e perder as expressões faciais, mas é possível mantê-las, desde que haja um planejamento correto.

“Essa alteração na expressão facial depende da forma com que o produto é aplicado. Conforme a quantidade de toxina e a distribuição dos pontos de aplicação, poderá haverá um excesso de paralisia e perda completa de algumas expressões. Um bom resultado de tratamento, busca um equilíbrio entre a formação de rugas e a manutenção de expressões”, explica o dentista.

De acordo com Rogério, o valor médio do procedimento custa de 1000 a 1500 reais. O procedimento costuma levar vinte minutos entre aplicação e orientações.

A toxina botulínica um fármaco bem seguro e com poucas contra-indicações.

“Somente sendo contra-indicado a gestantes e alérgicos a algum componente do produto. Além disso, alguns antibióticos podem causar interação com o produto. Nestas casos é necessário terminar o tratamento para poder aplicar a toxina”, esclarece.

Os cuidados após a aplicação são: evitar exposição ao sol, não se deitar de 2 a 3 horas e evitar exercícios físicos por 12h. Além desses cuidados, o profissional orienta não passar nenhum produto na face no dia do procedimento.

Continue Lendo
Patrocinado
Clique para comentar

Deixe seu Comentário!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Geral

Governo gaúcho classifica 16 regiões em vermelho no mapa preliminar do esquema de Distanciamento Controlado

Publicado

em

Por

Outras cinco regiões foram classificadas com a bandeira laranja. (Foto: Divulgação)

O governo do Rio Grande do Sul divulgou nesta sexta-feira (14) o mapa preliminar da 15ª rodada do esquema de Distanciamento Controlado. Ao todo, 16 regiões gaúchas foram classificadas com alto risco epidemiológico de Covid-19, recebendo bandeira vermelha. As outras cinco regiões ficaram com risco médio de contágio para o novo coronavírus (bandeira laranja). As bandeiras definitivas serão divulgadas na segunda-feira (17).

As regiões que apresentaram piora nesta semana e passaram de bandeira laranja para vermelha foram: Uruguaiana, Guaíba, Santo Ângelo, Cruz Alta, Ijuí, Santa Rosa e Caxias do Sul. Já as áreas de Porto Alegre, Capão da Canoa, Taquara, Novo Hamburgo, Canoas, Palmeira das Missões, Erechim, Passo Fundo e Pelotas continuam classificadas com a bandeira vermelha.

Outras cinco regiões (Santa Maria, Lajeado, Bagé, Santa Cruz do Sul e Cachoeira do Sul) foram classificadas com a bandeira laranja.

Conforme o mapa preliminar da 15ª rodada, 397 municípios (do total de 497) estão classificados em bandeira vermelha, somando 9.679.669 habitantes, ou seja, 85,4% da população gaúcha (total de 11.329.605 habitantes).

Desses, 166 municípios (890.365 habitantes, 7,9% do RS) podem adotar protocolos de bandeira laranja, porque cumprem os critérios da Regra 0-0, ou seja, não têm registro de óbito ou hospitalização de moradores nos últimos 14 dias, desde que a prefeitura crie um regulamento local.

A partir desta semana, as associações regionais terão duas alternativas caso não concordem com a classificação preliminar. Além dos pedidos de reconsideração, em vigor desde a sétima rodada, as regiões Covid que quiserem adotar protocolos menos restritivos à bandeira na qual estão classificados, mas no mínimo iguais à bandeira anterior poderão elaborar planos estruturados próprios aprovados por no mínimo dois terços dos prefeitos e avalizados por uma equipe técnica.

Além disso, os documentos devem ser encaminhados para o Gabinete de Crise exclusivamente via formulário eletrônico, com no mínimo 48 horas de antecedência do início da vigência de seu plano.

O pedido de reconsideração à classificação da bandeira, que pode ser feito via associação regional ou pelo próprio município, deverá ser encaminhado no prazo máximo de 36 horas após a divulgação do mapa preliminar – ou seja, até as 6h de domingo (16).

A adoção de protocolos alternativos não mudará as cores do mapa definitivo, que será divulgado após análise dos recursos pelo Gabinete de Crise, na tarde de segunda-feira (17). A vigência das bandeiras da 15ª rodada começa à 0h de terça-feira (18) e se encerra às 23h59min de segunda-feira (24).

Veja abaixo alguns dados divulgados pelo governo:

– número de novos registros de hospitalizações por Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) de confirmados Covid-19 reduziu 12% entre as duas últimas semanas (1.278 para 1.126);

– número de internados em UTI por SRAG aumentou 7% no Estado entre as duas últimas quintas-feiras (897 para 958);

– número de internados em leitos clínicos com Covid-19 no RS reduziu 1% entre as duas últimas quintas-feiras (975 para 964);

– número de internados em leitos de UTI com Covid-19 no RS aumentou 3% entre as duas últimas quintas-feiras (702 para 723);

– número de leitos de UTI adulto livres para atender Covid-19 no RS reduziu 7% entre as duas últimas quintas-feiras (de 608 para 567);

– número de casos ativos ficou estável entre as duas últimas semanas (de 7.454 para 7.469);

– número de óbitos por Covid-19 reduziu 13% entre as duas últimas quintas-feiras (de 406 para 353).

As regiões com maior número de novos registros de hospitalizações nos últimos sete dias, por local de residência do paciente, são Porto Alegre (333), Caxias do Sul (159), Canoas (114), Novo Hamburgo (59) e Passo Fundo (81). As informações são do Palácio Piratini.

O Sul

Continue Lendo

Geral

Comitê Gaúcho da ONU Mulheres lança Campanha Máscara Roxa nas regiões do Planalto Médio e Alto Jacuí

Publicado

em

Por

Foto Leandro Molina.

As 31 cidades de abrangência das associações dos municípios do Planalto Médio (Amuplam) e do Alto Jacuí (Amaja), no Rio Grande do Sul, recebem nesta terça-feira (11), às 10h30, o lançamento da Campanha Máscara Roxa, que permite às mulheres vítimas de violência doméstica denunciarem seus agressores em farmácias. A agenda é promovida pelo Comitê Gaúcho ElesPorElas, da ONU Mulheres.

O lançamento será virtual, em uma plataforma de videochamada para reuniões. Participam representantes de órgãos de segurança, governo do Estado, Poder Judiciário, Legislativo e movimentos de mulheres que ajudaram a construir a campanha. Ainda foram convidados proprietários de farmácias, lideranças locais e representações de instituições e da sociedade. O evento online é aberto para participação da imprensa.

Como funciona a campanha

Lançada no dia 10 de junho no RS, a Campanha Máscara Roxa permite que mulheres vítimas de violência doméstica façam denúncias em farmácias. Ela começou com 600 farmácias, e já são mais de 1.400 unidades de seis redes envolvidas – Associadas, Agafarma, Vida, Preço Mais Popular, Tchê Farmácias e Líder Farma. No Planalto Médio, sete dos 11 municípios possuem estabelecimentos participantes. No Alto Jacuí, 11 dos 20.

Até o momento, 17 denúncias foram recebidas em farmácias de 15 municípios gaúchos: Bento Gonçalves, Canoas, Capão da Canoa, Capão do Leão, Capela de Santana, Carazinho, Casca, Charqueadas, Pinhal, Porto Alegre, Rio Grande, Santo Antônio da Patrulha, Taquari, Venâncio Aires e Vitória das Missões.

Todas as farmácias com adesão estão com o selo “Farmácia Amiga das Mulheres”, que serve para que as vítimas as identifiquem. Os atendentes receberam capacitação online para o procedimento e para garantir a segurança da vítima. Ao chegar na farmácia a mulher deve pedir a máscara roxa, que é a senha para que o atendente saiba que se trata de um pedido de ajuda. O profissional dirá que o produto está em falta e pegará alguns dados para avisá-la quando chegar. Após, o atendente da farmácia passará à Polícia Civil as informações coletadas, via WhatsApp, para que o órgão tome as medidas necessárias.

Edegar Pretto, coordenador do Comitê Gaúcho e da campanha, lembra que qualquer farmácia pode aderir. Segundo ele, o objetivo é envolver também aquelas que não fazem parte de grandes redes, mas que estão em cidades menores. Interessados devem entrar em contato com o Comitê: 51 991993641 | [email protected]

A campanha foi motivada pelo aumento de casos de feminicídios no estado durante o período de isolamento, decorrente da pandemia do coronavírus. Nos meses de março, abril e maio 28 mulheres foram assassinadas por questões de gênero, conforme dados da Secretaria de Segurança Pública do Estado. Somente em abril, o aumento foi de 66,7% em relação ao mesmo mês do ano passado. Ao todo, de janeiro a junho deste ano, 51 mulheres morreram vítimas de feminicídio no estado.

