Connect with us

Coronavírus

Novas regras sobre distanciamento controlado no Rio Grande do Sul valem a partir desta segunda-feira. Acompanhe o pronunciamento do governador

Publicado

em

Eduardo Leite durante live neste sábado. Foto: Reprodução/Facebook

O novo decreto com novas regras sobre distanciamento controlado no Rio Grande do Sul é anunciado pelo governador Eduardo Leite na tarde deste sábado (9), por meio de live transmitida pelo perfil oficial do Executivo estadual no FaceBook.

 

O distanciamento controlado permitirá a flexibilização ou endurecimento de regras com base no impacto semanal do coronavírus em cada uma das 20 regiões do Estado. Conforme acontecer a proliferação do vírus e de acordo com a taxa de ocupação de leitos de UTI, será definida, a cada semana, uma bandeira de risco (amarela, laranja, vermelha e preta) para cada região.

 

Acompanhe o pronunciamento ao vivo:

Coronavírus

Espanha registra mais de 200 novas mortes diárias por coronavírus

Publicado

em

Por

Número foi registrado pela primeira vez desde 8 de maio Foto: Reprodução

O total de mortes causadas pelo vírus aumentou para 27.321 nesta quinta-feira (14) ante as 27.104 registradas anteriormente, acrescentou o ministério. O número total de casos diagnosticados subiu para 229.540.

 

Papa Francisco

O papa Francisco pediu orações de todas as religiões nesta quinta-feira para a humanidade enfrentar o atual momento de luta contra a pandemia do novo coronavírus (Sars-CoV-2).

“O Alto Comitê para a Fraternidade Humana das Nações Unidas criou hoje um dia de orações e jejum para pedir a Deus misericórdia e piedade neste momento trágico da pandemia. Somos todos irmãos. Francisco de Assis dizia ‘todos irmãos’ e, por isso, homens e mulheres de todas as confissões religiosas se unam hoje em oração e na penitência para pedir a graça da cura desta pandemia”, disse o líder católico durante a missa realizada na Casa Santa Marta.

No entanto, apesar da urgência do momento, o pontífice afirmou que a sociedade age de maneira “inconsciente” para outras situações tão sérias quando essa. Segundo o Papa, o novo coronavírus “chegou como um dilúvio” porque “não esperávamos” por ele, mas “há outras pandemias e nós não percebemos, ficamos inconscientes perante às tragédias”.

“Há pandemia da fome, onde nos quatro primeiros meses desse ano morreram 3,7 milhões de pessoas. Essa oração de hoje nos faz pensar nas outras pandemias: fome, guerras, crianças sem educação escolar. Que Deus pare essas tragédias”, afirmou o pontífice.

 

O líder católico destacou que pedir oração de todas as crenças não é um “relativismo religioso” porque o “Pai é de todos”. “Cada um reza como sabe, como pode, como recebeu da sua própria tradição. Não devemos rezar um contra o outro. Que o Senhor tenha piedade de nós e pare essa pandemia. Hoje é um dia de fraternidade, um dia de orações”, concluiu.

 

O Sul

Continue Lendo

Coronavírus

Dois bebês recém-nascidos testam positivo para Covid-19 em Bento Gonçalves, diz secretaria de saúde

Publicado

em

Por

Bebê estão internados no mesmo hospital da cidade — Foto: Divulgação / Hospital Tacchini

Crianças têm cerca de 10 dias de vida e estão internadas no Hospital Tacchini. Secretaria de saúde do município não soube informar se mães já estavam contaminadas antes do parto.

 

Dois bebês recém-nascidos estão internados em Bento Gonçalves, na serra gaúcha, com coronavírus. A informação é do secretário de saúde do município, Diogo Segabinazzi Siqueira.

As duas crianças têm cerca de 10 dias de vida. O secretário não soube informar se as mães já estavam contaminadas antes do parto. Um dos bebês é de Carlos Barbosa, cidade vizinha, e outro de Bento Gonçalves.

“Pelo menos um dos pais dos bebês, também tem Covid. Ele está internado em uma UTI em Canoas. Provavelmente foi uma contaminação cruzada, mas é difícil afirmar exatamente onde houve a contaminação”.

Os bebês nasceram prematuros e demandam maiores cuidados. “Estão em cuidados intensivos. São prioridade para o hospital e para a secretaria de saúde, para que a gente consiga restabelecer a saúde deles”, disse.

