InícioEconomiaBrasileiros têm menos de 15 reais por mês para comprar medicamentos prescritos

Brasileiros têm menos de 15 reais por mês para comprar medicamentos prescritos

Parcerias no setor privado tentam contribuir para o acesso a tratamentos clínicos: grupo Cartão de TODOS e RaiaDrogasil assinam contrato inédito e beneficiam famílias brasileiras das classes C e D

São Paulo, SP 17/9/2021 – Sabemos o quanto os custos com medicamentos impactam na renda das famílias brasileiras

Parcerias no setor privado tentam contribuir para o acesso a tratamentos clínicos: grupo Cartão de TODOS e RaiaDrogasil assinam contrato inédito e beneficiam famílias brasileiras das classes C e D

 

Quando o assunto é número de farmácias por habitantes, o Brasil apresenta superioridade se comparado a outros países: de acordo com dados da IQVIA, há uma farmácia para cada 2.700 brasileiros. Para se ter um comparativo, o número é de 1 para cada 3.200 habitantes na Argentina, 1 para 3 mil no México e 1 para 2.900 na França. Contudo, essa proporção por si só não significa acesso de qualidade aos medicamentos prescritos pelos médicos em um tratamento clínico. Isso porque, segundo a mesma pesquisa, o brasileiro consome US$ 82 ao ano em medicamentos prescritos. Já na Argentina, o consumo é de US$ 88 por habitantes ao ano. No Canadá e Estados Unidos, o valor aumenta exponencialmente: US$ 500 e US$ 1 mil, respectivamente. Tais extremos, todavia, não ocorrem apenas em comparativos internacionais. Dentro do próprio país há alguns abismos: Distrito Federal (US$ 128) e Rio de Janeiro (US$ 112) contrastam consideravelmente com o consumo de medicamentos prescritos por populações em Sergipe e Pernambuco, onde a média é de US$ 35 ao ano, ou seja, cerca de R$ 15 por mês para comprar medicamentos indicados pelo médico.

 

Não por acaso, a Organização Mundial da Saúde (OMS) afirma que três quartos das mortes relacionadas a cardiopatias e acidente vascular cerebral ocorrem em países de baixa e média renda. No Brasil, especificamente, pesquisa do Conselho Federal de Farmácia, por meio do Instituto Datafolha, aponta que 57% das pessoas que recebem prescrição médica para uso de algum tipo de medicamento altera a posologia, sendo que 17% desse grupo aponta que o motivo dessa atitude é o custo alto dos medicamentos.

Paralelamente a estratégias de políticas públicas de saúde, parcerias entre empresas do setor privado contribuem para diminuir o problema. É o caso do grupo Cartão de TODOS e da rede RaiaDrogasil, por exemplo, que firmaram um contrato inédito neste mês, no qual os mais de 14 milhões de filiados Cartão terão acesso a descontos exclusivos de até 35% em medicamentos de marca, genéricos, artigos de prateleira e perfumaria, tanto nas 2.400 lojas físicas como no e-commerce da rede. Parte dessas condições são exclusivas aos filiados do Cartão de TODOS, sendo a empresa o primeiro parceiro da rede RaiaDrogasil a obter concessão para benefícios tão agressivos. As condições foram intermediadas pela J Blue Consulting Brasil, que se dedica ao projeto há 18 meses. “Sabemos o quanto os custos com medicamentos impactam na renda das famílias brasileiras. A parceria amplia nosso compromisso em suprir demandas essenciais, garantindo especialmente saúde e qualidade de vida ao alcance de todos”, afirma o presidente do grupo Cartão de TODOS, Altair Vilar.

 

Comemorando 20 anos em 2021 e ampliando suas frentes de atuação para áreas como educação, lazer e finanças, a preocupação com a saúde permanece como o core do grupo Cartão de TODOS. “Somente nos primeiros seis meses de pandemia, aumentamos nossa base em 1 milhão de filiados. Neste momento em que precisamos tanto de saúde, mostram-se cada vez mais necessárias soluções como as nossas, voltadas às famílias das classes C e D”, diz Tales Vilar, vice-presidente global do grupo Cartão de TODOS.

Sobre a parceria, Eugênio De Zagottis, vice-presidente de planejamento corporativo, RI e M&A da RD, acrescenta: “as duas empresas têm um olhar diferenciado e humanizado para a população, trazendo acesso a produtos de necessidade básica, como medicamentos, por exemplo, pelos menores preços possíveis. Isso é transformador”.

 

O acordo espera resultar em impacto na melhoria dos cuidados com a saúde por parte dos brasileiros, contribuindo com uma prática correta de acesso à medicação e oferecendo descontos e bonificações exclusivas para um grande contingente de pessoas. Além disso, ambas as marcas somam esforços em oferecer facilitações para o consumo digital, que foi acelerado com a pandemia e vem de encontro às estratégias das duas empresas.

Website: http://www.cartaodetodos.com.br

Quer receber notícias do G10News pelo whatsapp? Clique aqui
Gostou desta notícias? Compartilhe nos botões abaixo!
LEIA TAMBÉM

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Publicidade

Mais lidas

Ministro diz que privatização da Petrobras ampliaria investimentos

Paulo Guedes fez declaração em evento com presidente Bolsonaro   O ministro da Economia, Paulo Guedes, falou hoje (25), durante evento com o presidente Jair Bolsonaro, recursos...

Vírus causador da COVID-19 mata importantes células do sistema vascular cerebral, diz estudo

As pesquisas mostraram que o SARS-CoV-2 faz com que as células infectadas produzam uma "espécie de tesouras moleculares" a partir de seu próprio material...

Setor De Eventos E Turismo Prevê Forte Retomada Para 2022

Para quem atua nos ramos, o último ano foi de adaptabilidade e crise econômica, mas a previsão é animadora   “Há uma grata melhora nos setores...
Publicidade

Assine a nossa newsletter

As principais notícias do Portal G10News diretamente em seu e-mail: