Fluminense vence Grêmio no Maracanã em partida pela 22ª rodada do Brasileirão

0
90
(Foto: Reprodução/Mailson Santana/Fluminense FC)

A partida entre Fluminense e Grêmio iniciou com gols, neste domingo (29), no estádio Maracanã, no Rio de Janeiro. O jogo foi válido pela 22ª rodada do Brasileirão. Com quase 18 mil torcedores presentes, o Flu levou a melhor e venceu por 2×1, com gols de Nenê e Caio Henrique. Com time reserva, o Grêmio descontou no segundo tempo, aos 30 minutos, com gol de Patrick.

A vitória mantém o Fluminense na 16ª colocação, agora com 22 pontos, três à frente da zona de rebaixamento. Já o Grêmio estaciona nos 34 pontos, ficando em sétimo lugar. O Tricolor Gaúcho recebe o Flamengo nesta quarta-feira (02), pela semifinal da Libertadores, na Arena, em Porto Alegre.

Como foi o jogo

Logo aos seis minutos do primeiro tempo, o time Carioca fez a rede balançar, com gol marcado por Nenê. Também nos primeiros minutos do segundo, aos 4, Caio Henrique ampliou o placar, garantido a vitória para os Cariocas.

Apesar disso, no primeiro tempo o Grêmio ficou mais tempo com a bola no campo ofensivo do que o Fluminense, que atacou mais pelo lado esquerdo. A maior posse de bola foi do time Gaúcho, com 56% e 44% para o Flu.

Porém, com poucas construções de oportunidades de gols, o Grêmio teve muita dificuldade em atacar, cometendo diversos erros de passe, principalmente no primeiro tempo, o que facilitou o jogo do Fluminense.

O Tricolor gaúcho respondeu ao primeiro gol tomado com uma jogada ousada, com Thaciano soltando uma bomba da área do Flu. Mas o goleiro Muriel saiu muito bem e defendeu.

O time Carioca também não conseguiu construir boas jogadas, errando muitos passes e adotando jogadas com saída de bola pelo chão.

Aos 20, João Pedro perdeu a bola e deu o contra-ataque ao Grêmio, que chegou pela esquerda com Pepê. Ele rolou para André, mas o centroavante mandou muito alto.

Seis minutos depois, quase sai o segundo gol do Fluminense em jogada de Ganso, que deu o passe para João Pedro, que passa para Yony. O atacante chutou cruzado, muito perto do gol de Júlio César.

A marcação do Grêmio estava bastante desarrumada e Léo Moura teve muita dificuldade de acompanhar os atacantes Tricolores.

Os gaúchos criaram boas chances aos 20 e aos 25, com André e Thaciano. Yony também chutou cruzado, mas à esquerda de Júlio César. Aos 37, foi a vez de João Pedro assustar em cabeçada, após cruzamento de Caio Henrique.

O segundo tempo iniciou com a rede balançando. Aos quatro minutos, o volante Caio Henrique marcou para o time das Laranjeiras. João Pedro arrancou pelo meio e lançou para Yony, que deixou de calcanhar para o volante. A bola ainda passou por baixo do goleiro do Grêmio, mas ele não conseguiu evitar o gol.

Aos 06 e aos 09 minutos mais cartão amarelo: Ganso, do Fluminense, e Luciano, do Grêmio, respectivamente.

Após o cartão amarelo, um lance polêmico leva o árbitro à pedir auxílio do VAR: jogadores gremistas reclamam de mão na área do Fluminense. Luciano pediu pênalti em bola que tocou no braço de Gilberto dentro da área. Ele leva cartão amarelo.

O árbitro Caio Max Viera analisa possível toque de mão de Yuri, mas entende como jogada normal e manda o jogo seguir.

Com placar desfavorável, o técnico gremista, Renato Portaluppi, faz mudanças no time, aos 21 minutos do segundo tempo. Sai o atacante Luciano e entra o também atacante Ferreira.

Aos 29 mais mudanças, dessa vez no time Carioca: saiu o meia central Daniel e entrou o lateral esquerda Orinho.
Em seguida o Grêmio descontou o placar, a bola sobrou para Patrick, que chutou forte, sem chance para Muriel.

Aos 33 mais um cartão amarelo, dessa vez para o atacante André. A essa altura, o jogo estava aberto, com os dois times atacando muito e construindo boas jogadas.

Aos 41 substituições nos dois times: o atacante do time Carioca, Wellington Nem entra e o meia central Nenê, autor do primeiro gol, sai. No Grêmio, sai o leteral direito Léo Moura e entra o atacante Guilherme Azevedo.

E termina em 2×1 a partida deste domingo, no Maracanã.

O Sul

Deixe seu Comentário! Comentários de leitores ou artigos assinados são de responsabilidade de seus autores e não expressam a opinião do G10News