Connect with us

Anvisa

Nail desingner toma medidas preventivas para evitar a contaminação do novo coronavirus entre os clientes

Publicado

em

Márcia Câmara com 30 certificações internacionais listou as normas que seguirá quando retomar os atendimentos

Como atualmente não existe vacina contra o novo coronavírus, é muito importante seguir medidas simples de higiene, é necessário adotar medidas de higiene pessoal e regras rígidas de segurança em espaços públicos. A nail designer Márcia Câmara elaborou regras rígidas que serão tomadas quando o seu espaço retomar os atendimentos.

“Quando a higiene é a arma mais importante”. Todo cuidado é pouco quando o assunto é o novo Coronavírus, também conhecido como SARS-CoV-2 e consequentemente a doença em si (COVID-19). Esta doença pode ser fatal e devemos impedir assim sua rápida disseminação. Em um ambiente limpo regularmente o risco de transmissão de patógenos é minimizado consideravelmente. As superfícies não são mais um terreno fértil para germes, bactérias ou vírus. Mesmo em locais de difícil acesso, os patógenos são eliminados completamente. Em vários aspectos do cotidiano, há muito o que fazer no enfrentamento da doença, o mercado terá que se adequar às normas da vigilância sanitária e de biossegurança”, disse a profissional.

Biossegurança é o conjunto de estudos e procedimentos que visam evitar ou controlar os riscos provocados pelo uso de agentes químicos, físicos e biológicos.

Segundo a profissional, todo equipamento destinado ao uso individual do profissional e dos clientes para protegê-los de um agente de risco visando garantir sua saúde, é considerado um EPI (Equipamento de proteção individual).

“O uso do equipamento de proteção individual (EPIs) os quais são os aventais, luvas, sapatilhas, máscaras,toucas e óculos de proteção, viseira de proteção, Proteção Contra Gotículas e Toten para Alcool em Gel, serão utilizados pelo profissional como uma barreira preventiva contra doenças como: Coronavírus (COVID-19), herpes simples, hepatite B e C, gripes, resfriados, tuberculose, e até mesmo HIV entre outras.
Biossegurança é garantia de Saúde. Agregar esse diferencial à sua atividade traduz respeito e confiança”, aponta.

Quando retornar os atendimentos, Márcia também atenderá as clientes com maior espaçamento para não haver aglomeração. Além de dar tempo para fazer a sanitização dos materiais e do espaço.

Assessoria de biossegurança Aime Nayume @aimenayume

https://instagram.com/marcianailist?igshid=1hzi688a7kzr8

Continue Lendo
Patrocinado
Clique para comentar

Deixe seu Comentário!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Anvisa

Anvisa aprova primeiro tratamento específico para um tipo de câncer raro do sangue

Publicado

em

Por

A nova indicação de Rydapt® (midostaurina) representa uma conquista para o tratamento de mastocitose sistêmica avançada, caracterizada por sintomas que vão desde alergias até a invasão de vários órgãos

A Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) aprovou o uso do medicamento Rydapt® (midostaurina) para o tratamento de mastocitose sistêmica avançada. No ano passado, o medicamento foi aprovado como terapia para pacientes adultos com leucemia mieloide aguda (LMA) recém diagnosticada com mutação de FLT31.

Registrado pela farmacêutica suíça Novartis, Rydapt® recebeu nova indicação como monoterapia para o tratamento de adultos com mastocitose sistêmica agressiva (MSA), mastocitose sistêmica associada com doença clonal hematopoética de linhagem não mastocitária (MS-ADHNM) ou leucemia das células mastocíticas (LCM) – formas avançadas da doença1.

Esta aprovação é baseada em dois estudos clínicos de fase II, multicêntricos, abertos e de braço único. O estudo CPKC412D2201 foi o maior estudo prospectivo já realizado com essa doença rara, cujos resultados também foram publicados no The New England Journal of Medicine2,3.

A eficácia do Rydapt® foi comprovada com taxa de resposta global de 60% e pelo menos um tipo de dano aos órgãos decorrentes da doença teve resolução completa em 45% dos casos4. Como consequência, houve aumento significativo da qualidade de vida e da sobrevida global, passando de 19 meses para 41 meses4.

Até então, os pacientes com mastocitose sistêmica avançada eram tratados com medicações de suporte somente para controlar os sintomas, como antialérgicos, corticoide e quimioterapia; e obtinham baixa resposta, sem ganho significativo no tempo de vida5.

A mastocitose é um grupo de doenças malignas que acometem os mastócitos (células do sangue que podem estar em qualquer órgão) e pode ser classificada como6:

  • Cutânea, forma mais comum em crianças, que se limita a lesões e confunde-se com alergias de pele;
  • Sistêmica, que ocorre quando há o acúmulo de mastócitos anormais em outros tecidos e órgãos do corpo. Nas formas avançadas, tipos mais graves, a doença pode ocasionar fraturas ósseas, osteoporose, diarreia, alterações no sangue, e costuma aparecer em pacientes a partir dos 30 anos.

A aprovação da indicação de Rydapt® para o tratamento da doença foi concedida com revisão prioritária pela Anvisa, quando o processo ocorre mais rápido do que o convencional, pelo fato de a mastocitose sistêmica avançada se tratar de uma doença rara e sem tratamento previamente aprovado no Brasil1.

Sobre a Novartis

A Novartis está reimaginando a medicina para melhorar e ampliar a vida das pessoas. Como empresa líder global em medicamentos, utilizamos ciência inovadora e tecnologias digitais para criar tratamentos transformadores em áreas de grande necessidade médica. Em nossa busca por novos medicamentos, estamos constantemente classificados entre as principais empresas do mundo que investem em pesquisa e desenvolvimento. Os produtos da Novartis alcançam mais de 750 milhões de pessoas em todo o mundo e estamos encontrando maneiras inovadoras de expandir o acesso aos nossos tratamentos mais recentes. Cerca de 105 mil pessoas de mais de 140 nacionalidades trabalham na Novartis em todo o mundo. Saiba mais em www.novartis.com.

Continue Lendo

Newsletters

Receba as Notícias do Site direto em seu email! Cadastre-se gratuitamente:
Patrocinado
Patrocinado

Mais lidas da semana

Notícias no seu WhatsApp whatsapp