Connect with us

Meio Ambiente

Meteoro fez a noite virar dia no norte do Estado e em SC

Publicado

em

O bólido foi observado em diversas cidades da Metade Norte gaúcha e do Leste Catarinense

Um bólido iluminou o céu do Rio Grande do Sul e de Santa Catarina no começo da madrugada de hoje, a 1h09 (hora de Brasília). Especialistas descrevem que se tratou de um superbólido devido a sua grande luminosidade que fez a noite se iluminar como se fosse dia por poucos segundos.

Imagens divulgadas pela Bramon (Brazilian Meteor Observation Network), o bólido foi observado em diversas cidades da Metade Norte gaúcha e do Leste Catarinense.

O bólido, explicam astrônomos, provoca uma claridade muito maior do que um meteoro do tipo fireball, além de vibrações. Há casos em que chegam a gerar estampidos sônicos com vibrações a ponto de as pessoas sentirem a terra tremer. A queda de um bólido dificilmente traz risco. Em regra,  cai fragmentado e danos são raríssimos.

 

 Fonte: Metsul

Continue Lendo
Patrocinado
Clique para comentar

Deixe seu Comentário!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Geral

Setembro de 2020 foi o mais quente desde que há registros

Publicado

em

Por

Departamento contra Incêndios de São Francisco Bombeiros na Califórnia e em outras partes da costa oeste dos Estados Unidos tentaram conter incêndios florestais.

Todos os 10 setembros mais quentes ocorreram desde 2005; após um declínio temporário causado pelo bloqueio e desaceleração econômica causado pela crise da Covid-19, emissões estão agora caminhando para os níveis antes da pandemia.

O mês  passado foi “o setembro mais quente de que há registro em todo o mundo”, informou a Organização Meteorológica Mundial, OMM.

A agência da ONU cita ainda dados Administração Nacional Oceânica e Atmosférica dos Estados Unidos, Noaa, mostrando que os primeiros nove meses de 2020 foram os segundos mais quentes, depois de 2016.

Vale da morte, nos Estados Unidos, onde terá sido registrado o novo recorde de temperatura, by Unsplash/Sarah Lachise

Recordes

Todos os 10 setembros mais quentes ocorreram desde 2005. Além disso, os sete setembros mais quentes ocorreram nos últimos sete anos, entre 2014 e 2020, continuando a tendência de aquecimento de longo prazo.

A variação da temperatura da superfície terrestre e oceânica do hemisfério sul da média em setembro de 2020 foi a maior já registrada. Enquanto isso, o Hemisfério Norte teve seu terceiro mês de setembro mais quente já registrado.

Em relação à extensão do gelo marinho do Ártico, foi a segunda menor já registrada. Por outro lado, o gelo marinho da Antártica ficou acima da média.

Pandemia

Os dados mais recentes sublinham a principal conclusão do recente relatório Unidos pela Ciência, coordenado pela OMM, de que as alterações climáticas não pararam com a Covid-19.

As concentrações de gases de efeito estufa na atmosfera estão em níveis recordes e continuam aumentando. Após um declínio temporário causado pelo bloqueio e desaceleração econômica, as emissões estão agora caminhando para os níveis antes da pandemia.

Em comunicado, o secretário-Geral da OMM, Petteri Taalas, disse que os anos entre 2016 e 2020 “estão se tornando o quinquénio mais quente já registrado.”

Taalas contou que “embora muitos aspectos de nossas vidas tenham sido interrompidos em 2020, a mudança climática continuou inabalável.”

Os anos entre 2016 e 2020 estão se tornando o quinquénio mais quente já registrado

Segundo ele, “o mundo não está no caminho certo para cumprir as metas acordadas para manter o aumento da temperatura global bem abaixo de 2 ° C ou 1,5 ° C acima dos níveis pré-industriais.”

Leia também:  Polícia Civil recupera veículo roubado e já clonado em Canoas

Temperaturas

Entre janeiro e setembro, a temperatura da superfície do oceano e da terra no hemisfério norte empatou com os valores de 2016, se tornando o período mais quente desde que os registros globais começaram em 1880.

Já o Hemisfério Sul, teve seu quarto período mais quente registrado.

Nesses meses, Europa, Ásia e Golfo do México tiveram seu período mais quente. No norte da Ásia, as temperaturas estavam pelo menos 3° C acima da média. A região da América do Sul e do Caribe teve uma temperatura que se classificou como a segunda mais alta já registrada.

Enquanto isso, condições mais frias do que a média apenas aconteceram no Alasca, oeste do Canadá, norte da Índia e oceanos do sul.

Fonte: Nações Unidas

Quer receber notícias do G10News pelo whatsapp? Clique aqui

Continue Lendo

Meio Ambiente

Ibama autoriza início das obras de implantação da Ferrovia de Integração Centro-Oeste

Publicado

em

Por

Foto: Divulgação/Ministério da Infraestrutura

O Ibama emitiu a Licença de Instalação (LI) que autoriza a empresa Valec Engenharia a implementar as obras do primeiro trecho da Ferrovia de Integração Centro-Oeste, que liga os estados de Goiás e Mato Grosso.

A licença possui 17 condicionantes específicas e 20 programas para mitigar ou compensar os impactos ambientais, como Gerenciamento de resíduos sólidos e efluentes, Comunicação Social, Educação Ambiental, Supervisão Ambiental, Proteção à Flora e Passagens de Fauna. O processo de licenciamento aprimorou o projeto inicial do empreendimento para torná-lo menos impactante para o Meio Ambiente.

O primeiro trecho da Ferrovia de Integração Centro-Oeste está situado entre o entroncamento com a Ferrovia Norte-Sul, no município de Mara Rosa (GO), até o município de Água Boa (MT). O trecho 2 da ferrovia vai partir da cidade de Água Boa (MT) até Lucas do Rio Verde (MT) e terá 506km de extensão. A autorização o segundo trecho está em análise pelo Ibama e pela Funai.

Fonte: Brasil 61

Continue Lendo

Meio Ambiente

Polícia Ambiental descobre cativeiro de pacas e cutias em Toledo

Publicado

em

Por

Animais foram levadas ao Zoológico de Cascavel

Sete pacas e cinco cutias mantidas em um cativeiro insalubre foram resgatadas pelos policiais militares da 5ª Companhia do BPAmb-FV (Batalhão de Polícia Ambiental-Força Verde) na cidade de Toledo (PR), no Oeste do estado.

Um homem acabou encaminhado. A ocorrência foi registrada no último sábado (8).

A situação, que é incomum, terminou com a lavratura de um Termo Circunstanciado de Infração Penal. Com a constatação do crime ambiental, o responsável pelo local terá que pagar uma multa de R$ 37 mil.

As pacas e cutias foram retiradas da propriedade e levadas ao Zoológico de Cascavel.

Fonte: Catve

Continue Lendo

Newsletters

Receba as Notícias do Site direto em seu email! Cadastre-se gratuitamente:
Patrocinado
Patrocinado

Mais lidas da semana