Jornalista E. Jean Carroll acusa Donald Trump de abuso sexual

0
180
Jim Lo Scalzo / EPA

Uma jornalista norte-americana acusa o Presidente dos Estados Unidos de abuso sexual, há 23 anos, num provedor de uma loja em Nova Iorque.

Num artigo publicado pela New York MagazineE. Jean Carroll revela que, há 23 anos, foi vítima de abuso sexual pelo Presidente dos Estados Unidos. A jornalista e colunista da revista Elle conta que Donald Trump tentou consumar uma relação sexual entre ambos num provador da loja Bergdof Goodman, em Manhattan.

O caso remonta a 1995 ou 1996, quando Trump, que naquela altura era ainda apenas um magnata do imobiliário, reconheceu Carroll como “a rapariga dos conselhos” (numa referência ao programa televisivo “Ask E. Jean”).

Trump terá então dito à jornalista que estava na loja para comprar um presente para “uma rapariga” e que precisava de ajuda, tendo pedido à colunista que experimentasse uma peça de lingerie.

No artigo escrito na primeira pessoa, a colunista recorda que, quando chegaram aos provadores, Trump alegadamente empurrou-a contra a parede, fazendo-a bater com a cabeça, e tentou beijá-la à força.

Depois, “forçou os dedos na minhas partes privadas e penetrou-me com metade do pénis – ou completamente, não tenho a certeza”, recorda a jornalista.

Carroll decidiu não apresentar queixa na polícia e só contou o caso a dois amigos: um aconselhou a jornalista a contar o sucedido às autoridades, o outro disse que seria melhor esquecer o que se tinha passado, uma vez que os advogados de Trump a iriam “enterrar”.

Entretanto, de acordo com o New York Post, a Casa Branca já desmentiu o alegado abuso. “Esta é uma história completamente falsa e irrealista, que aparece 25 anos depois de alegadamente ter ocorrido. Foi simplesmente inventada para dar uma má imagem do Presidente”, lê-se num comunicado.

Carroll é já a 16.ª mulher a acusar o Presidente norte-americano de abusos sexuais.

No mesmo artigo, Carroll menciona outros episódios de abuso sexual, um deles envolvendo o antigo CEO da cadeia norte-americana de televisão CBS, Les Moonves, já acusado de crimes de assédio e abuso sexual por outras mulheres.

ZAP //

Deixe seu Comentário! Comentários de leitores ou artigos assinados são de responsabilidade de seus autores e não expressam a opinião do G10News