InícioLifestyleBem-EstarCasos de diabetes tipo 2 aumentam entre as crianças

Casos de diabetes tipo 2 aumentam entre as crianças

A importância dos cuidados com a saúde ficou ainda mais evidente com o início da pandemia em 2020. Mas não é só o novo coronavírus que preocupa os profissionais de saúde.

A importância dos cuidados com a saúde ficou ainda mais evidente com o início da pandemia em 2020. Mas não é só o novo coronavírus que preocupa os profissionais de saúde.

Pesquisas apresentadas este ano, nos Estados Unidos, durante sessões científicas da American Diabetes Association apontaram um relevante aumento nos casos de diabetes tipo 2 em crianças americanas durante a crise sanitária. Apesar das causas não terem sido comprovadas efetivamente pelos trabalhos científicos, os autores acreditam que a incidência da enfermidade esteja relacionada ao distanciamento social e o fechamento de escolas, principalmente em comunidades mais carentes.

 

A glicose é a principal fonte de energia do corpo humano. A alteração no processo de metabolização desse açúcar é resultado da diabetes tipo 2. “Pacientes com esta condição podem ter resistência aos efeitos do hormônio que regula a entrada de açúcar nas células, insulina, ou até mesmo não produzir insulina suficiente para manter um nível normal de glicose no organismo”, explica o endocrinologista e consultor médico do Grupo Sabin, Juliano Zakir.

De acordo com o especialista, crianças e adultos podem desenvolver a doença, porém existem alguns fatores que aumentam o risco para a diabetes. Entre eles estão o sobrepeso e a obesidade, histórico familiar de diabetes tipo 2, sedentarismo e hipertensão.

 

É importante que os pais estejam atentos aos primeiros sintomas. Infecções frequentes, feridas que demoram para cicatrizar, visão embaçada, formigamento nos pés, sede constante, fome frequente e vontade de urinar muitas vezes. “Caso note a presença de alguns desses sintomas é importante ir ao médico para investigar se é um caso de diabetes”, afirma o médico. Existem diferentes exames capazes de diagnosticar a doença, como por exemplo, o de curva glicêmica – nele é verificado a velocidade com que o corpo absorve a glicose após a sua ingestão. Os exames necessários devem ser orientados pelo médico especialista que está avaliando o caso.
Para o tratamento do diabetes tipo 2 é indicada a realização de exercícios físicos periodicamente para auxiliar o corpo a manter os níveis de açúcar no sangue, uma dieta balanceada restringindo alimentos gordurosos e dando preferência ao consumo de frutas e verduras. Outro ponto importante para o tratamento da doença é a medição regular do nível de glicose no sangue a partir de aparelhos que utilizam uma gota de sangue.

//Dino

Quer receber notícias do G10News pelo whatsapp? Clique aqui
Gostou desta notícias? Compartilhe nos botões abaixo!
LEIA TAMBÉM

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Publicidade

Mais lidas

Tubarões “invadem” praia de Balneário Camboriú após alargamento da faixa de areia

Uma quantidade maior de tubarões passou a frequentar, nos últimos meses, as praias do Balneário Camboriú, um dos principais destinos turísticos do verão brasileiro,...

Summit Êxito de Empreendedorismo debate sobre a importância da marca pessoal

Maior Congresso de Empreendedorismo, Inovação e Marketing Digital do Brasil será totalmente gratuito e 100% online Saber se colocar diante dos seus clientes de maneira clara,...

Colisão de carro contra poste deixa um morto e dois feridos em Rodeio Bonito, no Noroeste do Estado

Um acidente de trânsito ocorrido na noite desta terça-feira (19) na ERS-323, em Rodeio Bonito, no Noroeste do Estado, deixou uma pessoa morta. Um...
Publicidade

Assine a nossa newsletter

As principais notícias do Portal G10News diretamente em seu e-mail: