Reforma da Previdência precisava de 308 votos. Conseguiu 379 votos

0
30
Deputados comemoram aprovação do texto da reforma da Previdência. (Foto Divulgação)

A capacidade de articulação do presidente da Câmara, Rodrigo Maia, foi fundamental para a aprovação do texto da reforma da Previdência ontem em primeiro turno por 379 votos, 71 a mais que o mínimo necessário de 308 votos. Humilde, Rodrigo Maia ao final, dividiu os louros da vitória citando seus colegas deputados, servidores da Câmara e membros do governo.

Referência a Onyx Lorenzoni

Rodrigo Maia fez uma referência especial ao trabalho do deputado Onyx Lorenzoni, chefe da Casa Civil. Citou Onyx como ”meu amigo” e brincou com as notícias dando conta de que ambos estariam brigados.

Bolsonaro promete um ministro “terrivelmente evangélico

O presidente Jair Bolsonaro reafirmou ontem, ao participar de um culto promovido pela Frente Parlamentar Evangélica em um auditório da Câmara, que vai nomear um ministro evangélico para o STF.

A promessa de Bolsonaro foi objetiva:

“Um deles será terrivelmente evangélico”, declarou, sendo ovacionado. Bolsonaro terá duas vagas ministros Celso de Mello e Marco Aurélio Mello terão que se aposentar em 2020 e 2021, respectivamente.

PDT se apequena e pode perder mais deputados

O PDT promete nova caça às bruxas aos deputados que votarem a favor do texto da reforma da Previdência. A próxima vitima será a jovem deputada Tabata Amaral (PDT-SP) e o deputado gaúcho Marlon Santos, que manifestaram posição favorável à reforma. O líder da legenda na Câmara, André Figueiredo (CE), orientou sua bancada a votar contra a medida e chamou de “futuros traidores” deputados que desobedecessem a orientação.

Ex-noivo de Manuela, deputado casa na praça da Matriz

Ex-noivo da ex-deputada Manuela Davila, o Rei dos factoides, deputado Rodrigo Maroni – já foi apontado em inquérito policial por forjar um atentado em 2016 para chamar a atenção – foi ontem à praça da Matriz para celebrar seu casamento com a servidora pública Isabel Wexel. A cerimônia na praça aconteceu depois que seu pedido para o evento se realizasse no galpão do MTG da Assembleia Legislativa foi recusado.

O Sul

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui