Connect with us

Educação

A Educação opera milagres

Publicado

em

Quando você tiver a oportunidade de visitar a Coreia do Sul, talvez passe a concordar com essa afirmação. Na verdade, os próprios coreanos admitem o milagre que tirou seu país da ruína após as guerras ocorridas até meados do século passado, tornando-o esta nação rica e próspera da atualidade. A conquista é resultado do esforço e da paixão do povo pela Educação do país, que hoje figura entre as principais economias do mundo e entre os países com os melhores índices de educação no ranking do PISA (atualmente, a Coreia do Sul figura em segundo lugar na lista em que Brasil ocupa 39ª posição).
Não é difícil entender esse resultado, mas também não é fácil conquistá-lo. Visitando as escolas, academias de pesquisa, institutos, órgãos governamentais, museus, etc., pude perceber que esse resultado exigiu esforço coordenado entre a sociedade e o Estado, com planejamento e investimentos, no decorrer das últimas décadas. Na escola pública de Ensino Médio que conheci, para além de uma infraestrutura impecável, com itens comuns às escolas particulares no Brasil, observei que também há uma sala de inclusão e psicóloga escolar.
E vai além disso. No plano pedagógico, a escola entrega à família do aluno um plano anual de estudos em conjunto com o calendário escolar, além dos documentos convencionais, como as normas da instituição. Isso é muito importante porque gera ainda mais engajamento da família com a educação dos filhos. Constatar in loco toda esta organização e ver, na prática, uma educação que é referência mundial em qualidade é inspirador para todo educador.
Há pouco mais de meio século, a Coreia era um país arrasado pelas guerras. Durante a ocupação japonesa, foram proibidos o idioma e a escrita coreana, destruídos patrimônios históricos e houve até o sequestro de mulheres jovens para serem damas de consolo de militares japoneses. A península coreana foi liberta somente após a derrota do Japão na segunda Guerra Mundial. No entanto, dividiu-se seu território a partir do paralelo 38: a parte Norte ficou com a União Soviética, comunista; o Sul, sob a tutela dos Estados Unidos, capitalista. No entanto, quando o Norte atacou o Sul com a intenção de anexá-lo ao seu território, além das milhares de mortes provocadas pelos combates, o país ficou arrasado. Do total de suas escolas, menos de 30% ficaram de pé. Nessa mesma proporção, perderam-se os livros, o parque gráfico e outras estruturas. Somente a partir de 1953, com o fim da guerra, o país iniciou sua jornada que iria conduzi-lo para os patamares em que se encontra atualmente.
No museu de história moderna e contemporânea da Coreia do Sul, descobrimos que, mesmo antes do final da década de 1950, os coreanos já haviam matriculado mais de 95% das crianças na escola. Os professores lecionavam para centenas de crianças de uma só vez, às vezes embaixo de uma árvore ou em outros espaços improvisados.
Daquele período até hoje, a Educação seguiu com planejamento, responsabilidade e com foco no futuro. Um projeto de país estruturado por um modelo de Educação em constante mudança. A mais recente é que até 2023 o governo coreano pretende atrair 200.000 estudantes estrangeiros para ocupar as vagas que estão ficando ociosas no Ensino Superior devido às mudanças demográficas pelas quais o país está passando. A Coreia do Sul nos ensina que esforço, conhecimento, planejamento e paixão operam o verdadeiro milagre da educação.

*Wilson Galvão é coordenador da área de Geografia, Tempo Integral e Livros Escolares do Sistema Positivo de Ensino.

Educação

Inscrições para o Enem 2020 começam na próxima segunda-feira

Publicado

em

Por

As inscrições para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2020 começam na próxima segunda-feira (11) e vão até o dia 22 de maio. Elas poderão ser feitas por meio da página do Enem na internet.

Enem digital

A partir deste ano o Enem terá duas modalidades de provas, as impressas, com aplicação prevista para os dias 1º e 8 de novembro, e as digitais, para os dias 22 e 29 de novembro. O participante que optar por fazer o Enem impresso não poderá se inscrever na edição digital e, após concluir o processo, não poderá alterar sua opção.

