FC Porto diz adeus aos 44 milhões da Champions. Benfica recebe mais e foge a tubarões

0
145
Fernando Veludo / Lusa

A eliminação do FC Porto na terceira pré-eliminatória da Liga dos Campeões deixou a SAD azul-e-branca a fazer contas.

Os dragões poderiam encaixar 44 milhões de euros com a entrada na fase de grupos da Liga milionária mas tal já não vai acontecer depois de o clube azul e branco ter desperdiçado a vantagem alcançada na Rússia na semana passada.

Até o final do fecho do mercado de transferências, a 2 de setembro, é provável que o FC Porto tenha de vender alguns dos seus ativos para equilibrar as contas.

Quem fica em situação ingrata é Sérgio Conceição, técnico que averbou a segunda derrota consecutiva, em três jogos oficiais. Na conferência de imprensa após a derrota por 3-2 com o Krasnodar no Dragão, o técnico vincou que nunca será um problema para o FC Portoe que Pinto da Costa tem a total liberdade para tomar todas as decisões, quer a nível da estrutura técnica quer ao nível da venda de algum jogador.

Conceição lamentou a má entrada em jogo, que permitiu aos russos marcar três golos em meia hora. “É ingrato e cruel sofrer um golo aos 2 minutos. Falta de atenção. No segundo golo, estamos a atacar em procura do golo e há uma transição do adversário. Não devemos sofrer esse segundo golo”.

“E o terceiro golo surge no terceiro remate baliza, num lance em que o Alex Telles está fora. Aí fica difícil. Os jogadores reagiram de uma forma fantástica, fizemos uma segunda parte acima da média, muitas vezes com pouco discernimento, mas com convicção de que era possível dar a volta a uma primeira parte muito ingrata“, acrescenta o técnico.

Ressaltando que o lugar do FC Porto não deveria ser na Liga Europa, o técnico admite que as derrotas são resultado de erros seus. “Os meus jogadores deram uma resposta fantástica. Estou aqui com toda a força do mundo para, a partir deste resultado, ganhar títulos. Depende do que o presidente do FC Porto quiser para a equipa. Não é fácil, porque o lugar do FC Porto é na Champions, e vamos estar na Liga Europa. Não é o nosso lugar.”

Liga Europa não dá nem um terço da Champions

Os dragões têm presença garantida na fase de grupos da Liga Europa, mas para arrecadar pouco mais de 20 milhões de euros é necessário chegar à final e vencer. A fase de grupos da Champions valeria o dobro, escreve o jornal desportivo O Jogo.

A despedida, numa fase ainda incipiente desta prova, afastará os dragões da possibilidade de alcançar os prémios que desejavam para fazer face a um investimento que já excede os 62 milhões de euros. Na época passada, o FC Porto faturou 78,44 milhões de euros por ter chegado aos quartos de final. Na Liga Europa, nem a um terço pode aspirar.

A Liga Europa está longe de ser um prémio de consolação para uma equipa que se habituara a uma longa sequência de presenças na Champions. Era, juntamente com o Real Madrid e Barcelona, recordista de participações nesta prova.

José Coelho / Lusa

Benfica recebe mais e foge a tubarões

Com a eliminação do FC Porto da fase de grupos da Champions, o Benfica vai receber a totalidade do market pool relativa aos direitos televisivos da prova destinados a Portugal.

Os 32 clubes participantes irão receber um total de 292 milhões de euros, distribuídos de forma proporcional por países. O Benfica irá encaixar 100% do bolo destinado aos clubes portugueses participantes – do qual 40% caberia ao FC Porto, caso se tivesse apurado.

Os campeões nacionais precisavam que os dragões ou o Ajax caíssem nas pré-eliminatórias para poderem subir ao pote 2 no sorteio, fugindo, assim, entre outros, ao Real Madrid e ao Atlético de Madrid.

Além dos dois gigantes da capital espanhola, o Benfica já sabe que não pode encontrar o Borussia Dortmund, o Nápoles, o Tottenham – finalista em 2018/19 – e o Shakthar Donetsk, treinado pelo português Luís Castro. A oitava equipa do pote 2 ainda está por definir, podendo ser o Ajax, caso afaste o APOEL no play-off.

No pote 1, o único já completamente definido, o Benfica poderá ter como adversários o Liverpool, campeão europeu, o Chelsea, detentor da Liga Europa, o FC Barcelona, o Manchester City, a Juventus, o Bayern Munique, o Paris Saint-Germain ou o Zenit.

O Benfica garantiu desde já 44,06 milhões de euros mesmo antes de começar a jogar na Liga dos Campeões.

O FC Porto foi, esta terça-feira, eliminado na terceira pré-eliminatória da Liga dos Campeões e falhou o acesso ao play-off, ao perder em casa com os russos do Krasnodar, por 3-2, na segunda mão. Depois de o FC Porto ter vencido na Rússia, por 1-0, o Krasnodar deu a volta à eliminatória com golos de Vilhena (3 minutos) e Suleymanov (13 e 33), com Zé Luís (57) e Luis Díaz (76) a reduzirem para os dragões.

O FC Porto, que procurava a nona presença consecutiva na fase de grupos da Liga dos Campeões, vai disputar a Liga Europa. A equipa portista já não participava na Liga Europa desde 2010/11, época em que venceu a final contra o Braga. Os portistas, na altura comandados por André Villas-Boas, festejaram, em Dublin, o golo de Falcao.

ZAP // Lusa

Deixe seu Comentário! Comentários de leitores ou artigos assinados são de responsabilidade de seus autores e não expressam a opinião do G10News