 

O secretário ainda alerta para o reforço com os cuidados de afastamento social e sanitários, principalmente para pessoas com saúde frágil.

“O vírus vai atacar principalmente as pessoas com a saúde mais debilitada e quem não está com o sistema imunológico preparado para lidar com um vírus agressivo como o coronavírus”, diz.

Por G1 RS e RBS TV

Continue Lendo

Coronavírus

Lotação de UTIs a 85% deve levar a bloqueio total

Publicado

em

Por

Para especialistas, locais como São Paulo e Rio correm o risco de ver seus sistemas de saúde entrarem em colapso. Foto: Reprodução da TV

Regiões em que as UTIs já estão com 85% a 90% de sua capacidade preenchidas, como São Paulo e Rio, já deveriam ter decretado lockdown (bloqueio total) e agora correm o risco de ver seus sistemas de saúde entrarem em colapso nos próximos dias. Essa é a opinião de especialistas em saúde ouvidos pelo Estado sobre a demora de governadores em adotar medidas mais drásticas de isolamento social

 

Eles afirmam que mesmo Estados que adotarem agora o isolamento radical ainda têm chances de sofrer com a falta de leitos, já que são necessárias pelo menos duas semanas para observar os efeitos da medida. Segundo Ederlon Rezende, membro do conselho consultivo da Associação de Medicina Intensiva Brasileira (AMIB) e coordenador da UTI do Hospital do Servidor Público Estadual de São Paulo, quando uma UTI chega a uma lotação de 85%, ela já é considerada cheia pois a rotatividade dos pacientes é menor e o cenário pode mudar a qualquer instante. “Esse índice é problemático porque, dependendo do tamanho da UTI, se chegar dois ou três pacientes, ela já lota e você começa a ter problema de falta de vagas”, explica ele.

 

O especialista relata que no Hospital do Servidor Estadual, onde chefia a UTI, o número de leitos de terapia intensiva dobrou por causa da pandemia e, mesmo com a ampliação, já chegou a 75% da capacidade. “Se não tivéssemos aumentado, já teríamos colapsado. Só hoje (sexta-feira), tive sete novos pacientes entrando e só duas altas”, diz.

Para o sanitarista Walter Cintra Ferreira, professor de administração hospitalar e sistemas de saúde da Fundação Getulio Vargas (FGV), embora seja difícil estabelecer a hora certa para o lockdown, a lotação de 90% dos leitos do sistema público já é um indicativo concreto de que a situação está à beira do colapso. “Está claro que ainda não chegamos ao pico. Com o aumento de mortes diárias, precisamos manter o distanciamento social no País e decretar lockdown nos Estados que já têm 90% das UTIs ocupadas porque isso significa que já há fila de doentes e que a situação chega perto da perda de controle”, afirma.

 

Segundo o governo paulista, os hospitais estaduais da região metropolitana já operam com cerca de 90% de suas UTIs ocupadas há pelo menos quatro dias. No Rio, mais de 400 pacientes aguardam vaga de terapia intensiva na rede pública.

Os especialistas dizem que, se o distanciamento social definido até agora tivesse sido bem sucedido, talvez o lockdown não fosse necessário. Agora, porém, a medida mostra-se inevitável em algumas regiões. Para eles, as divergências nos discursos de lideranças políticas e a demora do governo federal em pagar o auxílio emergencial fizeram com que a adesão da população ao isolamento ficasse abaixo do esperado.

 

“O governo federal errou em duas questões: uma foi a postura do presidente Bolsonaro em minimizar a pandemia. Com isso, as pessoas se sentiram compelidas a não seguir as orientações de isolamento. A segunda é a demora no pagamento de auxílio. Isso já deveria estar solucionado no mês passado”, afirma Paulo Lotufo, epidemiologista e professor da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (FMUSP).

 

Para Ferreira, foram questões políticas que impediram o País de adotar medidas de isolamento mais restritivas. “Essa decisão deveria ter sido técnica. O objetivo principal de qualquer governante agora deveria ser salvar vidas. Mas muitos não quiseram arcar com o ônus de problemas econômicos. Mas podem ter outro ônus, que é o de pilhas de mortos”, diz.

 

O Sul

Continue Lendo

Newsletters

Receba as Notícias do Site direto em seu email! Cadastre-se gratuitamente:
Patrocinado
Patrocinado

Mais lidas da semana

Notícias no seu WhatsApp whatsapp