Connect with us

Cinema

COMÉDIA: Leandro Hassum estrela filme nas telonas com reflexão sobre amor e religiões

Publicado

em

O Amor Dá Trabalho conta ainda com Flávia Alessandra e Bruno Garcia no elenco.

Com mais uma estreia nas telonas, Leandro Hassum interpreta um homem reclamão no filme “O Amor Dá Trabalho”. Na comédia, o ator dá vida a Anselmo, um homem de meia-idade que trabalha no serviço público e trata mal todas as pessoas que o rodeiam.

Após um acidente de trabalho, Anselmo morre e para se redimir e não ir para o “inferno”, ele precisa cumprir algumas horas de trabalho para os deuses. É assim que ele entra na vida de Flávia Alessandra, que vive Elisângela, e Bruno Garcia no papel de Paulo Sérgio. Ele precisa unir esse casal, e então estará a salvo.
Leandro Hassum sempre esteve nos holofotes para fazer seus fãs gargalharem, mas nas últimas vezes o ator tem vivido personagens que também apelam para o lado emocional, como no filme “Não Se Aceitam Devoluções”, em que ele descobre ser pai de uma menina.

Ele explica que essa é uma das questões que mudaram depois de ter emagrecido. Disse também que anteriormente, as pessoas não o convidavam para papeis como Dr. Teodoro no longa “Dona Flor e Seus Dois Maridos”, mas agora é algo recorrente.

“Eu nunca parei para pensar ‘agora eu vou fazer filmes diferentes. São quase trinta anos de carreira, e você fica curioso. Eu gosto de dirigir, teatro, televisão, cinema, e começaram a pintar projetos que me interessaram, e por coincidência numa nova fase minha. Foram coisas que foram acontecendo, e não que eu decidi que queria mudar o meu estilo de comédia. Gosto de fazer projetos que me interessam”, revelou Hassum.

Além da óbvia comédia romântica, o diretor Alê Machado tentou abordar uma concepção abrangente sobre religião. Ele reuniu atores e atrizes como Dani Calabresa, Maria Clara Gueiros e Hélio de la Peña.

“Teve uma ideia de fazer rir, mas de abordar essas religiões com respeito e com o conhecimento delas. A gente pesquisou muito em relação a essas religiões, mas colocar todos na mesma mesa. Da mesma forma que a gente coloca o hinduísmo com religiões afro-brasileiras, cristianismo, judaísmo, religião grega, tem até egípcio, religião nórdica. A gente misturou tudo conhecendo do ponto de vista mitológico, mas brincamos com isso”, conta o diretor.

Apesar de ser mais uma comédia clichê de Leandro Hassum, e ter inúmeros furos de roteiro, o filme ainda agrada quem quer ver uma trama leve e sem muitos rodeios. O papel de Flávia Alessandra chama atenção por ser uma mulher que está atrás do grande amor da sua vida e, mesmo em uma época onde as mulheres são tão livres, ela ainda se sente no dever de viver um “conto de fadas”.

Bruno Garcia, por sua vez, no papel de Paulo Sérgio, tem uma forma de conquistar o público, assim como ele faz com as mulheres do filme. Mas o personagem é cheio de erros e fica muito óbvio perceber quem ele realmente é desde o início do longa.

No fim das contas, é mais um filme nacional que tem o objetivo de divertir, levar o público a refletir sobre a própria vida e emocionar. Só não garanto que ele realmente cumpra com seus objetivos.

Cinema

Saiba quais são os filmes mais aguardados dos cinemas em 2020

Publicado

em

Por

O ano de 2020 já promete começar com tudo. Muitas continuações de sucessos de bilheteria e novos e promissores blockbusters estão à caminho usando o que há de mais avançado na tecnologia.

O diretor de arte digital e cinéfilo Fernando Rodrigues de Oliveira, conhecido como Fernando 3D, revela o que podemos esperar: “o ano promete ser um dos mais ativos da indústria do cinema de todos os tempos, mesmo após um 2019 intenso com lançamentos astronômicos como Vingadores: Ultimato”.

Confira as novidades que estão à caminho e as dicas do diretor Fernando 3D:

Janeiro

Frozen 2

Frozen 2 chegará aos cinemas brasileiros no dia 2 de janeiro de 2020. O grande brilho e jóia da coroa da animação na Disney ainda continua sendo Frozen. Com polêmicas ou não, o sucesso de Frozen ainda é enorme. A continuação é muito aguardada principalmente pelo público infanto-juvenil.

Jumanji – Próxima Fase

O filme chega aos cinemas do Brasil dia 16 de janeiro de 2020. A continuação traz de volta o sucesso que foi o primeiro filme. Porém prevejo filme com muito mais efeitos especiais, nada revolucionário, e com lançamento em 3D. Esse é o tipo de filme ‘Sessão da Tarde’ para a criançada.

Dolittle, o Filme

Com Robert Downey Junior no elenco, o filme que estreia em 16 de janeiro de 2020 promete ser um show de efeitos especiais e computação gráfica. Pra quem ama CG ou VFX (como queiram chamar) será um prato cheio.

João e Maria: Caçadores de Bruxas 2

O filme que estreia em 30 de janeiro de 2020 nos cinemas brasileiros traz os famosos irmãos barra-pesada João (Jeremy Renner) e Maria (Gemma Arterton) que se deparam com mais uma aventura perigosa, em que enfrentam novas bruxas e outros seres sobrenaturais que ameaçam o dia a dia das pequenas vilas da região.

Bad Boys Para Sempre

Com estreia prevista para 30 de janeiro de 2020, “Bad Boys Para Sempre” marca o retorno da dupla Martin Lawrence e Will Smith. A dupla explosiva que está há mais de 10 anos sem aparecer nas telonas.

Fernando 3D / Reprodução / MF Press Global

Fevereiro

Sonic the Hedgehog

Para os amantes nostálgicos de games, enfim vai ser lançado também o filme do Sonic. Um clássico dos Games nas telonas do cinema, muito aguardado pelos gamers. O destaque especial vai para além dos efeitos especiais e a computação gráfica, com a atuação de Jim Carrey como Dr. Robotinik (Doctor Eggman).

Inicialmente marcada para 8 de novembro deste ano, a estreia só acontecerá em 13  de fevereiro de 2020 já que o visual de Sonic passou por mudanças depois de reclamações dos fãs após o lançamento do trailer oficial.

Kingsman 3

Um filme para quem gosta de efeitos especiais combinados com lutas mirabolantes e dinâmicas. Vem aí o terceiro filme da franquia Kingsman. Talvez este seja ainda mais sanguinário do que os anteriores. Esse filme promete. A estreia está prevista para 12 de fevereiro na Europa e Estados Unidos mas ainda sem confirmação para o Brasil.

Março

Mulan e G.I. Joe

Em março também tem Mulan e G.I. Joe. Aposto todas as minhas fichas que o maior sucesso do mês de março com certeza vai ser Mulan. O filme não tem nada demais, no entanto o enredo do filme é bem sólido, com bons argumentos, e vão além das artes gráficas, fazendo com que a crítica especializada espere mais de Mulan do que qualquer outra estreia do mesmo mês.

Abril

“007 – Sem Tempo Para Morrer”

Em Abril, teremos novamente, Daniel Graig como 007, o mesmo Daniel Graig que disse que não iria mais fazer o papel. Mas no fim ele tem que agradecer a esse papel, que alavancou sua carreira e o fez muito rico.

Viúva Negra

E em Abril também teremos Marvel. A Viúva Negra irá atacar novamente. A atenção nesse filme é para saber como a Marvel irá se sair com com esse filme, já que a Romanoff, se sacrificou para ter a pedra da Alma e assim completar a manopla e salvar o mundo das garras do “inevitável” Thanos.

Junho
Mulher Maravilha 1984

A sequência do primeiro filme da Mulher-Maravilha será ambientada nos EUA e tratá novamente Gal Gadot como protagonista. A sinopse de Mulher-Maravilha 1984 não foi revelada, então é difícil saber o que esperar em termos de trama. O que foi revelado, no entanto, é que ele será ambientado nos anos 1980 porque a diretora Patty Jenkins quis que o filme se passasse no auge da década.

No novo filme a heroína também aparecerá com um novo uniforme, uma armadura dourada.
A previsão de estreia é 4 de junho de 2020.
Novembro
Godzilla Vs Kong

Os dois monstros gigantes irão se enfrentar, cara a cara. No entanto ainda tenho duvidas se irá emplacar. Não pelos efeitos especiais, mas sim por causa do enredo, que parece não ter nada de novo e o assunto estar esgotado. Aprendemos com Projeto Gemini que não importa a melhor tecnologia que você pode usar no filme. Se o enredo for ruim, ele não tem chances alguma.

O filme, que inicialmente estrearia em março de 2020, teve sua estreia adiada para 20 de novembro de 2020.

Continue Lendo

Cinema

DIVERSÃO EM PAUTA: Repleto de magia e transformações, “Frozen 2” apresenta história madura e emocionante

Publicado

em

Por

Filme chega aos cinemas no dia 2 de janeiro

A aguardada sequência de “Frozen” finalmente está chegando. No segundo filme da franquia, Anna, Elsa, e toda a turma partem para uma nova aventura, desta vez, além das fronteiras de Arendelle. Após ouvir um misterioso chamado que coloca o seu reino em perigo, a Rainha Elsa precisa descobrir uma maneira de salvar a todos. Porém, ela não esperava que, junto a essa missão, viria uma jornada de autoconhecimento.

Com o roteiro fechado e repleto de momentos inesquecíveis, “Frozen 2” consegue se igualar ao primeiro filme e manter o nível de qualidade que encantou tantas crianças. Mas, apesar de seu público dominante ser o infantil, a história que acompanha esta sequência é bem mais madura e detalhista, padrão que vem sendo muito bem utilizado pela Disney em seus últimos filmes para também chamar a atenção de espectadores mais velhos.

Entre todos os arcos narrativos de “Frozen 2”, a origem dos poderes de gelo de Elsa é um destaque importante. A trajetória que leva a protagonista ao passado e desperta seu autoconhecimento é, de longe, a mais necessária e emocionante do filme. Já Anna, Olaf, Kristoff e Sven também ganham seus momentos de destaques, principalmente quando estão todos juntos como uma família. Os personagens se equilibram entre cenas divertidas e comoventes, ao mesmo tempo em que dão apoio à história principal.

Outro ponto alto do filme são as músicas, sempre acompanhadas de ótimas cenas. A nova canção de Elsa, “Minha Intuição”, substituta do sucesso “Livre Estou”, emociona e marca o início do chamado da Rainha. A música, porém, talvez não ganhe a mesma força comercial que a sua antecessora teve no primeiro filme.

Com muita magia, descobertas e transformações, “Frozen 2” chega para reforçar que o verdadeiro poder está no amor, principalmente no que envolve duas irmãs e uma família construída na base da lealdade.

Esta aguardada sequência de “Frozen” chega aos cinemas brasileiros no dia 2 de janeiro.

Continue Lendo

Cinema

Astro dos filmes The Cost Of Love e Seeing Heaven quer contracenar em par romântico com Cauã Reymond “Sem esteriótipos e com adoção gay”

Publicado

em

Por

O ator brasileiro Israel Cassol ficou reconhecido por seu trabalho em dois filmes com temática gay produzidos em Londres, são eles: The Cost of Love (2011) e Seeing Heaven (2010). Quando soube do sucesso da cena de sexo gay entre os globais Cauã Reymond e Matheus Nachtergaele no filme “Piedade”, apresentado no Festival do Rio, o artista revelou o desejo de contracenar com Cauã. “Nestes anos, tive grandes parcerias com atores que admiro muito, mas será um prazer estar em cena com Cauã Reymond. Quero algo que envolva um processo de adoção gay sem estereótipos, e agora sei que isso é possível”, disse.
No filme “The Cost of Love”, Israel teve grande destaque no papel de Ricardo, um estudante brasileiro em Londres que se encontra com Dale (Christopher Kelham), protagonista que interpreta um garoto de programa popular. Atuando em cenas de sexo gay, ele relembra que na época o longa não estreou no Brasil. “Se tivessem lançado nos dias de hoje nunca permitiriam que o filme chegasse no Brasil. Só agora com a democratização da internet é mais fácil de achar o filme na web”. O lançamento fez tanto sucesso que o ator viajou por toda a Europa e Austrália para divulgação do filme.
Hoje Israel é um fashionista que virou sensação no Instagram e tablóides britânicos por sua coleção de bolsas Hermès avaliadas em meio milhão de reais. Também faz sucesso ao divulgar entrevistas com influenciadoras e modelos, além de mostrar tendências depois de participar dos maiores desfiles de moda do mundo, incluindo a London Fashion Week, no qual foi convidado a participar.

Continue Lendo

Newsletters

Receba as Notícias do Site direto em seu email! Cadastre-se gratuitamente:
Patrocinado
Patrocinado

Mais lidas da semana

Notícias no seu WhatsApp whatsapp