Connect with us

Agronegócios

Manejo de resistência é destaque da UPL no SuperAgro, em Londrina (PR)

Publicado

em

A UPL, uma das cinco maiores empresas de produtos agrícolas do mundo, apresenta suas soluções para o manejo de resistência nas culturas de soja, milho e trigo, durante o SuperAgro, entre os dias 21 e 23 de janeiro, em Londrina (PR).

“Essa feira reúne importantes produtores do norte do Paraná e do sul de São Paulo. Apresentamos a eles tecnologias que agregam valor e inovação para suas lavouras”, destaca o desenvolvedor de mercado da UPL na região, Armando Sorace.

Entre os destaques da UPL no vento estarão o herbicida Select One Pack, com formulação especial para combater as plantas daninhas mais resistentes, e o fungicida Unizeb Gold, um dos grandes sucessos de vendas da UPL em todo o território brasileiro.

“Especialmente desenvolvido para o cultivo de soja, Unizeb Gold detém liderança conquistada com produtividade. Esse produto está presente na agricultura brasileira há cinco safras, já tendo tratado com sucesso mais de 95 milhões de hectares”, explica Sorace.

Sobre a UPL

A nova UPL é líder na cadeia de produção de alimentos global e, com a aquisição da Arysta LifeScience, torna-se uma das 5 maiores empresas de soluções agrícolas do mundo. Com receita de aproximadamente US$ 5 bilhões, a nova UPL está presente em 76 países, com vendas para mais de 130. A empresa conta com mais de 10.800 pessoas em todo o mundo. Com acesso ao mercado global para a cadeia de alimentos e focada em regiões de alto crescimento mundialmente, nosso objetivo é transformar a agricultura através do propósito OpenAg, uma rede agrícola aberta que alimenta um crescimento sustentável para todos. A nova UPL oferece um portfólio integrado de soluções agrícolas patenteadas e pós-patente para diversas culturas, incluindo produtos para proteção de cultivos, soluções biológicas e tratamentos de semente para toda a cadeia. Para mais informações sobre a nova UPL, visite: https://br.uplonline.com.

Continue Lendo
Patrocinado
Clique para comentar

Deixe seu Comentário!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Agronegócios

Preço da cebola despenca na Ceasa. Já o valor do kg do tomate sobe quase 50%, aponta Conab

Publicado

em

Por

Foto: Divulgação

Em Recife, recuo no preço da cebola foi de 46,9%

Levantamento da  Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), órgão vinculado ao Ministério da Agricultura, mostra que o preço da cebola apresentou queda na principais Centrais de Abastecimento (Ceasas) do país. Segundo a pesquisa, em agosto, o preço da cebola caiu  46,9% em Recife e 20,7% no Rio de Janeiro, por exemplo.

Em contrapartida, segundo a Conab o tempo frio tem contribuído para a alta do tomate. Em Goiânia, a fruta apresentou alta de 49,2%. A expectativa é que no levantamento que será feito neste mês, o produto apresente queda.

A pesquisa divulgada pela Conab também  aponta que o setor de folhosas, apesar de ter sido um dos mais impactados pelas medidas restritivas por conta da pandemia, teve uma resposta rápida com a retomada parcial da economia.

Reportagem, Paulo Oliveira

Continue Lendo

Agronegócios

RS: Cerca de três mil agricultores familiares vão poder vender produtos para Programa de Aquisição de Alimentos

Publicado

em

Por

Foto: Divulgação

Ao todo, governo federal destinou R$ 14,7 milhões para adquirir alimentos desses produtores; além disso, cerca de R$ 296 mil vulneráveis devem ser beneficiados com a doação de alimentos

Quase três mil agricultores familiares de 105 municípios gaúchos vão poder vender seus produtos para o Programa de Aquisição de Alimentos (PAA) no estado. Ao todo, o Ministério da Cidadania autorizou a liberação de mais de R$ 14,7 milhões para o PAA.

O objetivo do governo federal é atender as pessoas mais carentes, beneficiar organizações produtivas do Rio Grande do Sul e fortalecer a agricultura local. Ao todo, cerca de 4,8 mil toneladas de alimentos de 40 cooperativas vão ser adquiridas. A estimativa é de que 296 mil pessoas em situação de vulnerabilidade sejam beneficiadas.

Reportagem, Felipe Moura. 

Continue Lendo

Agronegócios

Filipinas proíbem frango do Brasil por medo de coronavírus

Publicado

em

Por

O Ministério da Agricultura disse que não foi notificado pelas autoridades das Filipinas sobre o caso. Foto: Arquivo/Agência Brasil

As Filipinas impuseram uma proibição temporária às importações de carne de frango do Brasil nesta sexta-feira (14) depois que uma cidade na China disse ter encontrado traços do novo coronavírus em um carregamento de asas de frango produzidas no País.

Maior exportador global de carne de frango, o Brasil é responsável por cerca de 20% das importações do produto das Filipinas. Até julho deste ano foram vendidos US$ 31,4 milhões, cerca de 50,3 mil toneladas, o que representa cerca de 2% das exportações brasileiras no período.

“Com os relatórios recentes da China e em conformidade com a Lei de Segurança Alimentar do país para regulamentar os operadores de empresas de alimentos e proteger os consumidores filipinos, é imposta a proibição temporária da importação de carne de frango”, disse o Departamento de Agricultura em um comunicado.

O Ministério da Agricultura disse que não foi notificado pelas autoridades das Filipinas.

O Sul

Continue Lendo

Newsletters

Receba as Notícias do Site direto em seu email! Cadastre-se gratuitamente:
Patrocinado
Patrocinado

Mais lidas da semana