Polícia diz que Flordelis é uma das investigadas por morte do marido

0
252
Flordelis e o marido Anderson do Carmo. (Foto: Reprodução/RedeTV/ Redes Sociais)

Após um dos filhos do pastor Anderson do Carmo Souza confessar o crime e apontar participação de um irmão, a titular da Delegacia de Homicídios de Niterói, São Gonçalo e Itaboraí, Barbara Lomba, disse que isso não é uma prova definitiva para a investigação. “Não podemos descartar ninguém que estava próximo da cena do crime”, disse. Segundo a delegada, todas as pessoas que estavam na casa serão investigadas, inclusive a deputada Flordelis, esposa da vítima.

A motivação do assassinato, por exemplo, ainda não está definida, e as informações obtidas em depoimentos precisam ser confirmadas com laudos periciais e outras provas materiais.

Flávio dos Santos Rodrigues e Lucas Cezar dos Santos Souza tiveram prisão decretada nessa quinta-feira (20), pela Justiça do Rio. Segundo a delegada, Flávio confessou ter atirado no pastor, que é marido da deputada federal e cantora gospel Flordelis (PSD). Lucas teria ajudado a obter a arma.

“Ele [Flávio] assumiu ter atirado, mas a confissão não vai definir [o resultado da investigação], e há ainda que se esclarecer como foi essa execução. A narrativa não define. A motivação, por exemplo, não está definida”, disse a Barbara, em entrevista coletiva. “Temos muito trabalho a fazer ainda”.

A titular da DH evitou revelar mais detalhes dos depoimentos já colhidos e disse que mais pessoas serão ouvidas. A delegada ponderou que é preciso entender ainda o envolvimento afetivo e os interesses por trás do crime: “Relatos, sobretudo de pessoas que estão ali envolvidas afetivamente e que nós ainda não esclarecemos interesses que podem estar envolvidos, não vão definir investigação”.

O Sul

Deixe seu Comentário! Comentários de leitores ou artigos assinados são de responsabilidade de seus autores e não expressam a opinião do G10News