Líder de facção do Sul do Estado é condenado a 116 anos de prisão

0
110
Veículo quebrou parte do muro do Presídio de Pelotas para o líder da facção e os detentos fugirem, em 2016 (Foto: Arquivo/ Reprodução/ Agência de Inteligência Penitenciária da 5ª Região)

O Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul condenou 17 pessoas por lavagem de dinheiro e tráfico de drogas em Pelotas. Entre os 17 integrantes do grupo criminoso, está Tiago Gonçalves Prestes, líder da facção, que atua no sul do Estado. Ele foi condenado a 116 anos de prisão em regime fechado.

Em 2016, Prestes foi um dos responsáveis por planejar a fuga do Presídio Regional de Pelotas. No esquema, um caminhão derrubou uma parte do muro da cadeia, e cinco presos conseguiram fugir junto com Tiago. Após 15 dias, o líder da facção foi encontrado em uma casa em Balneário Camboriú, em Santa Catarina.

A 4ª Vara Criminal de Pelotas publicou a sentença no dia 23 de setembro, mas as informações foram divulgadas nesta quinta-feira (3).

//O Sul

Deixe seu Comentário! Comentários de leitores ou artigos assinados são de responsabilidade de seus autores e não expressam a opinião do G10News