InícioTecnologiaCiênciaAnticorpos em vacinados com Pfizer e AstraZeneca caem abruptamente após alguns meses,...

Anticorpos em vacinados com Pfizer e AstraZeneca caem abruptamente após alguns meses, diz estudo

Taxa de anticorpos entre as pessoas completamente vacinadas cai mais rápido do que os pesquisadores pensavam antes, conforme conclusões de amplo estudo realizado na Suécia.

No total, mais de 2.000 funcionários de saúde foram incluídos na pesquisa, cujo objetivo era saber mais sobre a imunidade após a COVID-19 e o efeito de vacinação, em particular, o tempo que a imunidade permanece.

Variante delta do coronavírus é encontrada em 3 de cada 4 amostras no RS, aponta pesquisa

Para as pessoas vacinadas com a Pfizer e que não tinham sido infectadas com a COVID-19, os níveis de anticorpos se reduziram a metade após três meses. Depois de sete meses, só 15% das taxas iniciais permaneceram – um declínio de 85%, relatou a emissora sueca SVT.

 

Como o pessoal que recebeu a vacina AstraZeneca recebeu a vacina de reforço mais tarde, os pesquisadores só puderam acompanhar estas pessoas por três meses. No entanto, o declínio foi ainda mais acentuado.

 

Após apenas três meses, as pessoas vacinadas contra a AstraZeneca tinham apenas um quinto dos níveis de anticorpos dos vacinados com a Pfizer.

 

“Os baixos níveis significam que podemos ter uma maior propagação [da infecção], mesmo em grupos vacinados, e isso pode ter consequências para nossos idosos. Isso é preocupante e indica que os idosos e frágeis devem receber uma terceira dose de reforço o mais cedo possível”, disse a líder do estudo, Charlotte Thalin.

 

A emissora descreveu as novas conclusões como um elemento para entender o “mistério” por que a Suécia e outros países altamente vacinados estão agora vendo mais e mais infecções, mesmo entre os que foram vacinados com duas doses.

Famílias de baixa renda podem ficar no escuro

Conforme explica Charlotte Thalin, nosso sistema imune “também contém células de memória que complementam rapidamente os níveis de anticorpos quando estamos expostos ao vírus e não sabemos exatamente onde está o limite para ficarmos infectados ou doentes”.

 

A Suécia, com mais de 10 milhões de habitantes, já vacinou mais de 63% de sua população. Famosa por não introduzir quaisquer isolamentos mesmo no auge da pandemia, ao contrário de seus vizinhos, o país cancelou ontem (29) as últimas restrições em seu território.

Quer receber notícias do G10News pelo whatsapp? Clique aqui
Gostou desta notícias? Compartilhe nos botões abaixo!
LEIA TAMBÉM

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Publicidade

Mais lidas

Brasil tem menor média móvel de óbitos por Covid-19 em 11 meses: o que isso quer dizer?

O resultado desse cálculo é uma leitura que leva em conta a influência de todos os dias da semana e pode ser atualizada diariamente O...

Tecnologias Digitais Podem Acelerar Recuperação Da Economia

Segundo organizações, ferramentas digitais têm sido fundamentais para modernizar processos e ajudar empresas a resistir à crise da Covid-19   Maringá, PR,11/10/2021 – Com a pandemia e...

Senado aprova ações de aprimoramento no reconhecimento de suspeitos

Suspeito terá o direito de ser acompanhado por um defensor   O Senado Federal aprovou hoje (13) um projeto de lei (PL) no âmbito de investigações...
Publicidade

Assine a nossa newsletter

As principais notícias do Portal G10News diretamente em seu e-mail: