Connect with us

RS

Acidente na ERS-129 em Estrela deixa duas pessoas com ferimentos leves

Publicado

em

Colisão envolveu um Citroën C4 e uma caminhonete Fiat Strada, na localidade de Linha Geraldo.

Um acidente de trânsito foi registrado por volta das 8h30 desta quarta-feira (7), na ERS-129, na localidade de Costão, em Estrela. Conforme apurado no local, houve a colisão traseira entre um Citroën C4, de Colinas, e uma caminhonete Fiat Strada, de Estrela, no km 42 da rodovia, altura do acesso a localidade de Linha Geraldo.

Após a colisão, o condutor da caminhonete perdeu o controle da direção e desceu um barranco de aproximadamente cinco metros. O outro carro ficou sobre a via.

Ambos condutores sofreram escoriações e não foram conduzidos para atendimento hospitalar, sendo atendidos no local pelo Corpo de Bombeiros Voluntários de Imigrante e Colinas. MS

Grupo Independente

RS

Número de transplantes se mantém estável durante a pandemia

Publicado

em

Por

Webconferência Internacional com Hospital Lei Shenshan de Wuhan reuniu equipes da China e do Brasil - Foto: Divulgação/SES

A Central Estadual de Transplantes do Rio Grande do Sul manteve o seu principal indicador no processo de órgãos transplantados desde o início da pandemia da Covid-19. O Estado registrou 63 transplantes, de março a junho de 2020. Um a menos do que os 64 transplantes realizados no mesmo período em 2019.

Segundo a coordenadora da Central de Transplantes, Sandra Lúcia Coccaro de Souza, a manutenção das taxas se deve às ações de planejamento que foram implementadas. Ela citou o intercâmbio de experiências com outras instituições. Destacou a webconferência com o corpo clínico de médicos chineses do Hospital de Leishenshan da cidade de Wuhan, capital da província de Hubei, na China, onde ocorreu o foco inicial da epidemia. “Em abril deste ano, participamos de uma reunião virtual com os médicos chineses que estavam vivenciando a pandemia pelo novo coronavírus. Eles relataram informações sobre as manifestações da doença e agudização rápida do quadro, podendo levar à morte”, relatou.

Disse também que a troca de experiências com a equipe do hospital de Wuhan qualificou o trabalho da Central de Transplantes no enfrentamento das dificuldades trazidas pela pandemia da Covid-19, como a disseminação viral do doador para o receptor em lista de espera e a preocupação com a proteção dos trabalhadores da área da saúde.

Ela afirmou ainda, que os pareceres de infectologistas e intensivistas foram determinantes para uma boa preparação das equipes de captação e de transplantes. Na oportunidade também foi abordada a importância de cuidados como o isolamento dos pacientes e das equipes das Unidades de Tratamento Intensivo (UTI) e da utilização dos Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) pelos profissionais da saúde. Essa webconferência foi realizada com representantes da Associação Brasileira de Transplantes de Órgãos (ABTO) e do Sistema Nacional de Transplantes (SNT).

Além da webconferência com os médicos chineses do Hospital de Leishenshan de Wuhan, a Central Estadual de Transplantes organizou, desde o início da pandemia de coronavírus, diversas webconferências com temas ligados à área.

Participaram médicos reguladores, representantes de Organizações de Procura de Órgãos (OPOs), de Comissões Intra Hospitalares de Doação de Órgãos e Tecidos (CIHDOTT), de Câmaras Técnicas de Órgãos e Tecidos, equipes de captação de órgãos e equipes de Hospitais Transplantadores de Múltiplos Órgãos.

Foram realizadas as seguintes webconferências:

– Organização Nacional de Transplantes da Espanha

– Sistema Nacional de Transplantes do Ministério da Saúde e Associação Brasileira de Transplantes de Órgãos (ABTO)

– Câmaras técnicas de transplantes de Pulmão, de Rim e de Fígado

– Organização de Procura de Órgãos (OPO)/Central Estadual de Transplantes (CET/RS)

– Departamento de Regulação Estadual/RS (DRE)

– Organização de Procura de Órgãos(OPO) e área cirúrgica da Central de Transplantes/RS

– Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ/CNPq/CET RS) – Projeto de Pesquisa

POR NEUSA JERUSALÉM

Continue Lendo

RS

SES busca parcerias para solucionar desabastecimento de remédios para intubação

Publicado

em

Por

A Secretaria da Saúde (SES) está mobilizada junto ao Ministério da Saúde (MS) e a outros órgãos para auxiliar os hospitais públicos a resolverem o desabastecimento de medicamentos necessários para intubação de pacientes nas Unidades de Tratamento Intensivo (UTI). A compra do chamado “kit intubação”, que inclui anestésicos e sedativos, é de responsabilidade dos próprios hospitais. Porém, de acordo com o coordenador da Política de Assistência Farmacêutica da SES, Roberto Schneiders, os gestores hospitalares estão relatando dificuldades em realizar a aquisição desses remédios. “Diante desse cenário, estamos excepcionalmente nos articulando para que os hospitais públicos que estão no Plano de Contingência Hospitalar não fiquem desabastecidos neste momento de pandemia”, relatou Roberto.

A SES aderiu à ata de registro de preço do Ministério da Saúde, ainda na última semana (2 de julho), manifestando a intenção de compra de 22 medicamentos com alta demanda no enfrentamento da Covid-19. “Fomos um dos primeiros Estados a fazer a adesão”, disse o coordenador. O MS fará o processo licitatório para Estados e capitais. Nesse processo, as empresas ofertam os medicamentos, e o Estado do Rio Grande do Sul fará a compra, o armazenamento e a distribuição dos anestésicos para 296 hospitais gaúchos.

Para que a logística funcione a contento, uma vez que esses remédios não fazem parte da rotina da Coordenação da Política de Assistência Farmacêutica, a SES está realizando um levantamento do consumo médio mensal de cada um dos medicamentos e os estoques restantes em cada hospital. O terceiro levantamento está em andamento no momento e, a partir de agora, os estoques serão monitorados semanalmente (os primeiros levantamentos foram realizados em 22 de junho e 2 de julho). Para o armazenamento e distribuição das caixas, a SES contará com a parceria das Forças Armadas, pelo Comando Militar do Sul. A ação prevê a aquisição de medicamentos suficientes para atender a demanda de dois meses.

No Estado, a SES também está fazendo o levantamento de preços e estoques junto às 194 distribuidoras de medicamentos, com apoio do Conselho Regional de Farmácia do RS. Caso o mercado nacional não tenha condições de fornecer os insumos necessários, o Ministério da Saúde e a SES estão trabalhando com a possibilidade de realizar a compra no exterior, em parceria com a Organização Pan-Americana da Saúde (Opas) e o Ministério da Saúde do Uruguai.

Ainda, a SES trabalha para sensibilizar os gestores hospitalares e as entidades representativas do setor a cooperarem entre si, remanejando estoques de um hospital a outro para suprir a demanda mais imediata. “É possível ajustar os desabastecimentos pontuais a curto prazo dentro de cada território por meio de compartilhamento”, pontuou Roberto.

Todas as tratativas tiveram ainda o apoio do Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass), do Conselho das Secretarias Municipais de Saúde (Conasems), do Conselho das Secretarias Municipais de Saúde (Cosems/RS), de fundações hospitalares e de outras entidades representativas.

Continue Lendo

Notícias

PRF prende estelionatária que furtou cosméticos de estabelecimento comercial em Vacaria

Publicado

em

Por

Foto: PRF

Além do furto ela era procurada pela justiça de Santa Catarina

Na tarde desta terça-feira (7), a Polícia Rodoviária Federal prendeu uma estelionatária com produtos roubados dentro de um veículo de transporte por aplicativo, próximo à BR 116, que ia de Vacaria a Caxias do Sul.

A partir da rápida troca de informações entre os órgãos de segurança de Vacaria e a PRF em Caxias do Sul, policiais rodoviários federais abordaram um automóvel Nissan/Versa com placas de Curitiba que tinha as características informadas e transitava na região.

Ao revistarem o automóvel, os agentes federais encontraram mercadorias que haviam sido furtadas de uma loja de cosméticos na tarde de hoje (7) em Vacaria.

A passageira do veículo, de 50 anos, é suspeita de praticar furtos semelhantes em estabelecimentos comerciais de Santa Catarina e possuía mandado de prisão expedido pela comarca de Joinville pelo crime de estelionato, além de passagens por estabelecimentos prisionais daquele estado, do Paraná e de São Paulo.

Ela foi presa e encaminhada para a polícia judiciária em Flores da Cunha. O motorista do veículo de aplicativo foi identificado e liberado.

Fonte: PRF

Continue Lendo

Newsletters

Receba as Notícias do Site direto em seu email! Cadastre-se gratuitamente:
Patrocinado
Patrocinado

Mais lidas da semana

Notícias no seu WhatsApp whatsapp