A estrutura dos dois exames será a mesma. Serão aplicadas quatro provas objetivas, constituídas por 45 questões cada, e uma redação em língua portuguesa. Durante o processo de inscrição, o participante deverá selecionar uma opção de língua estrangeira – inglês ou espanhol.

Neste ano, será obrigatória a inclusão de uma foto atual do participante no sistema de inscrição, que deverá ser utilizada para procedimento de identificação no momento da prova. O valor da taxa de inscrição é de R$ 85 e deverá ser pago até 28 de maio.

Isenção de taxa

De acordo com o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), todos os participantes que se enquadrarem nos perfis especificados nos editais, mesmo sem o pedido formal, terão isenção da taxa. A regra vale tanto para os participantes que optarem pelo Enem impresso quanto para os que escolherem o Enem digital e se aplica, inclusive, aos isentos em 2019 que faltaram aos dois dias de prova e não tenham justificado ausência.

Portanto, no ato da inscrição para o Enem 2020, terão isenção de taxa os candidatos que estejam cursando a última série do ensino médio este ano, em qualquer modalidade de ensino, em escola da rede pública declarada ao Censo da Educação Básica; tenham feito todo o ensino médio em escolas da rede pública ou como bolsistas integrais na rede privada e tenham renda per capita familiar igual ou inferior a um salário mínimo e meio; ou declarem estar em situação de vulnerabilidade socioeconômica, por serem membros de família de baixa renda e que estejam inscritos no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico), que requer renda familiar per capita de até meio salário mínimo ou renda familiar mensal de até três salários mínimos.

Acessibilidade

A Política de Acessibilidade e Inclusão do Inep visa dar atendimento especializado aos participantes que necessitarem. Para facilitar a compreensão no momento da inscrição, os atendimentos específicos (gestantes, lactantes, idosos e estudantes em classe hospitalar) foram incluídos na denominação “especializado”. As solicitações para esses atendimentos também deverão ser feitas entre 11 e 22 de maio. Os resultados serão divulgados em 29 de maio. Para os pedidos que forem negados, está prevista uma fase para apresentação de recursos. O resultado final estará disponível no dia 10 de junho.

Os pedidos de tratamento por nome social serão feitos entre 25 e 29 de maio, com previsão de divulgação dos resultados em 5 de junho. O período para apresentação de recursos será entre 8 e 12 de junho e a disponibilização dos resultados finais em 18 de junho.

ebc

Continue Lendo

Business

Curso on-line ensina foco nos resultados e produtividade

Publicado

em

Diante de um cenário como o que estamos vivendo com a Covid-19, em que as incertezas são muitas e a ansiedade já faz parte do nosso cotidiano, fica difícil conseguir achar o tão falado equilíbrio emocional.

Então, Rosangela Sampaio, psicóloga, palestrante, escritora e criadora do projeto Mulheres em Flow (com um programa de rádio que leva o mesmo nome) percebeu nas inúmeras perguntas que recebe que estava na hora de montar um curso on-line para quem busca driblar as “sequelas” dessa crise.

“Muitos me pedem dicas de como manter o foco nos resultados e na alta performance, mesmo diante de tantas preocupações, porque elas drenam a energia e acabam comprometendo a produtividade”, explica.

Por conta disto, o curso “Mentalidade de Alta Performance das Mulheres em Flow” vai acontecer dos dias 11 a 20 de maio, às 20h, através do ZOOM.

“Para quem não sabe ou não acompanha o meu programa, ‘mulheres em flow’ são aquelas que buscam se conhecer melhor e extrair delas o melhor que elas têm, para que consigam alcançar seus objetivos e desejos. Afinal, todas nós somos capazes, porém, nem sempre sabemos disso”, pontua.

Programação do curso

Durante os cinco dias as pessoas vão aprender sobre OS 5 PILARES DA MENTALIDADE DE ALTA PERFORMANCE DAS MULHERES EM FLOW.

• 11/05: Alta Performance – Os 7 Passos da Mentalidade de Alta Performance das Mulheres em Flow;
• 13/05: Fisiologia: A Postura das Rainhas;
• 15/05: Liderança e o Poder do Estresse Positivo;
• 18/05: Atitudes Práticas para Gestão de Alta Performance em tempos de crise;
• 20/05: Mentalidade de Ação e Resultados.

(Os temas estão sujeitos à alteração sem aviso prévio)

“Dentro desses temas eu vou compartilhar teorias e conceitos da programação neurolinguística, ferramentas de gestão, análise comportamental, estratégias de convencimento e construção de autoridade”, esclarece Rosangela.

Cada aula será uma esfera essencial de desenvolvimento para a carreira, empresa ou como ser humano, buscando  definitivamente construir uma mente anticrise.

Com isso, os participantes irão desenvolver uma mentalidade preparada para lidar com situações extremas e ainda assim conseguir gerar resultados com sabedoria e eficiência.

Serviço:

Curso Mentalidade de Alta Performance das Mulheres em Flow

Preço especial de lançamento – R$ 347,00 – Inscreva-se agora com esse valor pelo link https://pag.ae/7VZaa3xTK.

Continue Lendo

Educação

Aulas no RS não voltam no dia 4 de maio; nova data será divulgada até o fim de semana pelo governo

Publicado

em

Por

Governador anunciou que aulas não voltam em 4 de maio, conforme previsto inicialmente — Foto: Felipe Dalla Valle/Piratini

Validade do decreto atual vai até o dia 30 de abril, mas deve ser prorrogado. Governador avalia protocolos para que os alunos voltem em segurança, que podem incluir compra de equipamentos e materiais.

As aulas na rede pública e particular no Rio Grande do Sul não voltarão no dia 4 de maio, conforme informou o governador Eduardo Leite, nesta terça-feira (28). A nova data será definida e anunciada ainda nesta semana, garantiu o governo.

O decreto em vigor estabelece o prazo para suspensão das aulas presenciais até a próxima quinta (30), como medida de conter a propagação do coronavírus no estado. As escolas estão fechadas desde 16 de março.

“Estamos observando os protocolos para que alunos voltem em segurança, e na educação poderão exigir inclusive compra de equipamentos e materiais que na rede pública podem demandar mais tempo de organização”, afirmou Leite.

Contingenciamento

Leite também anunciou um novo contingenciamento orçamentário, em função da queda de arrecadação estadual devido ao coronavírus. A projeção é de economizar cerca de R$ 40 milhões. No início do ano, o governo já havia definido uma redução de R$ 420 milhões de um total de R$ 3,1 bilhões em despesas que podem ser cortadas do orçamento.

“Essa redução se dá devido a uma queda expressiva na arrecadação de receitas do Estado. Somente no mês de abril, as perdas chegarão a cerca de R$ 750 milhões”, detalhou o governador.

Pelo texto do decreto de contingenciamento, ficam vedadas ações de contratações de serviços e obras, exceto as já iniciadas. Também ficam proibidos os aditivos a contratos de serviços e obras, coffee break, participação em eventos, seminários, congressos e congêneres e despesas com diárias, transporte terrestre e aéreo, e demais gastos relacionados a viagens em percentual superior a 50% do empenhado em 2019. Despesas dessa natureza, em ações de combate à pandemia da Covid-19, seguem autorizadas.

Até o início da tarde desta terça-feira (28), o balanço de casos de coronavírus do governo chegava a 1.286, em 131 cidades, com 45 mortos pela doença.

Por G1 RS

Continue Lendo

Newsletters

Receba as Notícias do Site direto em seu email! Cadastre-se gratuitamente:
Patrocinado
Patrocinado

Mais lidas da semana

Notícias no seu WhatsApp whatsapp