Connect with us

Cultura

Lis Bragä comemora 10 anos de carreira com o show Pátria Nordestina, na Flise

Publicado

em

Em comemoração aos seus 10 anos de carreira, a cantora baiana Lis Bragä leva para a Festa Literária de Santo Estêvão (Flise) o show “Pátria Nordestina”, com músicas autorais e clássicos do forró e da MPB. A apresentação será na quinta-feira (5), às 19h, na Praça Sete de Setembro, em Santo Estevão, e terá a intervenção poética de Arthur Dazzani. O show antecede a performance do poeta Bráulio Bessa, principal atração da mostra cultural. O ingresso é gratuito.

Lis também se apresenta na abertura da Flise, na quarta-feira (4), às 20h, em duas participações no musical sobre literatura “Conto, Cantos e Encantos”. No musical, ela interpreta a música Rapunzel, de autoria de Carlinhos Brown e que ficou famosa internacionalmente na voz de Daniela Mercury, além do clássico “A história de uma gata”, da obra Saltimbancos, de Chico Buarque.

Lis Bragä é soteropolitana, criada na cidade de Santo Estêvão, onde atualmente mantém um programa de rádio voltado ao jornalismo positivo e entrevistas. É uma artista engajada com a preservação do meio-ambiente, tendo dedicado inúmeros shows e ações ao tema. Estreou profissionalmente como cantora em 2009 no grupo vocal performático Vozes do Engenho, embora seu contato com o palco tenha se iniciado em 2006.

Sua marca como artista sempre foi o resgate da boa música brasileira. Realizou temporadas de shows em alguns dos principais teatros da Bahia, e fez apresentações e ações promocionais nos estados de São Paulo e Minas Gerais, com destaque para o show “Mares de Caymmi”, que realizou em dois dias do maior evento de mergulho da América Latina, no Anhembi Parque. Desde 2015, Lis Bragä canta no Carnaval de Salvador como convidada do bloco afro Ókánbí. A partir desse mesmo ano, enveredou pelas raízes do forró tradicional, chegando a gravar dois álbuns físicos e um digital, e de nuances da música nordestina.

 

SERVIÇO

O que? Show Pátria Nordestina, de Lis Bragä

Quando? Quinta-feira (5), às 19h

Onde? Praça Sete de Setembro, em Santo Estevão

Quanto? Gratuito

Mais informações? Instagram @lisbragaoficial

Continue Lendo
Patrocinado
Clique para comentar

Deixe seu Comentário!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Cultura

Influencer digital Joseph Vasconcelos, conta como venceu a depressão após seus país falecer

Publicado

em

Joseph Vasconcelos Santos nasceu em 26 de março de 1996 ,filho de Antônia Elza Pereira Vasconcelos…Quando eu tinha 4 anos fui morar com as minhas tias no estado do Piauí por conta que a minha mãe tinha acabado de separar do meu pai ,porque ela trabalhava muito e não tinha com quem me deixar e morei até os 8 anos de idade com minhas tias e depois voltei pra Brasília pra morar com minha mãe, e foi um momento muito difícil pois depois de um ano ela perdeu seu emprego e acabamos sendo despejados e fomos morar de favor na casa de uma amiga dela.Passou-se alguns anos minha mãe me contou que o homem que eu sempre achei ser meu pai ,não era meu biológico ,mas confesso que fiquei muito decepcionado com minha mãe mas perdoei e no dia 27 de outubro de 2012 quando eu tinha 16 anos recebi a triste notícia que meu pai que me criou veio a óbito e depois a minha vida ficou de cabeça pra baixo,parei os estudos por um ano,entrei em depressão. Meses depois eu comecei a gravar vídeos para a internet , me tornei evangélico e foi isso que me ajudou a sair da depressão,e também acabei descobrindo meu talento, e comecei a crescer no mundo influencer. Em 2017 as coisas começaram a piorar novamente e mais uma vez eu,minha mãe e meu irmão fomos despejados, acabei indo morar com meu irmão, e minha mãe com sua amiga, porque não tínhamos condições de todos morar juntos. Eu e meu irmão passamos muita fome nesse período , eu tinha que dormir pra fome passar, e eu ainda não ganhava dinheiro com a internet.Graças a Deus consegui um emprego em uma floricultura e tudo começou a dar certo de novo, e nos meus primeiros salários, arrisquei a compra de uma câmera pra tentar no meio do mundo digital, eu também tinha um sonho, era fazer standap. Em 2018 conseguir realizar o meu sonho de fazer o meu primeiro standap e a partir dai surgiu varias agendas de shows, fiquei muito feliz com essa reviravolta, graças a Deus. Em 2019 no dia 27 de março um dia depois do meu aniversário, minha mãe veio a falecer e novamente entrei em depressão, parei de fazer standap ,mais mesmo assim continuei gravando meus videos pra tentar fugir da realidade e também porque sempre gostei de transmitir alegria para as pessoas, e nesse mesmo ano acabei sendo ator em um filme chamado Nenhum Passo Atrás, fiz papel de um traficante no filme, acabei tendo uma experiência muito boa nesse filme! E aos poucos fui saindo de minha depressão, e me estabilizando. Hoje estou em Paz.

Continue Lendo

Cultura

Influencer Digital Jamil Rocha ex- Mc Jamil anuncia nas redes sociais que virou DJ, hoje atual DJ do Tonzão Chagas ex-Hawaianos

Publicado

em

Macaé, 23 de setembro de 1993 …
No sexto mês de gestação minha mãe deu a luz a mim. Ao nascer passei meus dois primeiros meses de vida em uma encubadora. Apesar de ter nascido no dia 23/09/93, só fui registrado no dia 30/09/93. Aos 8 meses de vida fui entregue ao meu pai para que ele pudesse me criar. Desde então estava sendo criado pelo meu pai e minha madrasta. Vivi ao lado deles até meus 6 anos de idade, quando houve a perda do meu pai. Ao perder meu pai eis que minha mãe me pegou de volta e passei a morar com ela e meu padrasto. Foi um momento de adaptação para mim, com a nova casa, nova rotina. Pelo fato de nunca ter morado com minha mãe eu nunca soube de fato como era uma relação de mãe e filho,  mas aprendemos a conviver e nos amar como mãe e filho. Ainda me adaptando com tudo, comecei a estudar. Sim, comecei a estudar aos 6 anos,  pois até então eu era uma criança que não sabia ler, nem escrever.  A cada dia que nascia eu aprendia uma coisa nova que fosse na escola, em casa ou com ela, e então passei a admirá-la e ter muito mais amor. Anos e anos se passaram. Chegando aos meus 15 anos, “auge” da adolescência,  curtindo a vida, fui á uma igreja com minha mãe, onde ela teve uma oportunidade e a usou para pregar, cantar e ministrar a palavra de Deus para muitas vidas que ali estavam presentes e até mesmo para quem estava fora daquela igreja pois sabemos que quando Deus quer Ele faz com que a palavra D’Ele chegue em qualquer lugar. Logo após o término do culto, estávamos indo para nossa casa, minha mãe, eu, e uma terceira pessoa. E então, que fomos surpreendidos por um desmaio. Minha mãe desmaiou e eu pedi a essa terceira pessoa que a pegasse no colo e a lavasse para casa. Chegando em casa, ela ainda desmaiada, fizemos com que ela cheirasse álcool na desesperadora tentativa de fazê-la voltar a si mas infelizmente não funcionou, que foi aonde liguei para o meu padrasto e ele se deslocou até em casa para levá-la ao médico, onde passou por um processo de observação. Ao acordar, conversou com minha tia que era enfermeira e por sorte estava de plantão no dia e pode acompanhar o caso. Um dia se passou e ela ainda continuava naquele leito, começou a vomitar sangue e nenhum dos médicos presente naquele hospital sabiam dar um diagnóstico sobre a saúde dela. No segundo ou terceiro dia minha mãe veio a óbito. Minha tia (a enfermeira) e os médicos ainda sem saber do que se tratava ficaram sem entender o real motivo que ocasionou o óbito dela. Me lembro como se fosse hoje, eu com 15 anos de idade trabalhando em uma oficina de bicicletas ao lado da casa da minha avó, meu padrasto me chamou e disse que tinha uma notícia mas que não era boa para me dar, sendo que passei a manhã inteira incomodado, não me sentia bem pelo o que tinha acontecido com minha mãe, estava muito pensativo com o coração nas mãos. E eu com um biscoito na mão joguei fora e respondi que ele podia me dizer, foi aonde ele veio com os olhos cheios de lágrimas dizendo que minha mãe havia falecido. Naquele momento eu não disse nada, apenas entrei na casa da minha avó, me dirigi ao banheiro e disse: ” E agora Jesus, o que será de mim Pai ? O que eu vou fazer ? “. Eu já não sabia mais o que fazer depois dessa triste notícia, mesmo sem saber orar e clamar a Deus, eu orava e pedia para Deus força, eu só sabia orar e clamar por forças. Então que começou os pensamentos ruins, onde pensei em voltar para o bairro que eu morava e virar traficante, seguir minha vida sozinho pois eu já não tinha mais Pai e Mãe, então não teria mais nada a perder. Passaram-se um ou dois dias e houve o sepultamento da minha mãe, onde fizeram contato com minha irmã Deise perguntando se ela queria me adotar e ela não pensou duas vezes respondendo:” Onde come um, come dois, come trés. Ele pode vir morar aqui sim.” Nesse meio tempo ela ainda residia em Miracema-RJ, e eu me questionava sobre morar com ela pois havia anos que não nos víamos e de repente eu tive a necessidade de morar com ela. Eu comia e bebia das mesmas coisas que os filhos dela, recebia o mesmo amor, carinho e atenção que todos recebiam e sou muito grato a Deus pela vida dela. No decorrer dos anos tive a oportunidade de ser gerente do tráfico de drogas, e mesmo que lá trás eu tivesse pesando em ser traficante por ser órfão de pai e mãe, naquele momento não deixei com que isso se transformasse em uma desculpa para que eu pudesse me envolver no tráfico e mesmo ouvindo de pessoas, que eu tinha disposição para isso, não deixei me levar pelas palavras, e muito menos pelo dinheiro. Nos mudamos para Santo Antônio de Pádua-RJ , e hoje resido em Belo Horizonte, junto a um casal maravilhoso que me acolheram com sua infinita bondade, Daniel Luz e Lucilene Silva, e eu só tenho á agradecer a eles por tudo e a Deus pela vida deles. Com a ajuda de Deus e de pessoas que me amam, hoje eu estou aqui e mesmo sendo órfão de pai e mãe vivo uma vida feliz, direita, na presença do espírito santo servindo ao Senhor Jesus e não tenho do que reclamar. Tenho uma família que se orgulha de mim, fãs que admiram meu trabalho. Eu sou um sobrevivente e tenho muito orgulho de ser quem eu sou, por ter batalhado para estar onde eu estou.

Continue Lendo

Cultura

Anna Layza, Rainha dos Baixinhos da internet, lança “livrão” com histórias de sua vida

Publicado

em

Por

Anna Layza, considerada a nova rainha dos baixinhos e intitulada pelos fãs como a Rainha Unicórnio, é um fenômeno na internet, com mais de 7 milhões de inscritos no seu canal do YouTube. Famosa por sua mente e coração infantis, a youtuber conquistou o carinho e admiração de muitas crianças e adolescentes.

Considerada uma das maiores influenciadoras infanto-juvenis da atualidade. Anna Layza tem sido considerada a nova rainha dos baixinhos, comparada com Xuxa Meneghel. Enquanto Xuxa reinou absoluta na televisão, Anna tem se destacado na internet atingindo milhões de visualizações em seus vídeos tanto no Brasil, como nos EUA, Europa e Asia, em especial na India.

Agora Anna traz para os seus fãs todo o universo mágico idealizado por ela no seu novo “livrão”, lançado pela editora Pixel, a mesma que já lançou livros de outros influenciadores como Felipe Neto, Luccas Neto, Camila Loures e Juliana Baltar, assim como livros de histórias oficiais da Disney no Brasil.

Proposta do livro

O livro tem a proposta de trazer mensagens positivas para o público infanto-juvenil, o que é bastante pertinente em tempos difíceis de quarentena e confinamento por causa do covid-19.

A publicação traz fotos da infância de Anna Layza, conta sua história de vida e sua trajetória nos Estados Unidos, como uma mini biografia colorida da influenciadora. O livro tem também algumas páginas dedicadas à Bella Munita, pet da influencer que conquistou os fãs e aparece com frequência com ela em vídeos e nas redes sociais.

Lançado em um tamanho maior que o convencional, com acabamento brochura. Intitulado Hi Gorgeous, mesmo nome do seu canal no YouTube e traz além de muitos passatempos, figuras para colorir, pôsteres, testes e curiosidades.

Anna Layza em desenho animado

A grande surpresa para os fãs é que no final do livro é possível conferir uma historinha onde Anna Layza aparece como um cartoon em uma colorida e divertida aventura.

A influenciadora revela que tem o sonho de um dia transformar suas histórias em desenho animado: “quando vi as ilustrações isto reacendeu uma vontade que sempre tive de virar um desenho animado, de poder comunicar com as crianças desta forma. Quem sabe um dia? Sonhos podem se tornar realidade e eu nunca deixo de sonhar. Fiquei muito feliz com o resultado no livro.”

Interatividade

Super conectada às redes sociais, a influenciadora estará ao vivo através do perfil no Instagram da editora Pixel. com a participação de Larissa Fernandez e Leo Fuchs, que cuidaram do projeto gráfico e da produção da obra. A proposta é conversar e interagir com aqueles que acompanham a sua carreira e querem conhecer detalhes do lançamento e da obra.

Sobre o livro

O livro está disponível em pré venda no site da livraria Saraiva
Páginas: 58
Editora: Pixel
Dimensões: 22cm x 31cm x 1cm
ISBN: 9999106612709
Ano: 2020
Pré venda em: https://www.saraiva.com.br/hi-gorgeous-acompanha-um-popsockets-sortido-10661270/p

Continue Lendo

Newsletters

Receba as Notícias do Site direto em seu email! Cadastre-se gratuitamente:
Patrocinado
Patrocinado

Mais lidas da semana

Notícias no seu WhatsApp whatsapp