InícioSaúde & FitnessObesidade: escolha dos alimentos interfere mais do que a quantidade

Obesidade: escolha dos alimentos interfere mais do que a quantidade

A obesidade, infelizmente, é uma condição muito presente na atual sociedade. Não é novidade para quase ninguém que ela pode ser a responsável pelo desenvolvimento de uma série de doenças, como diabetes, hipertensão e complicações cardiovasculares. Pode, inclusive, aumentar o risco de morte por Covid-19.

Existe também uma espécie de crença popular que aponta como causa da obesidade o excesso de comida. Porém, pesquisadores norte-americanos sugerem que – quando o assunto é ganho de peso – a qualidade dos alimentos ingeridos interfere mais do que a quantidade.

 

Foi o que disse um estudo produzido pela Harvard Medical School e publicado pelo The American Journal of Clinical Nutrition. De acordo com a pesquisa, o consumo de carboidratos com alto índice glicêmico, como doces e refrigerantes, associado a ingestão de produtos altamente processados e industrializados, como fast-food e biscoitos recheados são os grandes vilões da história. Eles podem acelerar o ganho de peso, mesmo quando não são consumidos em grandes quantidades.

Segundo David Ludwig, um dos principais autores do estudo, a redução de carboidratos de rápida digestão na dieta pode diminuir a capacidade do organismo estocar gordura. O resultado disso, segundo ele, é que as pessoas poderiam perder peso sem ter que passar fome. Algo que facilitaria o combate à obesidade no mundo todo.

 

Entenda mais sobre a obesidade

De acordo com o último censo divulgado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a obesidade é realidade para um a cada quatro brasileiros. Sem falar que mais de 60% dos adultos do país estão acima do peso. Tudo isso configura a situação como um grave problema de saúde pública.

Para a médica nutróloga Dra. Marcella Garcez, professora e diretora da Associação Brasileira de Nutrologia (ABRAN), o problema exige atenção e tratamento. “Em primeiro lugar as pessoas têm que entender que a obesidade não é uma condição estética e sim uma doença crônica. E, como doença crônica, deve ser tratada de forma crônica, para o resto da vida. É uma doença que não tem cura”, conta.

A principal maneira de evitar que o excesso de peso chegue no estágio da obesidade e se torne um problema crônico, é ficar atento aos sinais que o corpo dá. Pessoas que possuem apenas alguns quilos a mais também precisam ficar em estado de alerta. “Uma pessoa deve começar a se preocupar quando ela sai da faixa de normalidade de peso. E como que ela descobre isso? É quando faz a mesma conta para o cálculo do IMC, que é dividir a sua altura em cm² pelo peso. Se ela encontrar qualquer valor acima de 25, ela está em sobrepeso”, explica a especialista.

 

Como frear o ganho de peso

O ideal nessa hora é analisar o estilo de vida e procurar mudanças. Apostar em uma dieta mais saudável, longe de carboidratos de alto índice glicêmico – como sugeriu o estudo da universidade de Harvard – e começar a praticar atividades físicas. São essas atitudes que vão favorecer a perda de peso e evitar complicações.

Por outro lado, a pandemia tornou as pessoas mais sedentárias e piorou a qualidade alimentar de muita gente. “Dados – tanto oficiais, quanto observacionais – mostram que as pessoas, ao invés de melhorarem o seu consumo alimentar, passaram a comer muito pior. Nós observamos na nossa clínica, pessoas aumentando grandes quantidades de peso e transformando-se em obesas ao longo da pandemia”, conta a Dra. Garcez, que também aponta a mudança do estilo alimentar como grande solução para o problema.

“Dentre as várias etapas do tratamento médico para a obesidade, nós temos a orientação com relação a mudanças de comportamento cognitivo, orientação de mudanças de hábitos alimentares, orientação com relação a prática adequada de atividade física e a eventual prescrição de suplementos, medicamentos e terapias associadas para que esse paciente consiga manejar e tratar a doença”, finaliza a médica.

//O Sul

Quer receber notícias do G10News pelo whatsapp? Clique aqui
Gostou desta notícias? Compartilhe nos botões abaixo!
LEIA TAMBÉM

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Publicidade

Mais lidas

Petrobras reajusta mais uma vez os preços da gasolina e do diesel a partir desta terça-feira

A Petrobras vai reajustar mais uma vez os preços da gasolina e do diesel para as distribuidoras. Segundo comunicado divulgado nesta segunda-feira (25) pela...

De biquíni, Ticiane Pinheiro posta fotos em viagem à Bahia

A apresentadora Ticiane Pinheiro, de 45 anos de idade, está curtindo alguns dias na Bahia e decidiu dividir com seus milhões de fãs no...

Volta às aulas exige cuidados com sistemas de climatização

Garantir a qualidade do ar é fundamental para evitar a transmissão de coronavírus e outras doenças no ambiente escolar   Garantir a qualidade do ar é...
Publicidade

Assine a nossa newsletter

As principais notícias do Portal G10News diretamente em seu e-mail: