Odontofobia: como superar o medo de ir ao dentista?

0
209
Closeup portrait young terrified girl woman scared at dentist visit, siting in chair, covering her mouth, doesn't want dental procedure, drilling, tooth extraction, isolated clinic office background

Transtorno que atinge grande parte da população brasileira, pode prejudicar saúde bucal e outras partes do corpo

Grande parte da população possui um certo incômodo ao visitar o dentista. O barulho dos equipamentos, o cheiro e o receio de descobrir algum problema deixa muita gente aflita, isso é normal. Mas quando o medo se torna incapacitante e provoca pânico, é sinal de que algo está errado. Esta condição pode ser diagnosticada como a odontofobia, transtorno psicológico responsável pelo medo excessivo de ir ao dentista. O problema é que, quando não tratado, este mal pode trazer riscos à saúde.

Segundo uma pesquisa realizada pela Associação Americana de Odontologia, três entre cada dez adultos sofrem deste mal. A cirurgiã dentista Ludimilla Abi-Saber Toledo, explica que a odontofobia impede que o paciente procure um dentista, mesmo quando necessário. “O maior risco se refere aqueles que não conseguem de maneira alguma sequer pensar em um dentista. O problema é que a falta de visitas ao especialista pode contribuir para o surgimento de diversas doenças que com o tempo podem se tornar graves e afetar outras partes do corpo”, alertou.

O que fazer?

Ludimilla indica que o primeiro passo para quem possui um medo incapacitante é procurar auxílio psicológico. “Um profissional desta área poderá auxiliar no entendimento sobre o medo. Como ele surgiu na vida da pessoa e quais são os gatilhos. A partir daí, é possível indicar um tratamento adequado para superar a odontofobia”, esclareceu.

Outro ponto importante, refere-se a criar uma relação de confiança com o dentista. “Procure um profissional que te faça sentir confortável. Converse e fale sobre os principais medos. Não tenha medo de perguntar e busque apoio com pessoas próximas. Tudo o que fizer o paciente se sentir mais seguro é bem-vindo. Através dessas atitudes, é possível superar o medo aos poucos e evitar riscos à saúde”, destacou a especialista.

Fonte: Ludimilla Abi-Saber Toledo, cirurgiã dentista, especialista em periodontia e harmonização facial. Professora universitária e sócia da Clínica Vitácea, na região da Pampulha, em Belo Horizonte.

Deixe seu Comentário! Comentários de leitores ou artigos assinados são de responsabilidade de seus autores e não expressam a opinião do G10News