Connect with us

Esporte

Com gol de Cuesta, Inter vira para cima do Atlético-MG e encerra 2019 com vitória

Publicado

em

O Inter recebeu o Atlético-MG neste domingo (8),para a disputa de partida da 38ª e última rodada do Brasileirão.

E até boa parte do segundo tempo, o time Colorado se despedia do Campeonato Brasileiro de maneira triste para a equipe e seus torcedores. Entretanto, Guerrero e Victor Cuesta entraram em ação e viraram o jogo para os gaúchos. A vitória veio de virada sobre o Atlético-MG por 2 a 1 , no Beira-Rio, em Porto Alegre.

Empurrado por sua torcida, o Clube do Povo realmente saiu atrás no marcador, após gol de Otero. Mas no confronto do segundo tempo, após tentos de Guerrero, aos 36, e Cuesta, aos 52, o resultado garantiu ao Colorado a sétima colocação, com 57 pontos. Posição que confirma o Alvirrubro na próxima edição da Libertadores.

O primeiro gol do Galo veio de Otero, que surpreendeu o Inter logo nos cinco minutos de partida. Com a classificação garantida para a pré-Libertadores durante a semana, parecia que o Inter havia começado a se despedir da temporada 2019. O calor intenso em Porto Alegre e o fato de Inter e Atlético-MG já não terem pretensões na última rodada do Brasileirão podem ter colaborado para um início de jogo vagaroso e sonolento.

Os gaúchos estavam com dificuldades para jogar embora estivessem com dois meias. Em um escanteio pela esquerda, o time mineiro quase chegou ao segundo gol aos 15 minutos do primeiro tempo. Otero cobrou fechado e a bola pegou no travessão.

Seis minutos depois, o Inter chegou pela primeira vez com contundência no campo de ataque. Natanael fez boa jogada pela esquerda e cruzou. A zaga atleticana afastou parcialmente e D’Alessandro arriscou de fora da área. A bola subiu e caiu rapidamente, mas saiu pela linha de fundo, assustando o goleiro Victor.

Com a vantagem conquistada logo no início da partida, o Atlético-MG abriu mão da marcação mais alta e optou por monitorar as jogadas coloradas a partir do meio-campo, dando mais terreno aos donos da casa. O Inter passou a ficar com mais posse de bola e investiu em jogadas pelo lado esquerdo, com o lateral Natanael. Era ele o mais procurado por D’Alessandro. Os cruzamentos, no entanto, não surtiam efeito porque Guerrero estava sempre com marcação dobrada.

No segundo tempo, o confronto seguiu com roteiro bastante parecido àquele que antecedera seu intervalo. Pressionando, empurrado pelo apoio de sua torcida, que não parou de cantar um minuto sequer, o Inter reagia, mas esbarrou diversas vezes em milagres de Victor e até mesmo desvio salvador da zaga sobre a linha. Dramática, a partida parecia se encaminhar para um resultado negativo para o Inter, até que Guerrero, aos 36, ficou com a sobra de grande trama ofensiva e empatou. Já no apagar das luzes, Víctor Cuesta, virou o jogo após subir no terceiro andar e completar cobrança de falta de D’Alessandro, garantindo a vitória de 2 a 1 sobre o Atlético-MG.

A partida foi a última do calendário colorado em 2019. Agora, o grupo de jogadores entra em férias, com reapresentação marcada para o dia 8 de janeiro do próximo ano.

Equipe técnica

INTER (2): Marcelo Lomba; Heitor, Bruno Fuchs, Víctor Cuesta e Natanael; Rodrigo Lindoso e Edenilson; Sarrafiore, D’Alessandro e Neilton; Paolo Guerrero. Técnico: Zé Ricardo.

ATLÉTICO-MG (1): Victor; Guga, Léo Silva, Maidana e Harnández; Zé Welison, Martínez, Otero, Vinicius Góes; Maicon e Di Santo. Técnico: Vágner Mancini.

Gols: Otero, aos 5/1ºT (Atlético-MG); Guerrero, aos 36/2ºT e Cuesta, aos 52/2ºT (Inter).

Arbitragem: Sávio Pereira Sampaio, auxiliado por Daniel Henrique Andrade e José Reinaldo Nascimento Júnior (trio do Distrito Federal). VAR: Rodrigo Nunes de Sá (RJ).

O Sul

Continue Lendo
Patrocinado
Clique para comentar

Deixe seu Comentário!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esporte

Lívia Portella apresentará a live “Parabéns Fluzão” em comemoração aos 118 anos do Fluminense

Publicado

em

Nada melhor que comemorar o aniversário do time de coração do que estando com ele. Lívia Portella, rainha das torcidas tricolores, apresentará a live “Parabéns Fluzão, a Live”, no próximo dia 20 de Julho, véspera do dia em que o clube comemora 118 anos. Entre as surpresas, artistas tricolores e participações do mundo do carnaval estão na programação.

A transmissão acontecerá simultaneamente, a partir das 20h30, através do Canal Flunews no facebook e Youtube e também pelas redes sociais da “Força, Glória e Tradição” e do Bloco Minha Raiz. Durante a live os torcedores poderão aderir a campanha “Sócio futebol” e participar do leilão da camisa nova oficial do clube.

“Será uma honra apresentar a live do meu Fluzão, ainda mais neste período que não podemos ir aos estádios, será uma forma de matar um pouco a saudade. Está tudo sendo preparado com muito carinho e teremos muitas surpresas. Irei unir as paixões do Futebol com o samba e faremos uma grande festa”, revelou Lívia

Além de ser rainha das torcidas Fiel Tricolor e FluChopp, Lívia também é princesa do Bloco Minha Raiz, além deste ano ter sido Rainha de Bateria da Escola de Samba Guerreiros Tricolores, formada por sambistas apaixonados pelo Fluminense, sendo a primeira majestade da história da agremiação.

Continue Lendo

Esporte

Governador considera difícil retorno do Campeonato Gaúcho

Publicado

em

Por

© Ricardo Duarte/Internacional/Direitos Reservados

Federação Gaúcha fez reunião com Eduardo Leite

Os clubes mais populares do Rio Grande do Sul, Grêmio e Internacional, voltaram a treinar nesta semana adotando medidas de segurança para evitar o contágio do novo coronavírus (covid-19) entre atletas e funcionários. O campeonato estadual segue suspenso, mas a Federação Gaúcha de Futebol (FGF) deu um passo na tentativa da retomada da competição, que está paralisada por tempo indeterminado desde o dia 16 de março.

 

O presidente da entidade, Luciano Hocsman, se reuniu no Palácio Piratini com o governador Eduardo Leite e apresentou um documento com diretrizes de segurança sanitária elaborado pela FGF. Após o encontro, o chefe do executivo estadual prometeu analisá-lo, mas acredita ser difícil a sua implementação neste momento.

 

“Vamos avaliar estes protocolos sugeridos pela federação e considerá-los no próximo decreto que vem até a próxima sexta (8). Qual é o grande desafio? É que o campeonato estadual, como acontece em todo o estado, precisa de uma regra uniforme no território e o protocolo não vai pela uniformidade, mas pela regionalidade, ou seja, cada região vai ter uma bandeira, e cada uma poderá ter que, consequentemente, obedecer, em uma semana, regras mais rigorosas que uma outra região. O que poderá significar que o campeonato teria que, eventualmente, em uma região, seguir um protocolo diferente da outra, e isso gera uma desigualdade, uma falta de uniformidade, o que pode comprometer as condições de se fazer a competição”.

Sabendo das circunstâncias de incerteza e da dificuldade para liberação, o mandatário da federação concluiu que a conversa foi oportuna para mostrar um projeto de viabilidade do estadual.

 

“Não foi uma proposta, foi uma situação de protocolo, uma minuta, para ser apresentada ao governador e para ser debatida com ele e com seu gabinete de crise”, relatou o mandatário da Federação.

 

Eduardo Leite ainda explicou que, caso o campeonato seja liberado para reiniciar, duraria aproximadamente dois meses para ser concluído, tempo considerado longo, tendo em vista que restam poucas partidas para encerrar a competição: “Levaria, talvez, até 2 meses para ser concluído, entre o tempo preparatório de remobilização, os treinos e o período necessário para os jogos. É absolutamente impossível neste momento conseguir fazer uma projeção do que teremos efetivamente nos próximos 2 meses”.

 

Mesmo que seja autorizada a disputa das partidas, o governador descarta a possibilidade da presença público: “Seguramente sem público, qualquer atividade com reunião de grande número de pessoas nós só vemos possibilidade no pós-pandemia”.

 

//EBC

Continue Lendo

Esporte

De saída, Felipe Barros se despede do River-PI e valoriza oportunidade: “Evolução”

Publicado

em

Por

Fotos Anexadas: Victor Costa/River-PI

Chegou ao fim a passagem do zagueiro Felipe Barros pelo River-PI. O contrato do defensor com o clube se encerrou na última terça-feira (5) e ambas as partes optaram por não renovar o vínculo.

 

Felipe Barros foi anunciado pelo River-PI em novembro de 2019, já como reforço para esta temporada. No Galo, o jogador viveu o seu principal momento em fevereiro. Ele foi titular no triunfo por 1 a 0 sobre o Bahia, que classificou a equipe para a segunda fase da Copa do Brasil.

“Foi um período de evolução na minha carreira e sou grato ao River pela oportunidade. Fui muito bem recebido por todos no clube e isso facilitou a minha adaptação. Infelizmente não conseguimos concluir o estadual por causa da pandemia, mas vivemos bons momentos ao longo desses meses, como quando vencemos o Bahia pela Copa do Brasil. Fico na torcida pelo sucesso do clube quando as coisas melhorarem”, destacou o jogador, de 25 anos, que levou apenas um cartão amarelo durante a sua passagem pelo River-PI.

 

Agora, Felipe Barros foca as suas atenções na sequência da temporada. Com as competições suspensas devido à pandemia do novo coronavírus, o jogador segue treinando em casa enquanto define o seu futuro.

 

“Venho treinando em casa ao longo das últimas semanas e já tenho analisado algumas situações para a sequência da temporada. Estou 100% fisicamente e pronto para um novo desafio. Agora é seguir tomando os cuidados para que possamos vencer esta luta contra o coronavírus. Espero que todos fiquem bem e que em breve possamos retomar as nossas rotinas”, concluiu Felipe Barros, formado nas categorias de base do São Paulo e com passagens pelo futebol japonês e português.

 

Fotos Anexadas: Victor Costa/River-PI

Continue Lendo

Newsletters

Receba as Notícias do Site direto em seu email! Cadastre-se gratuitamente:
Patrocinado
Patrocinado

Mais lidas da semana