InícioInternacionaisAliança militar com a Rússia faz de Belarus uma ameaça cada vez...

Aliança militar com a Rússia faz de Belarus uma ameaça cada vez maior à Ucrânia

Presidente belarusso fala em armar a fronteira ucraniana, o que pode encurralar uma nação já preocupada com o conflito separatista no leste

A Ucrânia está apreensiva com o fortalecimento da aliança militar entre Belarus e Rússia. Durante as manobras militares conjuntas realizadas pelos dois países na última semana, o presidente belarusso Alexander Lukashenko manifestou a intenção de direcionar para a fronteira ucraniana o sistema de defesa aérea russo S-400, parte de um pacote de armamentos avaliado em US$ 1 bilhão adquirido por Minsk junto a Moscou. As informações são do think thank norte-americano Atlantic Council.

“Devemos nos preparar”, disse Lukashenko no domingo passado (12). “Nossa fronteira com a Ucrânia é de 1,2 mil quilômetros, e discutimos [com Putin] que poderíamos usar os S-400s”, afirmou ele, referindo-se a uma conversa com o líder russo ocorrida dias antes antes das manobras.

 

No tal encontro que Lukashenko teve com o presidente russo Vladimir Putin, não apenas a aliança militar foi debatida. Os dois aliados também discutiram a possibilidade de integração econômica entre os dois países, que seria um passo decisivo rumo a uma futura anexação de Minsk por Moscou.

Como a guerra não declarada entre Rússia e Ucrânia não dá sinais de arrefecer, a formação de uma nova e extensa linha de frente no norte do país causa enorme preocupação ao governo ucraniano. É um problema que se somaria à tensão no leste da Ucrânia, onde desde 2014 ocorre um conflito separatista capitaneado por insurgentes pró-Moscou.

 

Discretamente, a Rússia trabalha para engolir o país vizinho, fato que, se confirmado, cercaria a Ucrânia no norte, no sul e no leste. A situação levou o presidente ucraniano Volodymyr Zelensky a admitir a possibilidade de uma guerra declarada contra os russos. “Acho que pode haver”, disse ele, segundo a agência Reuters. “É a pior coisa que poderia acontecer, mas infelizmente existe essa possibilidade”.

Entretanto, ao menos até agora, a situação não parece ter despertado grande preocupação entre as nações ocidentais. Por ora, apenas Polônia e Lituânia, dois países na Otan (Organização do Tratado do Atlântico Norte), manifestaram temor com a situação e encaram as manobras militares russo-belarussas como uma ação provocativa.

E o estopim poderia ser justamente o ingresso da Ucrânia no bloco, algo que vem sendo discutido há tempos e irritaria Moscou profundamente se fosse confirmado. “Não recebemos uma posição direta sobre a adesão da Ucrânia à Otan”, disse Zelensky. “A Ucrânia está pronta há muito tempo”.

Por que isso importa?

tensão entre Ucrânia e Rússia explodiu com a anexação da Crimeia por Moscou. Tudo começou no final de 2013, quando o então presidente da Ucrânia, o pró-Kremlin Viktor Yanukovych, se recusou a assinar um acordo que estreitaria as relações do país com a União Europeia (UE). A decisão levou a protestos em massa que culminaram com a fuga de Yanukovych para Moscou em fevereiro de 2014.

Após a fuga do presidente, grupos pró-Moscou aproveitaram o vazio no governo nacional para assumir o comando da península e declarar sua independência. Então, em março de 2014, as autoridades locais realizaram um referendo sobre a “reunificação” da Crimeia com a Rússia. A aprovação foi superior a 90%.

 

Após o referendo, considerado ilegal pela ONU (Organização das Nações Unidas), a Crimeia passou a se considerar território da Rússia. Entre outros, adotou o rublo russo como moeda e mudou o código dos telefones para o da Rússia.

O governo russo também apoia os separatistas ucranianos que enfrentam as forças de Kiev na região leste da Ucrânia desde abril de 2014. O conflito armado, que já matou mais de dez mil pessoas, opõe as forças separatistas das autodeclaradas Repúblicas Populares de Donetsk e Lugansk, com suporte militar russo, ao governo ucraniano.

Fonte A Referencia

Quer receber notícias do G10News pelo whatsapp? Clique aqui
Gostou desta notícias? Compartilhe nos botões abaixo!
LEIA TAMBÉM

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Publicidade

Mais lidas

“Estamos com os pés no chão”, diz Mancini após estreia com vitória

Na noite deste domingo (18), o Grêmio bateu o Juventude por 3×2 na Arena na reestreia de Vagner Mancini como técnico do tricolor. Após a partida,...

5 sinais de um parceiro infiel

Leia  esse artigo e aprenda a ver os sintomas de que tem algo errado   Às vezes você se preocupa que seu parceiro esteja traindo? Bem,...

Atendimento a pessoas com necessidades especiais é tema de Congresso de Odontologia

A 20ª Semana Estadual da Promoção da Saúde Bucal-Desafio do Olhar Integral começa na próxima quinta-feira (21) com o Seminário Temático-Programa Saúde na Escola,...
Publicidade

Assine a nossa newsletter

As principais notícias do Portal G10News diretamente em seu e-mail: