Irã responderá ‘proporcionalmente’ contra os EUA pelo assassinato de Soleimani, diz chanceler

0
189
© AP Photo / Petr David Josek

A morte de um alto general iraniano após um ataque dos Estados Unidos foi um ato de terrorismo de Estado e o Irã responderá proporcionalmente, disse o ministro de Relações Exteriores do Irã, Mohammad Javad Zarif, em entrevista nesta terça-feira.

Zarif afirmou à rede americana CNN que o presidente dos EUA, Donald Trump, demonstrou falta de respeito pelo direito internacional, ameaçando os locais culturais do Irã.

“Isso é terrorismo de Estado“, argumentou Zarif sobre o assassinato de Qassem Soleimani, comandante da Força Quds do Corpo da Guarda Revolucionária, em um ataque de drones dos EUA em Bagdá na semana passada.

“Este é um ato de agressão contra o Irã, e isso equivale a um ataque armado contra o Irã, e nós responderemos. Mas responderemos proporcionalmente – não desproporcionalmente […] Não desrespeitamos a lei como o presidente Trump”.

Trump declarou no sábado que os Estados Unidos estavam prontos para atacar 52 alvos iranianos, incluindo alguns importantes para a cultura iraniana, se o Irã atacasse ativos dos EUA ou americanos.

No domingo, ele afirmou que os Estados Unidos reagiriam “talvez de maneira desproporcional” se o Irã atacasse qualquer alvo americano.

Zarif explicou que Trump mostrou ao mundo que “estava preparado para cometer crimes de guerra, porque atacar locais culturais é um crime de guerra. Resposta desproporcional é um crime de guerra”.

Soleimani foi responsável pela criação da rede de exércitos substitutos de Teerã em todo o Oriente Médio e ele foi uma figura-chave na orquestração da campanha de longa data do Irã para expulsar as forças americanas do Iraque.

Zarif comentou que Washington deveria acordar para a realidade de que “os Estados Unidos não podem ficar nesta região com o povo da região que não quer mais isso“.

Questionado se valia a pena falar com Trump, Zarif disse: “Não é necessário falar. Ele precisa perceber que recebeu informações erradas. E ele precisa acordar e pedir desculpas. Ele precisa pedir desculpas e mudar o curso”.

//SputnikNews

Deixe seu Comentário! Comentários de leitores ou artigos assinados são de responsabilidade de seus autores e não expressam a opinião do G10News