RS passa a contar com vara criminal especializada em crime organizado e lavagem de dinheiro

0
75
O Poder Judiciário do Rio Grande do Sul instalou na terça-feira, 9, sua primeira vara criminal especializada em crime organizado e lavagem de dinheiro. A unidade foi instalada no Foro Central I da Comarca de Porto Alegre pelo presidente do Tribunal de Justiça do Estado, desembargador Carlos Eduardo Zietlow Duro, na companhia da Corregedora-Geral da Justiça, desembargadora Denise Oliveira Cezar. O desembargador Duro disse que a instalação da vara é um “grande avanço no enfrentamento especializado em uma área extremamente sensível”.
A Corregedora-Geral explicou que a nova unidade, denominada 17ª Vara Criminal de Porto Alegre, terá abrangência sobre a Capital e cidades da Região Metropolitana de Porto Alegre. A desembargadora Denise Cezar acrescentou que uma estrutura de inteligência junto à CGJ repassará informações e dados importantes para além da Capital e Região Metropolitana, de modo a que todas as demais comarcas gaúchas tenham alguma especialização em crime organizado e lavagem de dinheiro.
O juiz Ruy Rosado de Aguiar Neto atuará na 17ª Vara Criminal, que abre seus trabalhos com cerca de 500 processos. O número não intimida o magistrado, que prevê jurisdição árdua não tanto pelo volume mas sim pela complexidade dos feitos.
No entanto, o TJRS avalia enviar um anteprojeto de lei à Assembleia Legislativa para que a titularidade da vara seja exercida de forma colegiada, por três magistrados. Experiências de outros Estados têm demonstrado que essa é a maneira mais eficiente e menos onerosa do ponto de vista da segurança dos juízes nesse tipo específico de jurisdição, que exige reforço na proteção dos magistrados, comentou a Corregedora-Geral.
Nessa linha de raciocínio, o diretor do Foro da Comarca de Porto Alegre, juiz Amadeo Henrique Ramela Butelli, classificou de “diferenciados” os processos que tramitarão na nova unidade.
O Subprocurador-Geral de Justiça para Assuntos Institucionais do Ministério Público, Marcelo Lemos Dornelles, presente à instalação, saudou a iniciativa do Judiciário, dizendo que uma vara nessa área também era um anseio do MP. Também participaram do ato o presidente da OAB/RS, Ricardo Breier, a chefe de Polícia, delegada Nadine Anflor, a Subdefensora Pública, Liseane Hartmann, e o vice-presidente da Ajuris, Orlando Faccini Neto, entre outras autoridades.
A 17ª Vara Criminal substitui a Vara do Juizado Especial Criminal do Foro Regional do Alto Petrópolis, dentro do esquema de concentração das varas criminais no Prédio I do Foro Central da Comarca de Porto Alegre, e não mais dispersas pelos Foros Regionais. Além dela, já foram transferidas outras quatro varas, faltando a transferência de mais três, o que ocorrerá no segundo semestre, sempre para o Foro Central I.
*Ascom TJ/RS

Mais Notícias

Brasil tem 9.898 casos de sarampo confirmados nest... Desde o início deste ano, até 21 de novembro, foram confirmados 9.898 casos de sarampo no Brasil. Segundo o Ministério da Saúde, o país enfrenta dois ...
Urgente: acidente de ônibus deixa mais de vinte mo... Vinte oito pessoas morreram em um acidente, na tarde desta quarta-feira, envolvendo um ônibus de turismo em Santa Cruz, na Ilha da Madeira, em Portuga...
Bolsonaro assina acordo que permite que os EUA lan... O presidente brasileiro Jair Bolsonaro assinou um acordo nesta segunda-feira para abrir uma base para o lançamento de satélites aos EUA, enquanto ...
Após ser traído por atriz, Saulo Poncio faz post p... 'Esquece tudo e me beija', escreveu o cantor nas redes sociais Após ser traído pela atriz Leticia Almeida, Saulo Poncio fez uma declaração de amor 'p...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui