Connect with us

Esporte Internacional

Benfica 2-0 Rio Ave | Triunfo de “águia” em crescendo

Publicado

em

O Benfica deu seguimento à boa exibição e goleada frente ao Portimonense com mais uma prestação de qualidade, desta feita na recepção ao Rio Ave.

A equipa “encarnada” esteve mais perdulária desta feita e venceu por 2-0, mas realizou uma exibição sólida, com muito futebol de ataque e jogadas de envolvimento e uma pressão em terrenos adiantados que chegou a sufocar o seu adversário.

Rúben Dias e Pizzi foram os autores dos golos do líder do campeonato.

O jogo explicado em números

  • Arranque de jogo equilibrado na Luz, com o Rio Ave a mostrar tudo menos receio de um Benfica que sentia muitas dificuldades para pegar no jogo. No primeiro quarto-de-hora, os visitantes registaram 55% de posse de bola e um remate, tantos como os “encarnados”, e impressionantes 89% de eficácia de passe.
  • Estava o Benfica a dominar em cima da meia-hora, e a pressionar bastante, quando surgiu o golo, aos 32 minutos. Na sequência de um canto da direita, Rúben Dias saltou mais alto que toda a gente e cabeceou para o 1-0, num tento que surgiu ao quarto disparo da “águia”, segundo enquadrado. O Rio Ave havia já perdido o controlo das operações e os homens da Luz já tinham mais bola (56%).
  • Florentino Luís, com cinco recuperações de posse e dois desarmes, para além de 100% de passes certos (em 24), destacava-se nesta fase do jogo, mas o líder dos ratings passou a ser Rúben Dias, com 6.5, fundamentalmente pelo golo apontado.
  • Apesar do bom arranque dos vila-condenses na partida, a verdade é que aos 40 minutos registavam apenas uma acção com bola dentro da área benfiquista. E aos 41, no segundo lance na área de Vlachodimos, Nuno Santos entrou de rompante pela esquerda e atirou com estrondo ao ferro da baliza do grego.
  • Boa primeira parte na Luz, com duas equipas apostadas a atacar, primeiro o Rio Ave, depois o Benfica a controlar a luta do meio-campo a partir dos 20 minutos e a terminar em cima do seu adversário, com um golo de vantagem na chegada ao descanso.
  • A formação da Luz rematou mais nesta fase, teve mais bola e impediu os vila-condenses de criarem perigo, com excepção para uma bola no ferro de Nuno Santos.
  • O melhor nesta fase era Rúben Dias, com um GoalPoint Rating de 6.8, com um golo, dois passes para finalização e 93% de eficácia de passe.
  • Boa reentrada do Benfica na partida, com o 2-0 a surgir aos 51 minutos. Bom lance pela esquerda, Franco Cervi cruzou para a área e Pizzi, com um bom trabalho individual, tirou dois jogadores da frente e atirou a contar. Um tento ao terceiro remate benfiquista no segundo tempo, primeiro enquadrado.
  • Pela hora de jogo o Benfica dava mostras de controlo dos acontecimentos, mas o Rio Ave tinha mais bola que os “encarnados” na segunda parte, cerca de 58%, embora sem conseguir traduzir esse facto em lances de ataque – somente um remate e sem boa direcção, e nenhuma acção com bola na área contrária.
  • Excelente segundo tempo dos “encarnados”, a pressionar bastante no ataque e a registar uma verdadeira avalancha de lances ofensivos. Aos 70 minutos voltavam a ter mais bola (53%) e nove remates contra um, embora só por uma vez tenham acertado com a baliza.
  • Florentino Luís liderava os ratings nesta altura, com 7.1, mercê de dez recuperações de posse, cinco intercepções e 96% de eficácia de passe.
  • O jogo foi-se encaminhando para o fim com o Benfica sem vacilar e o Rio Ave sem capacidade para contrariar a supremacia caseira. As “águias” chegaram aos 13 remates no segundo tempo, mas só dois enquadrados, pelo que o resultado, naturalmente, acabou por não sofrer qualquer alteração.

Mário Cruz / Lusa

O melhor em campo GoalPoint

Bom jogo do Benfica, com boas movimentações colectivas, pressão ofensiva e confiança individual dos seus jogadores, que surgiram em crescendo e complicaram a “eleição” de MVP da partida.

No final, os três melhores GoalPoint Ratings ficaram separados por pouco mais de duas décimas, com Carlos Vinícius a terminar com o mais elevado.

O ponta-de-lança não marcou, é certo, mas teve números muito bons que lhe garantiram uma nota de 7.5. O brasileiro fez cinco remates, apenas ultrapassado neste detalhe por Franco Cervi, e não enquadrou nenhum, e até desperdiçou uma ocasião flagrante.

Contudo, fez dois passes para finalização, falhou apenas um de 14 remates, ganhou os dois duelos aéreos ofensivos em que participou e em cinco tentativas de drible teve sucesso em quatro, todas no último terço do terreno. Só lhe faltou o golo.

Jogadores em foco

  • Franco Cervi 7.3 – Após meses de apagamento, o argentino tem aproveitado bem as oportunidades concedidas para dar nas vistas e foi o segundo melhor no tapete verde da Luz. Cervi foi o mais rematador, com seis disparos, dois enquadrados, fez uma assistência e criou uma ocasião flagrante em dois passes para finalização, e somou três desarmes.
  • Florentino Luís 7.3 – O “trinco” benfiquista esteve por diversas vezes na liderança dos ratings, mas acabou ultrapassado perto do fim. O facto de o Rio Ave poucas ou nenhumas transições ofensivas ter conseguido no segundo tempo, perdendo quase todas as segundas bolas, deve-se em grande medida a Florentino, que terminou o jogo com 12 recuperações de posse e seis intercepções. E ainda completou 70 dos 73 passes que fez, dois deles para finalização.
  • Pizzi 6.7 – O médio voltou a rubricar uma boa exibição, coroada com um golo de belo efeito. Pizzi fez ainda dois passes para finalização, teve sucesso em dois de três cruzamentos e esteve no melhor que o Benfica fez ofensivamente.
  • Chiquinho 6.5 – Difícil não colar as recentes boas exibições benfiquistas à intensidade e vigor que o português empresta à equipa. Chiquinho voltou a fazer uma exibição positiva, com uma ocasião flagrante criada em três passes para finalização, 91% de eficácia de passe e um drible eficaz em duas tentativas.
  • Rúben Dias 6.3 – Outro dos jogadores que chegou a liderar o rating. O central abriu o activo com um belo golo de cabeça, completou 75 dos 80 passes que fez (94%) e ainda fez dois passes para finalização. Defensivamente não teve muito trabalho.
  • Pawel Kieszek 5.9 – O melhor do Rio ave. O polaco acabou por não fazer muitas defesas, apenas duas, visto que o Benfica enquadrou somente quatro disparos, mas esteve muito bem a anular vários lances “encarnados”, nomeadamente com três saídas pelo solo eficazes e uma saída a soco. E ainda fez três lançamentos longos certos.

Resumo

// Goalpoint

Continue Lendo
Patrocinado
Clique para comentar

Deixe seu Comentário!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esporte

De saída, Felipe Barros se despede do River-PI e valoriza oportunidade: “Evolução”

Publicado

em

Por

Fotos Anexadas: Victor Costa/River-PI

Chegou ao fim a passagem do zagueiro Felipe Barros pelo River-PI. O contrato do defensor com o clube se encerrou na última terça-feira (5) e ambas as partes optaram por não renovar o vínculo.

 

Felipe Barros foi anunciado pelo River-PI em novembro de 2019, já como reforço para esta temporada. No Galo, o jogador viveu o seu principal momento em fevereiro. Ele foi titular no triunfo por 1 a 0 sobre o Bahia, que classificou a equipe para a segunda fase da Copa do Brasil.

“Foi um período de evolução na minha carreira e sou grato ao River pela oportunidade. Fui muito bem recebido por todos no clube e isso facilitou a minha adaptação. Infelizmente não conseguimos concluir o estadual por causa da pandemia, mas vivemos bons momentos ao longo desses meses, como quando vencemos o Bahia pela Copa do Brasil. Fico na torcida pelo sucesso do clube quando as coisas melhorarem”, destacou o jogador, de 25 anos, que levou apenas um cartão amarelo durante a sua passagem pelo River-PI.

 

Agora, Felipe Barros foca as suas atenções na sequência da temporada. Com as competições suspensas devido à pandemia do novo coronavírus, o jogador segue treinando em casa enquanto define o seu futuro.

 

“Venho treinando em casa ao longo das últimas semanas e já tenho analisado algumas situações para a sequência da temporada. Estou 100% fisicamente e pronto para um novo desafio. Agora é seguir tomando os cuidados para que possamos vencer esta luta contra o coronavírus. Espero que todos fiquem bem e que em breve possamos retomar as nossas rotinas”, concluiu Felipe Barros, formado nas categorias de base do São Paulo e com passagens pelo futebol japonês e português.

 

Fotos Anexadas: Victor Costa/River-PI

Continue Lendo

Esporte Internacional

Futebol alemão segue suspenso, mas Bayern retorna a treinar aos poucos

Publicado

em

Por

Líder do campeonato nacional adota precauções contra a covid-19

Enquanto no Brasil os jogadores ainda treinam em suas casas seguindo as cartilhas distribuídas pelos clubes, na Alemanha os atletas já começam a sentir o cheiro da grama. Isso não quer dizer que tudo voltou ao normal por lá. O Campeonato Alemão continua suspenso, inicialmente, até o dia 30 de abril.

 

Por outro lado, o ritmo de trabalho começa, aos poucos, a ser como estamos acostumados. Depois de duas semanas longe dos gramados, o Bayern de Munique retornou hoje (6) às atividades no Centro de Treinamento, mas com algumas restrições. De acordo com o clube, o elenco foi dividido em pequenos grupos e todas as regras de higiene foram rigorosamente observadas para evitar a propagação do novo coronavírus (covid-19).

 

O trabalho teve foco em exercícios de corrida e treinamento técnico, sempre com a distância mínima recomendada. O Bayern lembrou que a Liga Alemã de Futebol (DFL) liberou as clubes para retornarem aos treinos a partir desta segunda-feira (6), e esclareceu que as atividades são fechadas ao público.

 

O goleiro Manuel Neuer, capitão da equipe bávara, disse ser incomum trabalhar em pequenos grupos, entretanto foi bom rever os colegas de time. Neuer também agradeceu por ter oportunidade de realizar mais treinamentos específicos em campo nesses tempos difíceis.

 

O Bayern de Munique não foi o único clube da Alemanha que retornou com os treinamentos presenciais. O Shalke 04 e o Eintracht Frankfurt foram os primeiros e, já na semana passada, haviam reiniciado as atividades, com as precauções recomendadas.

 

Lembrando que antes da suspensão do futebol na Europa, o Bayern estava em ótima fase. Depois de um início irregular, o clube tinha se recuperado no Campeonato Alemão. Conquistou 10 vitórias e empatou apenas uma vez nos últimos 11 jogos, e liderava a competição com quatro pontos de vantagem para o segundo colocado, o Borussia Dortmund. Na Liga dos Campeões, terminou a fase de grupos com 100% de aproveitamento: seis vitórias em seis jogos. Na partida de ida das oitavas de final, venceu o Chelsea por 3 a 0, em Londres (Inglaterra).

 

Durante a quarentena, o clube bávaro anunciou a renovação de contrato do técnico Hansi Flick até julho de 2023. O antigo auxiliar-técnico assumiu a vaga de treinador em dezembro de 2019, logo após a demissão de Niko Kovac.

 

//Agência Brasil

Continue Lendo

Esporte Internacional

Jogadores da Juventus aceitam reduzir salários

Publicado

em

Por

A Juventus comunicou, este sábado, que os jogadores da equipa principal aceitaram uma redução salarial entre março e junho deste ano.

Em comunicado, a Juventus informou que o acordo entre as duas partes “prevê a redução da compensação num valor igual aos salários de março, abril, maio e junho de 2020″ e que, nas próximas semanas, “os acordos individuais serão finalizados, conforme exigido pela regulamentação vigente”, cita o Diário de Notícias.

Caso o campeonato italiano volte a acontecer, “o clube irá negociar, em boa fé, com os jogadores e treinadores aumentos salariais, condicionados, e de acordo com o recomeço em si e a finalização das competições oficiais”.

O acordo alcançado vai permitir ao emblema de Turim poupar 90 milhões de euros. “O efeito económico e financeiro alcançado com este acordo tem um impacto positivo de 90 milhões de euros no ano financeiro de 2019-20”, lê-se na mesma nota.

No caso de Cristiano Ronaldo, o internacional português é o mais bem pago do plantel (aufere 2,5 milhões de euros por mês). De acordo com o Jornal Económico, a chegada de CR7 à Juve permitiu ao clube aumentar as suas receitas em 65 milhões de euros entre 2018 e 2019 (uma subida de 17%).

ZAP //

Continue Lendo

Newsletters

Receba as Notícias do Site direto em seu email! Cadastre-se gratuitamente:
Patrocinado
Patrocinado

Mais lidas da semana

Notícias no seu WhatsApp whatsapp