Polícia conclui inquérito e não indicia Neymar por estupro e agressão

0
123
Najila Trindade Mendes de Souza, que acusou o jogador Neymar de estupro © AFP / HO / SBT | Neymar do Brasil REUTERS / Ueslei Marcelino

Delegada concluiu inquérito sobre as acusações de estupro contra o jogador de futebol Neymar devido à falta de provas, segundo relatos.

O atacante do Brasil e do Paris Saint-Germain, de 27 anos, é acusado de estuprar a modelo Najila Trindade Mendes de Souza em um quarto de hotel na capital francesa em maio.

A polícia de São Paulo, onde Mendes de Souza havia entrado com o caso, agora diz que eles encerraram a investigação citando a falta de provas, informa a AFP .

Os promotores terão 15 dias para avaliar os resultados da polícia antes que um juiz tome uma decisão final.

A estrela do PSG Neymar negou firme e consistentemente as alegações, afirmando quando surgiu pela primeira vez que “quem me conhece, sabe do meu comportamento, sabe que eu nunca faria algo assim”.

Os dois supostamente se encontraram através do Instagram, com Neymar organizando para Mendes de Souza voar para encontrá-lo em Paris.

O jogador de futebol disse que  “havia uma relação entre um homem e uma mulher entre quatro paredes”.

As imagens também foram compartilhadas de um encontro entre a dupla que teria ocorrido um dia após o incidente inicial, no qual Mendes de Souza é visto atacando o jogador de futebol.

Ela também foi à TV no Brasil para fazer várias declarações explosivas sobre Neymar.

Vários advogados que defendem o modelo desistiram de seu caso devido a desacordos sobre como devem proceder e sobre preocupações com evidências, enquanto Neymar e sua família acusaram Mendes de Souza de tentativa de extorsão.  

O jogador de futebol está atualmente com o PSG na China como parte de uma turnê asiática de pré-temporada.

RT

Deixe seu Comentário! Comentários de leitores ou artigos assinados são de responsabilidade de seus autores e não expressam a opinião do G10News