Outros lançamentos regionais

Até o final de agosto, o Comitê Gaúcho da ONU Mulheres também lançará a Campanha Máscara Roxa para as regiões Vale do Taquari, Centro Serra, Turismo da Serra, Campos de Cima da Serra, Nordeste e Vale do Rio Pardo. Os lançamentos virtuais já ocorreram nas regiões Metropolitana de Porto Alegre, Vale do Paranhana, Vale do Rio dos Sinos, Norte, Centro, Celeiro, Sul, Planalto, Alto da Serra do Botucaraí, Serra, Litoral Norte, Carbonífera, Vale do Caí, Alto Uruguai e Missões, abrangendo ao todo 369 cidades.

Dos 11 municípios do Planalto Médio, 7 possuem Farmácias Amigas das Mulheres

– Augusto Pestana: Farmácias Associadas
– Catuípe: Farmácias Associadas / Farmácia Aosani / Tchê Farmácias / Drogadel
– Condor: Rede Vida
– Ijuí: Farmácias Associadas / Rede Vida / Agafarma / Preço Mais Popular
– Jóia: Tchê Farmácias / Farmácias Associadas
– Panambi: Farmácias Associadas / Rede Vida / Agafarma
– Pejuçara: Farmácias Associadas

Dos 20 municípios do Alto Jacuí, 11 possuem Farmácias Amigas das Mulheres
– Boa Vista do Incra: LiderFarma
– Carazinho: Farmácias Associadas / Rede Vida / Agafarma / Tchê Farmácias
– Coqueiros do Sul: Rede Vida
– Cruz Alta: Agafarma
– Espumoso: Farmácias Associadas / Rede Vida / Agafarma / Tchê Farmácias
– Fortaleza dos Valos: LiderFarma
– Não-Me-Toque: Rede Vida / Agafarma / Tchê Farmácias
– Quinze de Novembro: Farmácias Associadas / LiderFarma
– Santa Bárbara do Sul: Farmácias Associadas / Rede Vida
– Selbach: LiderFarma
– Tapera: Rede Vida

Foto Leandro Molina.

Continue Lendo

Geral

Clínica Cibele Coelho é referência em técnica de rejuvenescimento facial

Publicado

em

Por

Assessoria Lmp artísticas e assessoria

Algo que todo mundo quer é parecer mais jovem, e apesar de ser impossível rejuvenescer de verdade, a pele é algo que pode ser trabalhada e rejuvenescida através de diversas maneiras. Atualmente, o que está chamando atenção de muitos é o bioestimulador de colágeno que age exatamente como um rejuvenescedor facial.

A Clínica é referência quando falamos na técnica do bioestimulador de colágeno, trabalham com os melhores produtos do mercado para que consigam extrair os melhores resultados de seus pacientes. “O que a Kim Kardashian usa nos Estados Unidos é o que usamos aqui”, contou a Dra. Cibele Coelho.

O que esse procedimento faz? O colágeno é a proteína responsável por dar firmeza a pele e tem sua produção diminuída conforme envelhecemos, com o uso do bioestimulador, é provocado uma reação que estimula a produção de colágeno e assim diminuindo rugas, linhas expressão, aumentando a rigidez e resultando o rejuvenescimento facial.

Cibele revela que a maioria das pessoas querem apenas se tornam mais jovens, e não mudar drasticamente o rosto, e por isso ela foca seus esforços em ajudar seus pacientes a recuperar a autoconfiança e sentirem mais felizes ao se olharem no espelho.

Além dos estimulos de colágeno, a Clínica Cibele Coelho também realiza outros procedimentos estéticos bem procurados como harmonização facial, que trabalha para melhorar o equilíbrio entre as regiões do rosto; botox, responsável pela diminuição de rugas e linhas de expressão, preenchimento labial, que pode aumentar o volume dos lábios ou melhorar o contorno do mesmo. Preechimento de olheiras e também bigode chinês.

Vários famosos já foram atendidos pela Dra. Cibele Coelho em sua clínica, como a musa fitness Roberta Zuniga e a influencer digital Anahí Rodrighero.

Acompanhe o resultado de diversos pacientes pelo link instagram.com/dracibele_coelho e fique por dentro de todas as novidades. A Clínica fica na Rua Bom Pastor, 2732 – Bairro Ipiranga, São Paulo.

Continue Lendo

Newsletters

Receba as Notícias do Site direto em seu email! Cadastre-se gratuitamente:
Patrocinado
Patrocinado

Mais lidas da semana