DIVERSÃO EM PAUTA: Carregado de clichês, “A Música da Minha Vida” homenageia o trabalho do cantor Bruce Springsteen

0
117
Foto: Divulgação

O filme estreia nesta quinta-feira (19) em todos os cinemas do Brasil

Se você é fã do cantor americano Bruce Springsteen, não pode deixar de assistir “A Música da Minha Vida”. O filme estreia nesta quinta-feira (19) em todos os cinemas do Brasil. A trama se passa nos anos 1980, na pequena cidade de Luton, na Inglaterra.

Baseado em uma história real, o drama conta a história do jovem paquistanês Javed Khan, que se mudou para Luton, ainda na infância, junto com sua família. Em meio a turbulências da juventude, Javed, que sonha em ser um escritor, escreve poemas e compõe para a banda de seu melhor amigo Matt. Misturando política, amor e arte, os trabalhos de Javed chamam a atenção da professora Clay, que o incentiva a seguir seu sonho.

As músicas de Bruce aparecem no filme após um colega de classe de Javed comentar sobre o cantor e suas incríveis composições. Quando o jovem escuta Springsteen pela primeira vez, sente uma forte conexão com o cantor e começa a perceber paralelos entre sua vida e as letras marcantes de Bruce.

Porém, saindo de sua fantasia musical, o jovem precisa lidar com seu pai, que ainda é muito ligado às tradições paquistanesas e só se preocupa em trabalhar para sustentar sua família. Além disso, Javed precisa conviver com o racismo diariamente, já que nos anos 80, a prática era potencializada pela Frente Nacional, um grupo de extrema direita que prega a expulsão de imigrantes no Reino Unido.

O longa começa com um ritmo bom e consegue manter o espectador interessado quando conversa sobre a cultura e a vida da família paquistanesa. No entanto, fica cansativo no decorrer da história e não é muito atraente na questão musical, que funciona somente para quem é fã e conhece muito bem o repertório de Bruce Springsteen.

Deixe seu Comentário! Comentários de leitores ou artigos assinados são de responsabilidade de seus autores e não expressam a opinião do G10News