Connect with us

Policia

Polícia afirma que médica sequestrada em Erechim foi libertada sem pagamento de resgate

Publicado

em

Foto: Arquivo pessoal
Quer receber notícias do G10News pelo whatsapp? Clique aqui

Três pessoas, sendo um vigilante de banco, uma dona de casa e um taxista foram presos por estar diretamente envolvidos no sequestro.

O drama da família da médica ginecologista Tamires Gemelli da Silva Mignoni sequestrada em Erechim na última sexta-feira, 16, teve fim na noite desta quarta-feira, 21, no Paraná.

Era por volta das 23h30 min quando o prefeito de Laranjeiras do Sul que é pai de Tamires postou em seu facebook uma foto da filha informando que ela havia sido libertada.

“Valeram as orações. A Tamires acaba de ser libertada pelos grupos DEIC e TIGRE. Nossa menina está voltando pra casa” escreveu Berto Silva.

Tamires Gemelli da Silva Mignoni que é filha do prefeito da cidade de Laranjeiras do Sul no estado do Paraná foi raptada na sexta-feira, 16, por volta das 12h30min, após ser abordada quando entrava em seu veículo no momento que saia do trabalho na Unidade Básica de Saúde do Bairro Aldo Arioli em Erechim.

Inicialmente a investigação do caso ficou sob responsabilidade da Delegacia de Repressão as Ações Criminosas Organizadas (DRACO) que é coordenada pelo delegado Gustavo Ceccon. No sábado, 17, equipes do Departamento Estadual de Investigações Criminais (DEIC) chegaram a região de Erechim para auxiliar nas investigações sobre o desaparecimento da médica Tamires Gemelli da Silva Mignoni.

Pedido de resgate

Ainda no final de semana um radialista paranaense que é irmão de Berto Silva declarou a um site local que os sequestradores haviam feito contato e solicitado o valor de R$ 2 milhões como resgate. A informação foi negada pelo prefeito de Laranjeiras do Sul em nota divulgada a imprensa. O prefeito de Laranjeiras do Sul disse também que não é verídica a informação do pedido de R$ 2 milhões de resgate pela filha. “Não confirma essa notícia que espalharam de que sequestradores teriam pedido recompensa para libertar Tamires”.

Leia também:  Bill Gates vai financiar sete pesquisas de vacina contra COVID-19

A libertação da refém

Na noite desta quarta-feira, 21, uma ação de policias do DEIC do RS e do Grupo Tigre na cidade de Cantagalo, distante 30 quilômetros de Laranjeiras do Sul, no Centro-Oeste do Paraná, deu fim no sequestro da médica Tamires Gemelli da Silva Mignoni, raptada em Erechim na última sexta-feira(16).

Segundo informações da polícia civil, três pessoas, sendo uma mulher e dois homens que estão diretamente envolvidos no sequestro foram detidos. Todos são paranaenses. Ao ser resgatada Tamires foi encontrada em bom estado de saúde e sem ferimentos.

A médica foi levada para Laranjeiras do Sul onde um comboio de viaturas policiais foi recepcionado por um grande grupo de pessoas que aguardava em frente a residência onde Berto Silva mora.

Um abraço emocionado no pai e no marido marcou o reencontro com a família.

A Chefe de polícia do Estado, delegada Nadine Anflor concedeu entrevista coletiva juntamente com o delegado Sander Cajal, diretor do DEIC, na manhã de hoje em Porto Alegre.

Na coletiva a delegada afirmou que os sequestradores saíram de Erechim com a refém e seguiram rumo a Itá, passando por Chapecó e finalmente chegaram ao cativeiro em Cantagalo.

Nadine Anflor afirmou que três pessoas, sendo um vigilante de banco, uma dona de casa e um taxista foram presos por estar diretamente envolvidos no sequestro.

Resgate e cativeiro

Nadine Anflor e Sander Cajal confirmaram que os sequestradores fizeram três contatos com a família e que o pedido de resgate foi de R$ 2 milhões, informação que havia sido negada em nota oficial pelo pai da médica.

A delegada afirmou que Tamires foi liberada sem que o valor fosse pago aos sequestradores.

Leia também:  Moradores reagem e matam assaltantes no interior do Paraná

Prova de vida

Segundo afirmação dos delegados, Tamires Mignoni chegou a falar com o pai em determinado momento do sequestro e afirmou que foi bem tratada, tinha água e comida, banheiro individual e que não foi molestada física ou emocionalmente.

Nadine enfatizou que a integração entre as polícias foi fundamental para o desfecho da ocorrência e valorizou o trabalho de inteligência das polícias.

Um quarto suspeito de envolvimento no crime ainda é procurado pela polícia.

Fonte: Leandro Vesoloski/Rádio Uirapuru

Quer receber notícias do G10News pelo whatsapp? Clique aqui

Continue Lendo
Patrocinado
Clique para comentar

Deixe seu Comentário!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Segurança

Sistema prisional do Rio Grande do Sul recebe 25 veículos repassados pelo Depen

Publicado

em

Por

Foto de Divulgação/Depen
Quer receber notícias do G10News pelo whatsapp? Clique aqui

O sistema prisional do RS (Seapen e Susepe) recebeu nesta sexta-feira, 4, a doação de 30 veículos (furgões e ônibus adaptados para o sistema penitenciário) do Departamento Penitenciário Nacional (Depen). Ao todo, 15 estados brasileiros receberam doações do Depen, sendo que o Rio Grande do Sul foi o que recebeu o maior número de unidades. Foram entregues 102 furgões e 50 ônibus que atendem às resoluções do Conselho Nacional de Política Criminal e Segurança Pública (CNPCP) e Conselho Nacional de Trânsito (CONTRAN). Em 2020, o Depen investiu R$ 106 milhões, em veículos para transporte de presos, contribuindo no aparelhamento das unidades federativas. Desde o início do ano, já foram entregues 16 ônibus e 150 furgões.

O secretário Cesar Faccioli lembra que o lote entregue hoje, com 30 unidades, é apenas o primeiro de um total de 80 veículos que serão destinados ao Estado, após uma bem-sucedida negociação da Seapen junto ao Depen. “Nós fizemos diversas gestões junto ao Ministério da Justiça, através do Depen, conseguindo sensibilizá-los acerca da importância do aparelhamento da nossa Polícia Penal do RS”, explicou o titular da Seapen. Três servidores do Departamento Administrativo da Susepe foram até São Paulo para receber os veículos.

Imagem da entrega dos ônibusPrimeiros ônibus também foram entregues nesta manhã – Foto: Divulgação/Depen

 

As unidades entregues nesta sexta-feira serão transportadas até o estado, onde passarão por adesivagem, dentro da nova identidade visual, que já prevê a adoção do emblema da Polícia Penal. No total, o Depen adquiriu 298 furgões e 161 ônibus adaptados para transporte de presos. Os ônibus possuem capacidade para 28 internos, dois compartimentos de cela, são equipados com sistema de CFTV, sistema de sinalização acústica e visual, além de adaptações no compartimento de escolta, permitindo melhor posicionamento dos policiais penais e melhor acompanhamento dos deslocamentos.

Leia também: 

Além disso, possuem capacidade de transitar em vários terrenos, como em áreas rurais, o que possibilita a sua adoção em todas as regiões brasileiras. Além do Rio Grande do Sul, receberam veículos nesta semana o Acre, Amazonas, Mato Grosso, Bahia, Ceará, Espírito Santo, Maranhão, Paraíba, Pernambuco, Piauí, Paraná, Rio Grande do Norte, Rondônia e Roraima.

A parceria do Depen na diretriz de expansão e qualificação da frota é fundamental para melhoria das condições de movimentação de pessoas presas, contribuindo para preservação da integridade física dos transportados, melhores ferramentas de trabalho aos servidores penitenciários e maior eficiência no cumprimento da missão da Susepe.

