Connect with us

TV

Repórter e cinegrafista da NSC TV, afiliada da Globo, são agredidos em Florianópolis

Publicado

em

Quer receber notícias do G10News pelo whatsapp? Clique aqui

A repórter Bárbara Barbosa e o cinegrafista Renato Soder foram agredidos ontem (2), durante a produção de reportagem para a NSC TV, afiliada da Rede Globo em Santa Catarina. A dupla se preparava para entrar ao vivo da praia do Campeche, em Florianópolis, quando foi agredida por banhistas que não queriam ser filmados.

A situação iniciou com uma discussão entre a jornalista e um banhista, que ameaça de quebrar a câmera. Em seguida, outras pessoas cercaram Bárbara, que gravava a agressão, e chegam a tirar o celular de suas mãos. Ela sofreu arranhões nos braços.

Bárbara entraria durante o Jornal do Almoço, transmitido às 12h, para mostrar a fiscalização ao decreto estadual que proíbe a permanência na faixa de areia. O grupo de pessoas que a cercou descumpria a medida e não queria a imagem veiculada no jornal.

A transmissão ao vivo deu lugar à denúncia do ocorrido. Ao apresentar as imagens, a âncora Laine Valgas se mostrou indignada com a agressão à colega e explicou que a equipe de reportagem. “O que nós fazemos aqui é divulgar, informar e cobrar o cumprimento de regras que não fomos nós que elaboramos”, ressalta.

Associação Brasileira de jornalismo investigativo (Abraji), publicou nota de apoio aos jornalistas e solicitou que as autoridades encontrem os responsáveis e busquem as punições cabíveis. Também sobre o caso, a Federação Nacional dos Jornalistas (Fenaj) e o Sindicato dos Jornalistas de Santa Catarina (SJSC) publicaram nota de repúdio ao ocorrido e solidariedade à equipe da NSC TV.

“Não se configurou, nas imagens captadas pelos profissionais, a violação da intimidade, da vida privada, da honra e da imagem das pessoas, mas sim o registro, em ambiente público, uma praia, de pessoas desrespeitando todas as normas municipais e estaduais de prevenção individual e coletiva à contaminação pelo novo coronavírus”, ressalta o texto.

Leia também:  Eleições 2020: Decreto de Calamidade Financeira pode atrapalhar pleito do município

Fonte: Comunique se

Continue Lendo
Patrocinado
Clique para comentar

Deixe seu Comentário!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

TV

MORRE O JORNALISTA FERNANDO VANUCCI

Publicado

em

Por

Foto: Divulgação
Quer receber notícias do G10News pelo whatsapp? Clique aqui

O jornalista Fernando Vanucci, de 69 anos, morreu nesta terça-feira  (24) em São Paulo. A causa da morte ainda não foi divulgada. O velório e sepultamento devem ocorrer no Rio de Janeiro, de acordo com informações do GloboEsporte.com.

O jornalista Fernando Vanucci, de 69 anos, morreu nesta terça-feira  (24) em São Paulo. A causa da morte ainda não foi divulgada. O velório e sepultamento devem ocorrer no Rio de Janeiro, de acordo com informações do GloboEsporte.com.

Ele também trabalhou em TV Bandeirantes, TV Record e Rede TV.

 

*Isto É

Continue Lendo

Notícias

Jornalista da Record TV é sequestrado e encontrado com braços quebrados em Roraima

Publicado

em

Por

Quer receber notícias do G10News pelo whatsapp? Clique aqui

Esta semana, um jornalista da Record TV foi vítima de sequestro. O fato aconteceu em Boa Vista (RR), com Romano dos Anjos, apresentador do programa ‘Mete Bronca’, da filial da emissora no Estado. Na terça-feira (27), ele foi encontrado com vida, mas teve os braços quebrados pelos sequestradores. Até o momento, ele segue hospitalizado.

O crime aconteceu na noite de segunda-feira (26), quando Romano jantava com sua família e três homens encapuzados invadiram sua residência. De acordo com a Polícia Militar, a invasão teria sido feita em busca de dinheiro. O jornalista, no entanto, foi levado em seu próprio carro até a área rural da cidade, onde foi deixado com os braços e pernas amarrados.

O programa ‘Mete Bronca’, apresentado por Romano dos Anjos, é considerado um dos mais populares do segmento policial no Estado. Nele, são apresentadas denúncias de crimes como corrupção e desvio de dinheiro. Uma das suspeitas é que o crime tenha relação com algum tema abordado no programa.

Em resposta ao acontecimento, associações ligadas à profissão se manifestaram em nota de repúdio. A Federação Nacional dos Jornalistas (FENAJ) e o Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Estado de Roraima (Sinjoper) pediram o esforço do governo estadual de Roraima nas investigações sobre o caso.

Além deles, a Associação Brasileira de Emissoras de Rádio e Televisão (Abert), a Associação Nacional de Editores de Revistas (Aner) e a Associação Nacional de Jornais (ANJ) publicaram uma nota na qual “pedem providências imediatas às autoridades locais e federais para o esclarecimento do caso e uma rigorosa apuração dos fatos”.

Além da mídia e das entidades policiais, o caso com Romano chegou também à política. De acordo com matéria do jornal O Globo, o senador Telmário Mota (PROS-RR) afirmou que o jornalista foi ‘vítima de suas próprias palavras’. A declaração foi feita em áudio de WhatsApp ao qual o jornal teve acesso.

Leia também:  PRF prende motorista embriagado que tentou fugir dos policiais em Osório

Fonte: Comunique se

Continue Lendo

TV

RedeTV! aplica novos cortes em salários de jornalistas

Publicado

em

Por

Quer receber notícias do G10News pelo whatsapp? Clique aqui

A RedeTV! realizou mais um corte nos salários de jornalistas da emissora. De acordo com nota publicada pelo Sindicato dos Jornalistas de São Paulo, a nova redução salarial, de 35%, é aplicada aos jornalistas contratados como pessoas jurídicas. No dia 15 de outubro, outra redução, de 25%, revoltou os funcionários da empresa, desta vez, aplicada aos contratados com carteira assinada, no modelo CLT.

Além dos percentuais nos salários, outra diferença entre os dois acordos é que o mais recente é por tempo indeterminado, enquanto o anterior prorrogava uma redução vigente, para mais 60 dias — o que levaria a um total de oito meses.

Sobre a situação, o sindicato emitiu a seguinte nota de repúdio: “O Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado de São Paulo repudia mais um ato imoral e desumano da RedeTV!. Hoje os jornalistas contratados como PJs, receberam aditivos aos contratos com reduções de até 35%, por tempo indeterminado! Enquanto isso, 20 jornalistas CLTs, se recusaram a assinar uma nova redução salarial de 25% até 23 de dezembro o que incidirá no décimo terceiro salário”.

Redução de 25%

Na última quinta-feira (15), jornalistas da RedeTV! escreveram uma carta manifesto na qual se recusaram a assinar o acordo de redução de salário pela quarta vez consecutiva e denunciaram coação por parte da empresa para que concordassem com a medida. Segundo nota do sindicato, 20 jornalistas se recusaram a assinar o corte salarial.

“Não podemos aceitar mais esse corte nos vencimentos sob pena de passarmos quase o ano inteiro com rendimentos reduzidos e, o que é pior, corrermos o risco de terminar 2020 com o décimo terceiro bem menor (pois dezembro costuma servir de base para o décimo terceiro). Ou seja, seriam nove salários com uma redução de 25%, com impacto sobre a contribuição ao FGTS, que nem está sendo depositado pela emissora”, apresenta o documento.

Leia também:  Bolsa Família: prazo para envio de frequência escolar termina hoje

De acordo com o site Notícias da TV, na sexta-feira (16), a emissora justificou a medida alegando ter sofrido impactos da pandemia. “O setor de radiodifusão e a publicidade são dos mais impactados pela pandemia. O Governo Federal estabelece a possibilidade de implementação de uma redução de 25% na jornada de trabalho, com a complementação do benefício emergencial que será calculado utilizando o valor do seguro desemprego. Qualquer interpretação diferente dessa é apenas uso político pelo sindicato de uma realidade que atinge o país e o mundo”, afirma.

Fonte: Portal Comunique-se

Continue Lendo

Newsletters

Receba as Notícias do Site direto em seu email! Cadastre-se gratuitamente:
Patrocinado
Patrocinado

Mais lidas da semana