BOLETIM AGRO: Exportação de açúcar tem menor nível em cinco anos

0
211
Pixabay

Veja também: importações de cebola encerram atividades do primeiro semestre.

Eu sou o Raphael Costa e, a partir de agora, você fica por dentro dos principais assuntos do agronegócio no Boletim Agro.

Com um foco maior das usinas no etanol, as exportações de açúcar caíram consideravelmente, atingindo o menor nível para o mês de julho nos últimos cinco anos. Para se ter uma ideia, em comparação ao ano passado, as vendas ao mercado externo tiveram um volume 28% menor. Quem vai nos dar mais detalhes sobre esta situação, além de comentar outros assuntos, é a jornalista Carla Mendes, do Notícias Agrícolas. Bem-vinda, Carla.

“Esse recuo nas exportações de açúcar até surpreende, porque a demanda global por açúcar não diminuiu – até aumentou. Mas como há muita competição nesse mercado, as usinas brasileiras teriam que vender a um preço muito mais baixo para fazer mais volume. As usinas preferem não optar por essa alternativa e acabam, inclusive, se focando mais na produção de etanol. É por isso, então, que exportamos um volume 28% mais baixo que a mesma época do ano passado. Se compararmos com julho de 2017, esse recuo é ainda maior, de 63%.”

A segunda semana do mês de julho fechou as atividades de importação de cebola. Em Porto Xavier, no Rio Grande do Sul, o comércio com o a Argentina foi 71% maior do que em 2018. Os dados foram apresentados pela Secretaria de Comércio Exterior. O que motivou esse salto, Carla?

“Nós temos o clima na Argentina, que acabou favorecendo no rendimento da produção e a alta qualidade das hortaliças. Então, isso foi uma das situações que motivou esse aumento das importações. Além de tudo, nossas atividades de importação normalmente se encerram em junho, mas esse ano fomos importando até julho. Além disso, tivemos quebras em praças produtoras importantes aqui do Brasil, o que também motivou a compra de cebola da Argentina. Foi um combinado de fatores que motivaram esse movimento.”

Obrigado pelos esclarecimentos, Carla. Quem quiser saber mais novidades do agronegócio é só acessar o Notícias Agrícolas, certo?

“Eu que agradeço, até a próxima. Aos ouvintes que quiserem saber mais, acessem noticiasagricolas.com.br

Deixe seu Comentário! Comentários de leitores ou artigos assinados são de responsabilidade de seus autores e não expressam a opinião do G10News