Filmmaker dá dicas preciosas para quem quer começar a trabalhar com audiovisual na internet

0
114
Fotos de: Reprodução / MF Press Global
O filmmaker Gabriel Queiroz, criador do WeGoFilm, revela como dar os primeiros passos como produtor audiovisual

Videos são hoje um importante aliado para muitos negócios e até mesmo para promoção pessoal. Esse formato é cada vez mais utilizado na internet, com o sucesso de plataformas como o Instagram, o Vimeo e o YouTube, e atrai grande visibilidade, às vezes não alcançado em outros formatos.

Segundo pesquisa realizada pelo próprio VImeo e parceiros, 48,7% dos entrevistados já realizam produção de vídeos, enquanto 86,3% ainda não usam desse meio, mas se dizem interessados em começar a produzir, porém não sabem como começar. Por este motivo, o filmmaker Gabriel Queiroz, criador do WeGoFilm, é um dos maiores especialistas em audiovisual do Brasil, e dá dicas para aqueles que querem começar a produzir conteúdo e enveredar por este campo, seja de forma amadora ou profissional.

Dê o primeiro passo

O início da produção de vídeo pode parecer um pouco complicada, mas o mais importante é começar. A evolução e crescimento, tanto em conteúdo como na técnica e até mesmo de recursos e equipamentos, vão acontecendo com o aprendizado e o retorno do público.

Como qualquer novo canal de divulgação, seja pessoal ou empresarial, serão preciso testes para aprimorar e conhecer cada vez mais o seu público. Isso vai ajudar na melhoria da qualidade e consequentemente virão melhores e mais satisfatórios resultados.

As vezes o menos é mais

Um bom vídeo não precisa necessariamente de grandes produções para agradar ao público, o menos também pode ser mais. No entanto, certos requisitos mínimos precisam ser atendidos. Ter um bom microfone ou forma de captação de audio com alguma qualidade, uma câmera que resulte em boa qualidade de imagem(seja smartphones ou câmeras semiprofissionais), boa iluminação e um tripé para estabilizar o vídeo já são suficientes para desenvolver algo que possa ser eficaz naquilo que se propõe e que traga bons resultados. Mas o mais importante é ter conteúdo relevante, que desperte o interesse do público a ser atingido, apresentando informações pertinentes ao ouvinte de forma clara e objetiva. Não adianta ser um vídeo super produzido se não tiver nada de atrativo.

Tenha atenção com a luz

Mesmo sem o auxílio de um equipamento profissional de iluminação é possível conseguir um bom resultado. Avaliar o local da gravação, se há entrada de luz ambiente, podem ser boas dicas durante a produção de vídeo.

Se optar pelo uso de luz natural, faça alguns testes para encontrar a melhor posição da câmera. Ajustes devem ser feitos para melhor proveito da iluminação, auxiliando no bom desempenho da produção.

Se você optar por utilizar iluminação artificial, o uso de refletores simples pode ajudar. Esses também necessitam de testes para melhor posicionar a câmera.

A edição é uma parte muito importante 

Após a gravação do vídeo, é importante ter em mente que editar o vídeo fará toda a diferença. Para isso, você precisará aprender a manipular softwares de edição de vídeo que lhe permitam fazer mais do que apenas cortar as cenas indesejadas. Corrigir cores, aplicar alguns efeitos, e fazer uma boa cronologia, um storyboard com as cenas disponíveis, levará o seu video para um nível acima.

Alguns softwares mais utilizados para isto são o Final Cut, Adobe Premiere, After Effects, Sony Vegas, Da Vinci Resolve, etc.

Tempo é dinheiro

Por mais que você tenha total conhecimento do assunto abordado no vídeo, para a internet o ideal é trabalhar com vídeos curtos, que tenham continuidade em futuras postagens e despertem o interesse do público em continuar a consumir os seus conteúdos em vídeo. Vídeos mais longos podem ser cansativos e fazer com que o telespectador se disperse e perca o foco no que está vendo, diminuindo as chances de voltar a assistir um vídeo seu ou compartilhar o conteúdo.

Deixe seu Comentário! Comentários de leitores ou artigos assinados são de responsabilidade de seus autores e não expressam a opinião do G10News