EXPOINTER 2019: Feira de artesanato gaúcho soma cerca de R$ 935 mil em vendas até esta sexta-feira (30)

0
111
Foto: Divulgação FGTAS

De acordo com a Fundação Gaúcha do Trabalho e Ação Social, até o momento, já foram vendidas mais de 19.550 peças.

A 42ª edição da Expointer, que ocorre em Esteio, no Rio Grande do Sul, já contabilizou cerca de R$ 935 mil em vendas até esta sexta-feira (30). De acordo com a Fundação Gaúcha do Trabalho e Ação Social foram vendidas mais de 19 mil peças até o momento.

O artesão Daniel Ubal, de Sant’Ana do Livramento (RS), decidiu fazer esculturas de animais, em cerâmica, e conta que o evento é uma oportunidade única para fechar bons negócios.

“Está sendo positivo, bom. Aqui é uma oportunidade única de a gente fazer bons negócios, vender direto ao público. Os clientes estão sempre satisfeitos e elogiando. A gente participa há 26 anos da Expointer e é sempre positivo”, conta.

Segundo a coordenadora do Programa Gaúcho do Artesanato (PGA), Marlene Garcia, a feira conta com 185 artesãos de 56 municípios, o que confere ao evento o título de maior feira de artesanato gaúcho.

“Nós temos 56 municípios, 185 artesãos expondo com associações ou individualmente. Tentamos botar o maior número de artesãos. Nosso espaço são só 118 espaços, mas na hora da triagem tenta-se botar o típico, que é o mais importante para nós, já que é uma feira típica. Mas, mesmo assim, colocamos mais artesanato diferenciado e outras técnicas aqui dentro”, disse.

Ao todo, 678 artesãos se inscreveram para a exposição. Eles passaram por um processo de avaliação e seleção de produtos, onde são levados em consideração alguns critérios, como porcentagem de trabalho manual, matéria-prima utilizada, conhecimento da técnica, personalidade no estilo e critérios no desenho e estética.

A triagem foi feita no mês de maio em Porto Alegre, Novo Hamburgo, Tramandaí, Caxias do Sul, Passo Fundo, Santa Rosa, Santana do Livramento, Bagé e Santa Maria.

Deixe seu Comentário! Comentários de leitores ou artigos assinados são de responsabilidade de seus autores e não expressam a opinião do G10News