Connect with us

Sem categoria

Quando e como procurar um advogado?

Publicado

em

Quer receber notícias do G10News pelo whatsapp? Clique aqui

O profissional do Direito, André Leonardo Couto, gestor da ALC Advogados, com mais de 25 anos de atuação, explica como funcionam consultas, honorários e lembra que contratar profissional levando em consideração apenas o preço não é o melhor caminho

A maior dificuldade de um cidadão após ter os seus direitos lesados, seja no âmbito de trabalho, contrato de compra e venda, divórcio, ou mesmo, por causa de uma situação constrangedora, como roubo, está em como acionar a justiça e, consequentemente, contratar um advogado ou escritório para ajudar a resolver a situação. O fato, é que muitas pessoas não têm o entendimento de quando é necessário procurar um profissional e se ele agirá da forma justa. Além disso, existe o receio de ser caro e demorado. Por esse motivo, o advogado André Leonardo Couto, gestor da ALC Advogados, com mais de 25 anos de atuação no Direito do Trabalho e outras áreas, explica como funcionam os serviços, desde a consulta, cobranças de honorários e a importância de criar uma relação de confiança entre cliente e advogado.

Para o advogado André Leonardo Couto, o primeiro passo para se procurar um profissional está entender se a causa é passível de se ter uma atuação jurídica. “Sempre que uma pessoa se sentir lesada em algum direito ou mesmo, for demandada, a sugestão que faço é sempre consultar um advogado devidamente inscrito na OAB e de sua confiança para lhe prestar a devida assistência e lhe aconselhar sobre a necessidade de ajuizamento de uma ação judicial e/ou medidas extrajudiciais. Ou seja, de como proceder a defesa se for demandada ou mesmo, se há viabilidade de uma transação extrajudicial e/ou judicial, como um acordo”, comenta.

Leia também:  DLK aposta na diversidade em nova campanha

Segundo o advogado, existem dúvidas a respeito da cobrança por consultas, que, de acordo com o profissional, as normas da OAB devem ser seguidas. “A não cobrança de consulta pode ensejar processo ético disciplinar, porque pode ser interpretada na prática do exercício da advocacia sem observar o valor mínimo da tabela de honorários instituída pelo respectivo Conselho da OAB Regional”, salienta.

Saiba escolher

Questionado sobre como escolher de forma assertiva um escritório ou mesmo um advogado liberal para ajudar a solucionar um problema, o advogado André Leonardo Couto ressalta que o cliente jamais deve contratar levando em consideração apenas a questão de preço, mas sim, qualidade do serviço. “A escolha de qualquer profissional liberal, dentre eles um advogado ou um escritório de advocacia, deve levar em consideração primordialmente, a relação de confiança entre as partes. Por mais qualificado que seja um profissional ou seu escritório, sem relação de confiança, haverá um sério ruído na prestação de serviços. Outro ponto também é, jamais contrate um profissional ou seu escritório por preço. A advocacia não é licitação e nem um serviço quantitativo. Ao contrário, é um serviço qualitativo”, afirma.

Para ele, não necessariamente as maiores bancas de advogados ou mesmo os escritórios localizados nas grandes cidades possui a melhor prestação de serviços. “Tudo é inerente a especialização e a personalização que os serviços são prestados. Há escritórios menores e/ou profissionais que trabalham sozinhos que apresentam um alto índice de êxito em suas demandas, porque retornam ao cliente a qualidade, somada a personalização e confiança. Portanto, é necessário avaliar bem antes de contratar”, diz.

ALC Advogados

O escritório ALC Advogados está sediado na cidade de Pedro Leopoldo, Região Metropolitana de Belo Horizonte, desde a sua inauguração. Com atuação nacional há 10 anos e vários cases de sucesso, o negócio, que tem à frente o advogado André Leonardo Couto, trabalha principalmente nas áreas do Direito do Trabalho, Cível e Imobiliária, com clientes em diversos Estados. Siga no Instagram @alcescritorio: www.instagram.com/alcescritório

Leia também:  Estresse ocasionado pela crise de Covid-19 pode aumentar casos de Bruxismo

Continue Lendo
Patrocinado
Clique para comentar

Deixe seu Comentário!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Sem categoria

Pandemia causa aumento de endividamento para famílias brasileiras

Publicado

em

Quer receber notícias do G10News pelo whatsapp? Clique aqui

Educador financeiro orienta sobre as formas de reverter a situação e evitar o maior número de inadimplência

De acordo com a Pesquisa de Endividamento e Inadimplência do Consumidor (Peic), divulgada pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), o número de famílias com dívidas no Brasil atingiu o recorde em julho deste ano ao chegar no percentual de 67,4%. Esse é um número histórico causado, principalmente, pelas consequências da pandemia mundial do novo coronavírus.

Porém, segundo o educador financeiro Sílvio Azevedo, alguns outros motivos também estão ligados a esse alto índice. Entre eles, a falta de educação financeira desde a infância nos lares brasileiros alavanca a dificuldade que muitas famílias possuem em organizar o orçamento mensal. “Infelizmente, essa é uma realidade que ainda faz parte da cultura nacional e precisa ser repensada urgentemente. A pandemia evidenciou os riscos da falta de planejamento. Muitas pessoas vivem pensando apenas em necessidades do presente e não sabem como poupar corretamente, investir seus ganhos, traçar um plano e criar estratégias para conseguir lucrar em longo prazo. E o mais importante para momentos como o atual: não conhecem a importância de uma reserva financeira de emergência. Isso abala não só as famílias em si, como todo o sistema econômico do país”, alerta o especialista.

A falta de conhecimento em todos esses pontos, acabam criando um ciclo vicioso que contribui para o alto índice de endividamento. “Se não existe um planejamento adequado e uma reserva emergencial para cobrir gastos imprevistos, é normal que ocorra o aumento na taxa de inadimplência e a procura por crédito, principalmente em períodos de recessão econômica”, comenta.

Portanto, a melhor forma de evitar essa situação e se preparar melhor para o futuro, é investindo na educação financeira de qualidade. “Nunca é tarde para dar início a esse aprendizado. Comece pelo básico: planejamento de gastos, uma poupança para garantir um fundo de emergência, investimentos com responsabilidade, dentre outros. Além disso, passe esse conhecimento adiante, ensine a família a importância dessas características, saiba dizer ‘não’ quando necessário e analisar o que pode ser um investimento para o futuro”, orienta o educador.

Leia também:  12 Things You Didn't See During The 2017 Golden Globes

Fonte: Sílvio Azevedo, administrador de empresas, com ampla experiência no setor bancário e consultoria, especialista em mercado e educação financeira. Membro do MDRT (Million Dollar Round Table). É diretor e fundador da AZV Investimentos (azvinvestimentos.com.br / Redes Sociais: @silviocazevedo).

Continue Lendo

Sem categoria

Bruno César & Luciano lançarão EP ‘Especial Modão na Canastra’

Publicado

em

Quer receber notícias do G10News pelo whatsapp? Clique aqui

Bruno César & Luciano – Foto: Gabu Filmes.

Trabalho, que estará disponível ao público no dia 30 de outubro, comprova que a dupla aproveitou o momento de pandemia para trabalhar

Bruno César & Luciano, conhecidos como “A Dupla da Canastra”, estão trabalhando cada vez mais para apresentar ao público seus projetos. Prova disso, foi que, após o lançamento do hit ‘Puro Malte’, eles já se preparam para lançar o EP ‘Especial Modão na Canastra’, gravado durante uma transmissão ao vivo, realizada no dia 26 de julho. Com produção geral de Romualdo Bueno e produção musical de Lucas Baldiot, o registro será lançado no dia 30 de outubro.

O EP ‘Especial Modão na Canastra’ chega com seis faixas: Estrada do amor / Leão Domado; Mistérios / Pedaço de Minha Vida; Sonho por Sonho / Morto de Saudade Sua; Mensagem do Além; Te amo, Te amo, Te amo e a inédita, Tributo ao Meu Pai Querido. De acordo com Bruno César, o resultado do EP surpreendeu toda a equipe. “É um marco na nossa carreira, já que nesse momento tão complicado para todo mundo, uma das nossas grandes preocupações era fazer um trabalho que conseguisse chegar a tantas pessoas ao mesmo tempo, uma vez que os shows, por enquanto, estão parados. Estamos muito felizes com esse produto gerado, pois veio de uma live, um material cru, sem edições de estúdio”, comenta.

Já para Luciano, o novo trabalho chega como uma oportunidade para que mais pessoas possam conhecer a dupla. Ele lembra que o trabalho ainda traz uma faixa inédita. “Mesmo tendo um público bem grande e expressivo assistindo a live em julho, sabemos que muitas pessoas não puderam acompanhá-la. Por isso, a disponibilização do nosso EP é mais uma chance para que possamos alcançar um público maior. Além das nossas interpretações dos clássicos modões, trazemos a música inédita ‘Tributo ao meu Pai Querido’, que com certeza, vai emocionar muita gente”, completa.

Leia também:  Intel Core i7-7700K 'Kaby Lake' review

Sobre a dupla

No início da década de 1980, na região da nascente do Rio São Francisco, na Serra da Canastra, nascem dois mineiros com uma bela vocação: a música. O primeiro, natural de São Roque de Minas, Luciano Antônio da Costa, e o segundo, de Piumhi, Bruno César da Silva Correia. As vidas seguiram caminhos diferentes, mas com o mesmo destino: a música que corre nas veias e na alma dos dois. Logo cedo, começaram a presenciar as festas familiares regadas de muita música para alegrar o ambiente. Filhos do interior, aprenderam sua música em várias vertentes, mas foi o sertanejo que falou mais alto nos seus corações. Hoje, juntos, Bruno César & Luciano falam a mesma língua no palco com um só objetivo: fazer o povo dançar e cantar, sempre com muita alegria.

Bruno César & Luciano seguem colhendo os frutos do primeiro DVD da carreira, Acústico na Canastra, gravado e lançado em 2019. Com a direção geral de Romualdo Bueno e produção musical de Lucas Baldiot, o registro usou como cenário as dependências da Estância Capim Canastra, próxima a uma das reservas naturais mais paradisíacas do país, o Parque Nacional da Canastra, onde se encontra a nascente do rio São Francisco. Com o lançamento do DVD Acústico na Canastra, a dupla emplacou três músicas nas rádios: “De Idiota Pra Idiota”, “Pé na Zona” e “Gosto Mais da Gente”. Com isso, os cantores se apresentaram em palcos de todo o estado de Minas Gerais e participaram de vários programas de TV e rádio, conquistando cada vez mais admiradores do trabalho.

Confira as faixas do EP ‘Especial Modão na Canastra’

1 ⁃ Estrada do amor / Leão Domado (Alexandre e Darci Rossi/ José Antônio e Paiva)

Leia também:  DLK aposta na diversidade em nova campanha

2 ⁃ Tributo ao meu Pai Querido (Amarildo Canastra)

3 ⁃ Mistérios / Pedaço de minha vida (Pinochio / Mathias e Nascimento)

4 ⁃ Sonho por sonho / Morto de saudade sua (Carlos Colla e Chico Roque / Zezé di Camargo e Fátima Leão)

5 ⁃ Mensagem do Além (Prado Junior e Praense)

6 ⁃ Te amo, Te amo, Te amo / Sábado (João Plinta e Waldir Luz / José Augusto e Paulo Sergio Valle

Ficha Técnica Ep ‘Especial Modão na Canastra’

Bruno César e Luciano (A Dupla da Canastra) @bcl_oficial

Locação: Fazenda Geraldinho Goulard @quintadacanastraemporioecafe (Serra da Canastra e Rio São Francisco)

Produção Geral: Romualdo Bueno (@romualdobueno)

Produção Musical: Lucas Baldiott

Direção de Cena e Fotografia: Studio 3 K

Distribuição: One Rpm Brasil (@onerpmbr)

Gravação de áudio e vídeo extraída da Live Modão na Canastra dia 26 de julho de 2020

Mixagem e masterização: Estúdio Replace – Flavio Libório

Make e Hair: Maria Elzira Studio

Fotógrafo: Guilherme Breder (BS Fotografia)

Assessoria de Imprensa: Grupo Balo (@grupo_balo)

Divulgação rádios: Adriano Santana

Design: Igor Barbosa

Assistente de Produção: Valéria Faria

Músicos Da Live:

Anderson Chaves – Violão Nylon

Markin Silva – Violão

Ricardinho Moreira – Acordeon

Duduzinho Aguiar – Sanfoneiro

Lucas Raoni – Violão aço

Lucas Baldiot – Violão

Siga a dupla:

– Instagram: www.instagram.com/bcl_oficial/

– Youtube: www.youtube.com/channel/UCUyqg9sbxEAaNT96bbmjH-Q

– Facebook: www.facebook.com/bceloficial/

– Spotify: https://open.spotify.com/artist/14FiAE4VJs0lb0gHiTAeTa

– Site: www.brunocesareluciano.com.br/

Continue Lendo

Sem categoria

Outubro Rosa: precisamos falar sobre sexualidade e autoestima!

Publicado

em

Quer receber notícias do G10News pelo whatsapp? Clique aqui

Ainda considerado um tabu, mulheres com câncer de mama podem desenvolver diversos conflitos sexuais e perder ainda mais a autoestima em meio a luta contra a doença

Desde a década de 90, o mês de outubro é conhecido internacionalmente como o período de conscientização e prevenção contra o câncer de mama. O período sempre é lembrado como uma maneira de incentivar o diagnóstico precoce da doença, já que ao descobri-la ainda no começo, é possível salvar vidas. Enquanto isso, o mês também é dedicado a falar sobre as consequências dessa doença que, em muitos casos, são considerados tabus e podem fazer a mulher sofrer ainda mais com a saúde psicológica e física.

Entre as principais dificuldades, uma pouco comentada, mas bastante afetada, é a saúde sexual feminina que pode ficar abalada e alavancar quadros de baixa autoestima e, até mesmo, depressão. A Organização Mundial da Saúde (OMS) já reconhece o impacto desse problema na vida das pacientes e utiliza o termo “oncosexualidade” para designar as consequências a saúde que surgem por meio dessa condição. De acordo com uma pesquisa realizada pela Universidade Católica de Leuven, cerca de metade das mulheres com câncer de mama desenvolvem durante o tratamento alguma disfunção sexual que pode persistir após a cura da doença.

Mama tem papel fundamental para preservação da autoestima

Aline Bicalho, consultora em sexualidade, explica que, culturalmente, os seios representam feminilidade e fertilidade. Por isso, esse é um dos principais pontos que despertam prazer e desejo sexual – em homens e mulheres. “Assim que recebem o diagnóstico é comum logo no início as mulheres se sentirem com muito medo e menos atraentes. Isso já começa a desenvolver gatilhos fortes para a autoestima. Ao decorrer do tratamento, alguns dos efeitos colaterais afetam neurotransmissores e a produção de hormônios que equilibram a sensação de bem-estar e prazer. Além disso, as mamas ficam mais sensíveis a dor e a líbido começa a diminuir. Outro problema ocorre quando se torna necessário também a retirada da mama que afeta profundamente a autoestima”, esclarece.

Leia também:  Estresse ocasionado pela crise de Covid-19 pode aumentar casos de Bruxismo

Exatamente por isso, Aline explica que, apesar de não interferir no prazer sexual em si, todos esses fatores influenciam na perda do desejo. “Muitas mulheres – além de perderem autoestima – começam a se sentir culpadas dentro do relacionamento. Elas sentem como se estivessem em “dívida” com o parceiro, algo que potencializa a culpa e, até mesmo, desentendimentos”, cita.

Dessa forma, falar sobre o assunto é cada vez mais importante para auxiliar no tratamento. A consultora ressalta que realizar acompanhamento multidisciplinar durante todo o processo é fundamental. “Não só pelas consequências a sexualidade, mas pelo conjunto de tudo. Manter o atendimento com médicos de todas as especialidades, inclusive psicólogos, é fundamental para preservar a saúde física, mental e entender os gatilhos do seu próprio corpo. Além disso, o autoconhecimento é muito importante. Olhar para si mesma, respeitar a sua história e buscar formas de alavancar a própria autoestima com atitudes que estiver preparada, como um ensaio de fotos, por exemplo, roupas sensuais, novas experiências sexuais, sempre levando em consideração o respeito próprio e a sua vontade em fazer ou não em determinado momento”, aconselha.

Além disso, o diálogo e compreensão de parceiros pode salvar vidas. “Esse é um momento delicado na vida da mulher em todos os sentidos. Portanto, o que elas mais precisam é de apoio e compreensão. Mesmo com acompanhamento médico, elas precisam de alguém com laços afetivos para desabafar, se sentirem seguras e respeitadas. Mesmo que seja difícil entender, os parceiros também podem – e devem – obter acompanhamento psicológico para entenderem melhor a situação”, completa.

Para Aline, esse momento também pode ser importante para o casal aprender mais detalhes sobre o outro e redescobrir sua história. “Conversar sobre memórias e detalhes que amam um no outro, criar novos sonhos, o olhar, o sorriso, dentre outras características, pode ajudar a criar laços ainda mais fortes, Além disso, um abraço, beijos e carinhos também podem se tornar um fonte de prazer e ajudar a resgatar a autoestima”, indica.

Leia também:  23 Celebrity Tweets You Missed From The Golden Globes

Aline também acrescenta sobre a importância de se conectar com outras mulheres que já passaram pela mesma situação. “É muito valioso saber que ela não é a única e que não está sozinha. Conversar com as outras mulheres sobre a sexualidade durante e após o tratamento é fundamental, pode a encorajar muito”.

Fonte: Aline Bicalho, consultora em sexualidade. Formada em sexualidade, erotismo e cultura, Líder A Sós. Empresária e criadora do Movimento Amigas Da Bunita. Casada e mãe de 3 filhos.

Continue Lendo

Newsletters

Receba as Notícias do Site direto em seu email! Cadastre-se gratuitamente:
Patrocinado
Patrocinado

Mais lidas da semana