Fonte: Susepe

Continue Lendo

Brasil

PRF confirma 10 mortes em acidente com ônibus em Minas Gerais

Publicado

em

Por

Ônibus cai de viaduto em João Monlevade, de altura aproximada de 15 metros. — Foto: Redes sociais
Quer receber notícias do G10News pelo whatsapp? Clique aqui

Um ônibus de viagem caiu da Ponte Torta, na BR-381, entre os municípios de João Monlevade e Bela Vista de Minas. Por meio do Twitter, a Polícia Rodoviária Federal (PRF) em Minas Gerais confirmou que havia 10 mortos no local do acidente. Segundo a PRF, o ônibus tem placa de Alagoas, mas ainda não se sabe a origem, nem o destino da viagem.

“Inicialmente a PRF informa que são 10 mortes no local do acidente. Vítimas socorridas para o Hospital Margarida em João Monlevade. Ônibus com placas de Alagoas. Ainda não sabemos a origem e o destino da viagem”, informou a PRF.

Pelas redes sociais, o governador de Minas Gerais, Romeu Zema, afirmou que “equipes dos bombeiros, policiais, ambulâncias e helicóptero estão no local para atendimento aos feridos, apoio às famílias e apuração dos fatos”.

“Estarrecido. Toda a minha solidariedade aos familiares e amigos das vítimas do grave acidente que ocorreu nesta tarde, em João Monlevade, região central. Até o momento, 10 mortos foram confirmados nesta triste tragédia”, disse Zema.

//Agencia Brasil

Continue Lendo

Policia

Pelo menos nove suspeitos de participarem de assalto a banco cinematográfico em Criciúma são presos

Publicado

em

Por

Forças de segurança atuam em conjunto na captura dos bandidos Foto: PMSC/Divulgação
Quer receber notícias do G10News pelo whatsapp? Clique aqui

Pelo menos nove suspeitos de participarem do assalto cinematográfico a uma agência do Banco do Brasil em Criciúma (SC), nesta semana, já foram presos.

Na manhã desta quinta-feira (03), dois criminosos foram capturados em Gramado, na Serra Gaúcha. Durante a madrugada, um bandido foi preso em uma casa em Três Cachoeiras, no Litoral Norte gaúcho.

Na tarde de quarta (02), dois homens foram presos em São Leopoldo, no Vale do Sinos, em um viaduto na BR-116. No mesmo dia, outros três foram capturados em Passo de Torres (SC) e uma mulher foi presa em uma casa em São Paulo.

Galpão 

Um galpão usado pelos criminosos que assaltaram a agência bancária em Criciúma foi encontrado pela Polícia Militar na quarta-feira. A estrutura fica na cidade vizinha de Içara, a cerca de nove quilômetros de Criciúma.

Resumo da ação dos bandidos:

  • Cerca de 30 ladrões encapuzados assaltaram uma agência do Banco do Brasil no Centro de Criciúma às 23h50min de segunda-feira (30). A ação durou uma hora e 45 minutos.
  • Pessoas foram feitas reféns e cercadas por criminosos; houve bloqueios e barreiras para conter a chegada da polícia.
  • Um policial militar e um vigilante ficaram feridos. Ninguém morreu. O PM precisou passar por cirurgia.
  • Criminosos fugiram, e parte do dinheiro ficou espalhada pelas ruas. Valor levado e abandonado não foi calculado ainda.
  • Quatro moradores foram detidos após recolherem R$ 810 mil que ficaram jogados no chão devido à explosão ocorrida no banco durante o assalto.
  • Criminosos também deixaram 30 quilos de explosivos para trás. Polícia não sabe o total utilizado.
  • Dez veículos usados no assalto foram apreendidos em um milharal de uma propriedade privada em Nova Veneza.
  • A PM, baseada em manchas de sangue encontradas em dois carros, calcula que dois criminosos tenham se ferido.
  • Em nota, o Banco do Brasil disse que funcionários não foram feridos, que não há previsão para reabertura da agência e que não informa “valores subtraídos durante ataque as suas dependências”.
  • PM pede que pessoas que tenham informações ou filmagens da ação entrem em contato pelo telefone 190.
Leia também:  MOMENTO LEGISLATIVO: Reformas da Previdência e tributária avançam no Congresso Nacional

O Sul

Continue Lendo

Newsletters

Receba as Notícias do Site direto em seu email! Cadastre-se gratuitamente:
Patrocinado
Patrocinado

Mais lidas da semana